Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 7
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Amyloid-β peptide absence in short term effects on kinase activity of energy metabolism in mice hippocampus and cerebral cortex Anais da ABC (AABC)
IANISKI,FRANCINE R.; RECH,VIRGINIA C.; NISHIHIRA,VIVIAN S.K.; ALVES,CATIANE B.; BALDISSERA,MATHEUS D.; WILHELM,ETHEL A.; LUCHESE,CRISTIANE.
ABSTRACT Considering that Alzheimer's disease is a prevalent neurodegenerative disease worldwide, we investigated the activities of three key kinases: creatine kinase, pyruvate kinase and adenylate kinase in the hippocampus and cerebral cortex in Alzheimer's disease model. Male adult Swiss mice received amyloid-β or saline. One day after, mice were treated with blank nanocapsules (17 ml/kg) or meloxicam-loaded nanocapsules (5 mg/kg) or free meloxicam (5 mg/kg). Treatments were performed on alternating days, until the end of the experimental protocol. In the fourteenth day, kinases activities were performed. Amyloid-β did not change the kinases activity in the hippocampus and cerebral cortex of mice. However, free meloxicam decrease the creatine kinase...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Alzheimer's disease; Nanoparticles; Meloxicam; Energetic metabolism; Phosphoryltransfer network.
Ano: 2016 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0001-37652016000501829
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Analgesia da farmacopuntura com meloxicam ou da aquapuntura preemptivas em gatas submetidas à ovariosalpingohisterectomia Ciência Rural
Sousa,Nicole Ruas de; Luna,Stelio Pacca Loureiro; Cápua,Maria Luísa Buffo de; Lima,Alfredo Feio da Maia; Oliveira,Flávia Augusta de; Viveiros,Bruno Massa de; Barbosa,Luciano.
Objetivou-se avaliar o efeito analgésico da farmacopuntura com meloxicam e da aquapuntura preemptivas em gatas submetidas à OSH. Foram utilizados 29 animais considerados sadios após exame clínico e laboratorial com idade de 11,59±6,21 meses e peso de 2,50±0,58kg distribuídos em quatro grupos: aquapuntura (GA; n=7; 0,1ml de solução fisiológica nos acupontos BP6, VB34, F3 e E36 bilaterais), meloxicam (GM; n=8; 0,1mg kg-1 de meloxicam por via subcutânea), farmacopuntura (GMFV; n=7; 0,01mg kg-1 de meloxicam, diluído em 0,8ml de solução fisiológica, distribuído nos acupontos BP6, VB34, F3 e E36 bilaterais) e subdose de meloxicam (GMFF; n=7; 0,01mg kg-1 de meloxicam diluído em solução fisiológica por via SC na região interescapular). Os animais foram submetidos...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Analgesia por acupuntura; Gatos; Meloxicam; Ovariohisterectomia.
Ano: 2012 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782012000700015
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Effects of meloxicam administered by different routes to control experimental uveitis in dogs Ciência Rural
Ribeiro,Alexandre Pinto; Escobar,André; Motheo,Tathiana Fergunson; Godoy,Guilherme Selera; Laus,José Luiz.
Efficacy of meloxicam, administered by different routes was studied in experimental uveitis in dogs. Anterior chamber paracenteses was accomplished at two different moments (M0 and M1), with a five hour interval among them. At M0 and M1, 0.2mL of aqueous humor was collected and total protein and prostaglandin E2 (PGE2) quantitation was determined. Four groups were formed (n=5), which received meloxicam at the end of M0. by the following routes: subcutaneous (GIm), subconjunctival (GII), and topical (GIII). A fourth group that received no treatment was instituted (Control). Conjunctival histopathology of the GII was performed. Results were evaluated statistically (P≤0.05). In all groups, protein and PGE2 values enhanced significantly in M1. Protein and PGE2...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Uveitis; Meloxicam; Total protein; Prostaglandin E2; Dogs.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782009000700024
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
El meloxicam no modifica la disposición de la cefalexina en caninos InVet
Prados,A. P; Kreil,V; Tarragona,L; Quaine,P; Monfrinotti,A; Rebuelto,M.
El objetivo de este estudio fue caracterizar la farmacocinética de la cefalexina administrada por vía intravenosa a caninos y determinar si la administración conjunta con meloxicam produce modificaciones en la misma. Se trabajó con 7 perros Beagle sanos. Las drogas administradas fueron cefalexina y meloxicam a dosis única de 25 mg/kg intravenosa y 0.1 mg/kg intravenosa respectivamente. Cada animal recibió cefalexina sola (experiencia 1) y cefalexina 5 minutos luego de la administración de meloxicam (experiencia 2) con un período de lavado de 2 semanas entre cada experiencia. Las concentraciones plasmáticas de la cefalexina se determinaron mediante el método microbiológico. No se encontraron diferencias estadísticamente significativas entre los parámetros...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cefalexina; Meloxicam; Interacción; Caninos.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.org.ar/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1668-34982008000100002
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Endoscopia gastroduodenal após administração de nimesulida, monofenilbutazona e meloxicam em cães Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Costa,P.R.S.; Araújo,R.B.; Costa,M.C.; Maia,R.E.N..
Avaliaram-se os aspectos da mucosa gastroduodenal em cães tratados experimentalmente com nimesulida, monofenilbutazona e meloxicam. Foram formados quatro grupos com oito cães. Os grupos 1, 2 e 3 receberam, respectivamente, tratamento com nimesulida, monofenilbutazona e meloxicam durante 21 dias, e o grupo 4 foi utilizado como controle. Todos os animais foram avaliados por exames endoscópicos do estômago e duodeno antes do experimento e aos 10 e 21 dias de tratamento. Os cães não manifestaram qualquer alteração clínica ou laboratorial durante o período de estudo. A avaliação endoscópica da mucosa gastroduodenal apresentou apenas lesões consideradas de baixo grau. Esses antiinflamatórios mostraram-se seguros para o trato gastrintestinal de cães clinicamente...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cão; Antiinflamatório não esteróide; Endoscopia; Nimesulida; Monofenilbutazona; Meloxicam.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352007000400014
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Pedometria e acompanhamento bioquímico no pós-operatório de bovinos Nelore com onfalopatias Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Teodoro,P.H.M.; Silva,J.R.B.; Santos,P.S.P.; Viana Filho,M.N.; Alves,A.L.G.; Hussni,C.A.; Watanabe,M.J.; Rodrigues,C.A..
RESUMO A analgesia pós-operatória em bovinos, por vezes, é negligenciada, frequentemente por falta de métodos quantitativos para seu diagnóstico e dimensionamento. Os objetivos deste trabalho foram: avaliar a pedometria e o acompanhamento bioquímico no pós-operatório de bovinos Nelore com onfalopatias e comparar a eficiência anti-inflamatória e analgésica entre diferentes doses de flunixin meglumine e meloxicam nesses animais. Foram utilizados 24 bovinos; deste total, 18 animais foram submetidos a laparotomia para tratamento das onfalopatias e, posteriormente, divididos em três grupos de animais: G1, que recebeu 1,1mg/kg flunixin; G2, 2,2mg/kg flunixin; G3, 0,5mg/kg meloxicam. A via de eleição para os tratamentos foi a IM, uma vez ao dia, totalizando seis...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Pedometria; Flunixin meglumine; Meloxicam; Onfalopatias; Bezerros.
Ano: 2018 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352018000401150
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Uso de morfina, xilazina e meloxicam para o controle da dor pós-operatória em cadelas submetidas à ovariossalpingo-histerectomia Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Pereira,D.A.; Marques,J.A..
Foram realizados estudos empregando-se analgésicos por via epidural e subcutânea em cadelas de diferentes raças e idades, submetidas à castração mediante celiotomia. Vinte animais foram tranquilizados e anestesiados com tiletamina-zolazepam, e aleatoriamente distribuídos em quatro grupos (n=5), de acordo com o fármaco e a via de administração. Os do grupo morfina (GM) foram submetidos à anestesia epidural no espaço lombossacro, com morfina (0,1mg/kg) associada ao cloreto de sódio a 0,9%. Aos do grupo xilazina (GX), foram administrados xilazina (0,2mg/kg) e cloreto de sódio a 0,9%. Os do grupo meloxicam (GME) receberam 0,2mg/kg do anti-inflamatório meloxicam associado ao cloreto de sódio a 0,9%, injetado pela via subcutânea. Os do grupo-controle (CG)...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cão; Opioides; Alfa-2-agonistas; Meloxicam.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352009000200011
Registros recuperados: 7
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional