Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: 

RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 6
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
A contribuição da anatomia foliar para a taxonomia das espécies de Cyperus L. subg. Cyperus (Cyperaceae) ocorrentes no sul do Brasil Acta Botanica
Hefler,Sonia Marisa; Longhi-Wagner,Hilda Maria.
Foi analisada a anatomia foliar de 15 táxons de Cyperus subg. Cyperus ocorrentes na Região Sul do Brasil, na busca de caracteres anatômicos auxiliares para a sua identificação. Todos os táxons analisados possuem clorênquima radiado em torno dos feixes vasculares, anatomia Kranz do tipo Clorociperóide e cavidades aeríferas com diafragma de células estreladas. Os caracteres que mostraram maior valor diagnóstico foram a forma da lâmina foliar em secção transversal, a distribuição e estratificação da hipoderme e das células buliformes, o grau de desenvolvimento das cavidades aeríferas, e a distribuição dos feixes vasculares. Os resultados permitiram separar algumas espécies com morfologia externa semelhante, porém, não foram conclusivos para a definição de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Monocotiledôneas; Morfoanatomia; Plantas C4.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33062010000300014
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Análise morfoanatômica comparativa de duas espécies de carqueja: Baccharis microcephala DC. e B. trimera (Less.) DC., Asteraceae BJPS
Budel,Jane Manfron; Duarte,Márcia do Rocio.
A identificação de espécies de Baccharis que são constituídas de cladódios, ou seja, caules alados, apresenta dificuldades até mesmo para especialistas em taxonomia vegetal. Baccharis microcephala e B. trimera pertencem ao grupo Trimera e são conhecidas vulgarmente como carquejas. Na medicina popular, é comum o uso de espécies aladas para a aplicação terapêutica como diurético, hepatoprotetor e digestivo. Baccharis trimera consta na F. Bras. IV e possui atividades antiinflamatória, analgésica, bacteriostática, bactericida e antidiabética. As espécies B. trimera e B. microcephala são freqüentemente confundidas e utilizadas pela população para as mesmas finalidades terapêuticas. Objetivou-se estudar a morfologia externa e a anatomia dos cladódios dessas...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Asteraceae; Baccharis microcephala; Baccharis trimera; Controle de qualidade; Morfoanatomia.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-82502009000100009
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Análise morfológica de raiz da mandioca em genótipos resistentes e suscetíveis a podridão mole. Repositório Alice
SILVA, J. L. de S.; MOURA, E. F.; FARIAS NETO, J. T. de; SOUZA, F. I. B. de; GALVÃO, J. R..
O cultivo da mandioca tem um papel importante no Brasil, tanto como fonte de alimento, quanto como gerador de emprego e renda. A mandioca tem sua produção limitada pela incidência de doenças, como a podridão mole da raiz, que é uma doença limitadora. A obtenção de variedades resistentes é uma das formas de controle da doença e a identificação de características indicativas de resistência ao patógeno é uma ferramenta para auxiliar o melhoramento genético. O objetivo do trabalho foi verificar se características morfológicas do conjunto súber mais córtex da raiz de mandioca estão associados à resistência ou suscetibilidade à podridão mole. Foram avaliadas três variedades resistentes e cinco suscetíveis à doença. A coleta das amostras foi realizada no...
Tipo: Parte de livro Palavras-chave: Morfoanatomia; Melhoramento genético.; Mandioca; Podridão Mole..
Ano: 2016 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1053965
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Caracterização morfológica dos tricomas foliares e caulinares de duas espécies de Lamiaceae conhecidas popularmente como “falso-boldo” - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v29i2.445 Biological Sciences
Milaneze-Gutierre, Maria Auxiliadora; UEM; Famelli, Mônica Cordeiro; UNIPAR; Capel, Livia Santos; UNIPAR; Romagnolo, Mariza Barion; UNIPAR.
As descrições morfoanatômicas das espécies vegetais, com finalidade medicamentosa, são necessárias para embasar as análises de controle de qualidade nos laboratórios de farmacognosia, tendo este estudo o objetivo de analisar duas espécies de Lamiaceae conhecidas como “falso-boldo”: Plectranthus barbatus e P. grandis, que caracterizam e quantificam os tricomas presentes em suas folhas e caule. Para as análises morfoanatômicas foram preparadas seções transversais do limbo, pecíolo e entrenós do caule, utilizando-se de técnicas usuais de morfologia e anatomia vegetal para a preparação de laminário semipermanente, tendo como corantes o azul de astra e a safranina. As análises revelaram que as folhas de ambas as espécies são morfologicamente semelhantes, mas...
Palavras-chave: 2.03.00.00-0 Botânica Plectranthus; Tricomas glandulares; Tricomas tectores; Morfoanatomia.
Ano: 2007 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciBiolSci/article/view/445
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Estudo morfoanatômico comparativo entre a poaia (Psychotria ipecacuanha (Brot.) Stokes - Rubiaceae) obtida da região Amazônica (habitat original) e proveniente de processo biotecnológico submetida a diferentes tratamentos de interceptação da radiação solar. Repositório Alice
GOMES, R. S. D. L.; OLIVEIRA, V. del C.; JACOME, R. L. R. P.; PINTO, J. E. B. P.; LAMEIRA, O. A.; BARROS, A. M. D..
A poaia ou ipeca (Psychotria ipecacuanha (Brot.) Stokes.-Rubiaceae) apesar de seu valor farmacológico e sócio-econômico é cada vez menos freqüente no seu habitat. O objetivo deste trabalho foi realizar o estudo comparativo dos aspectos morfoanatômicos entre a espécie originária da Amazônia Brasileira e a obtida in vitro submetidas a diferentes tratamentos de interceptação de radiação solar, visando, desta forma, dar suporte a estudos com fins de preservação, cultivo, validação farmacognóstica/farmacopéica e ampliar o conhecimento biotecnológico desta espécie. A espécie nativa foi obtida de fragmento de mata (fase vegetativa) e empregada para micropropagação através do cultivo in vitro de fragmentos de segmentos internodais sobre meio de cultivo Murashige...
Tipo: Separatas Palavras-chave: Morfoanatomia; Ipeca.; Biotecnologia..
Ano: 2009 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/658230
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Estudos agronômicos, genéticos, morfoanatômicos, fitoquímicos, toxicológicos e farmacológicos de Bellis perennis L. (margarida) Plantas Medicinales
Costa Marques,Thiago Henrique; Cardoso de Almeida,Antonia Amanda; dos Santos,Pauline S; Melo,Cassio Herbert S; Mendes de Freitas,Rivelilson.
Introdução: Bellis perennis L. (Asteraceae) é conhecida popularmente como margarida, margarita, margarida-vulgar, margarida-menor ou margarida-comum. É uma herbácea perene, amplamente distribuída em toda a Europa e Norte da África. Objetivo: realizar um levantamento bibliográfico sobre aspectos agronômicos, genéticos, morfoanatômicos, químicos, toxicológicos e farmacológicos desta espécie. Métodos: realizada uma revisão dos artigos completos originais e de revisão disponíveis na literatura, por meio de busca de artigos nos idiomas português, inglês ou espanhol, compreendidos entre os anos de 1962 e 2011 nas seguintes bases de dados: Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde, Science Direct, Scielo e Medical Literature Analysis and...
Tipo: Journal article Palavras-chave: Bellis perennis; Agronomia; Genética; Morfoanatomia; Fitoquímica; Toxicologia; Farmacologia.
Ano: 2014 URL: http://scielo.sld.cu/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1028-47962014000100011
Registros recuperados: 6
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional