Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 112
Primeira ... 123456 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
An observation of the parasitoid Melittobia australica Girault (Hymenoptera: Eulophidae) and its host, the solitary wasp Sceliphron asiaticum (Linnaeus) (Hymenoptera: Sphecidae). Repositório Alice
CARVALHO, L. S.; BEVILAQUA, M. V. O.; QUERINO, R. B..
Hymenoptera encompass a vast array of biological life-styles, including two truly remarkable diversifications within the insects: the largest development of eusocial taxa among the animals and the greatest elaboration of parasitic behavior among the insects (Whitfield, 1998). The parasitic mode of life, although not exclusive to hymenopterans, is a distinctive and important behavior, that is present in a wide variety of relationships, including endoparasitism, ectoparsitism, hyperparasitism and others.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Inseto; Parasita; Parasitóide.
Ano: 2014 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/992678
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aspectos biológicos de Trichogramma galloi Zucchi, 1988 (Hymenoptera: Trichogrammatidae) criados em ovos de Diatraea saccharalis (Fabricius, 1794) (Lepidoptera: Crambidae) Ciência e Agrotecnologia
Pereira-Barros,Josean Leite; Broglio-Micheletti,Sônia Maria Forti; Santos,Adriano Jorge Nunes dos; Carvalho,Lucyo Wagner Torres de; Carvalho,Luiz Henrique Torres de; Oliveira,Carlos José Tavares de.
Alguns aspectos biológicos de Trichogramma galloi Zucchi, 1988 (Hymenoptera: Trichogrammatidae) criados em ovos de Diatraea saccharalis (Fabricius, 1794) (Lepidoptera: Crambidae), foram estudados em laboratório a 26±2ºC; UR 60±10% e fotofase de 12 horas. Os resultados obtidos mostraram um período médio de desenvolvimento pré-imaginal de 9,46±0,7 dias e uma viabilidade média de 78,05%. O número médio de T. galloi emergido por ovo do hospedeiro foi de 2,29. Nas criações em laboratório, as fêmeas de T. galloi foram predominantes. A longevidade de machos e fêmeas foi, em média 3,26±0,12 dias (sem alimento) e 6,36±0,19 dias (alimentando-se com mel). Os ovos de D. saccharalis de primeiro dia apresentaram parasitismo médio de 79,3±5,25% e os de segundo dia...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Biologia; Controle biológico; Parasitóide.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542005000400002
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Associação entre inimigos naturais e Spodoptera frugiperda (J. E. Smith, 1797) (Lepidoptera: Noctuidae) na cultura do milho. Repositório Alice
FIGUEIREDO, M. de L. C.; MARTINS-DIAS, A. M. P.; CRUZ, I..
O experimento foi realizado na safra de verão, em área de cerrado, em Sete Lagoas, MG. Foi avaliada a ocorrência de inimigos naturais associados à Spodoptera frugiperda, na cultura do milho (Híbrido BRS 3123), partindo-se de uma única infestação artificial com uma postura da praga a cada cinco plantas, através de amostragens (20 plantas por parcela) realizadas a cada dois dias, sendo a primeira realizada dois dias após a infestação e a última, 16 dias após a infestação. As lagartas coletadas foram colocadas individualmente em copos de plástico contendo dieta artificial até a emergência dos parasitóides ou do adulto da praga. Foram observados os predadores de ovos e lagartas Orius sp. (Heteroptera: Anthocoridae) e Doru luteipes Scudder (Dermaptera:...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Controle biológico; Predadores; Parasitóide; Lagarta-do-cartucho.
Ano: 2006 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/490661
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação preliminar por simulação numérica da influência de variedades de eucalipto na dinâmica populacional do percevejo bronzeado visando biocontrole. Repositório Alice
LAZARIN, D. F.; PESSOA, M. C. P. Y.; SA, L. A. N. de; PRADO, J. S. M..
2011
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Percevejo bronzeado; Simulação numérica; Biocontrole; Praga florestal; Parasitóide; Eucalipto; Controle biológico.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/918476
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Biologia de Ceratitis capitata (Wiedemann, 1824) (Diptera: Tephritidae) em frutos de caquizeiro, macieira e videira e efeito de iscas tóxicas para o seu controle e sobre o parasitoide Diachasmimorpha longicaudata (Ashmead, 1905) (Hymenoptera: Braconidae) em laboratório. Repositório Alice
ZANARDI, O. Z..
A mosca-do-mediterrâneo Ceratitis capitata (Wiedemann, 1824) (Diptera: Tephritidae) é uma das pragas de maior importância da fruticultura. Neste trabalho foi estudada a biologia de C. capitata em frutos de caquizeiro, macieira e videira e avaliado o efeito de iscas tóxicas no controle da espécie e sobre o parasitoide D. longicaudata em laboratório. No experimento de biologia foi observado que a maior duração do estágio larval ocorreu em maçã ?Gala? (21,07 dias), seguido por uva ?Itália? (18,20 dias) e caqui ?Fuyu? (16,97 dias). Larvas que alimentaram-se de caqui apresentaram maior peso médio de pupa em comparação com uva e maçã. A maior viabilidade pupal foi observada em insetos que utilizaram uva (82,30%) e caqui (80,76%) como hospedeiro, diferindo de...
Tipo: Tese/dissertação (ALICE) Palavras-chave: Mosca-do-mediterrâneo; Isca tóxica; Parasitóide; Uva; Praga de planta; Caqui; Maçã; Fruticultura; Controle; Biologia.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/894900
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Biologia do ectoparasitóide Bracon hebetor Say, 1857 (Hymenoptera: Braconidae) em sete espécies de lepidópteros Scientia Agricola
Magro,Sandra Regina; Parra,José Roberto Postali.
Bracon hebetor Say, 1857 é um ectoparasitóide larval de várias espécies de piralídeos que atacam grãos armazenados, sendo considerado um agente potencial de controle biológico dessas pragas. Assim, a biologia de B. hebetor foi estudada em condições controladas de temperatura (25 ± 2°C), umidade relativa (60 ± 10%) e fotoperíodo (fotofase de 14 horas), sobre sete espécies de lepidópteros, Anagasta kuehniella (Zeller), Corcyra cephalonica Stainton e Sitotroga cerealella (Olivier) (hospedeiros naturais) e Diatraea saccharalis (Fabricius), Heliothis virescens (Fabricius), Anticarsia gemmatalis Hübner, Spodoptera frugiperda (J.E. Smith) (insetos criados rotineiramente no laboratório de Biologia de Insetos da ESALQ/USP), para determinar o melhor hospedeiro para...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Insecta; Controle biológico; Parasitóide.
Ano: 2001 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162001000400007
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Biologia e exigências térmicas de Trichogramma pretiosum Riley e T. exiguum Pinto & Platner (Hymenoptera: Trichogrammatidae) criados em ovos de Plutella xylostella (L.) (Lepidoptera: Plutellidae) Neotropical Entomology
Pereira,Fabricio F.; Barros,Reginaldo; Pratissoli,Dirceu; Parra,José R.P..
Comparou-se a biologia de Trichogramma pretiosum Riley e T. exiguum Pinto & Platner criadas em ovos de Plutella xylostella (L.) em sete temperaturas, e determinaram-se as exigências térmicas e o número de gerações dos parasitóides para algumas localidades produtoras de crucíferas dos estados do Espírito Santo e Pernambuco. Ovos de P. xylostella foram submetidos ao parasitismo por T. pretiosum e T. exiguum, durante 5h, sendo então transferidos para câmaras climatizadas reguladas a 18, 20, 22, 25, 28, 30 e 32ºC. A duração do ciclo (ovo-adulto) variou de 6,8 a 23,1 dias para T. pretiosum e 6,9 a 22,0 dias para T. exiguum a 32 e 18°C, respectivamente. A porcentagem de emergência foi mais elevada a 28ºC, sendo aproximadamente 86% para ambas as espécies....
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Insecta; Traça-das-crucíferas; Controle biológico; Parasitóide; Repolho.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-566X2004000200014
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Biotecnologia de Trichogramma pretiosum Riley, 1879 (Hymenoptera: Trichogrammatidae) e controle integrado de Bonagota salubricola (Meyrick, 1937) e Grapholita molesta (Busck, 1916) (Lepidoptera: tortricidae) com feromônios sexuais na cultura da macieira. Repositório Alice
PASTORI, P. L..
2007
Tipo: Tese/dissertação (ALICE) Palavras-chave: Fruticultura; Maçã; Praga de planta; Lagarta-enroladeira; Mariposa-oriental; Parasitóide; Ovo.
Ano: 2007 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/541712
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Busca exploratória de inimigos naturais para o controle biológico de Dactylopius ceylonicus (Green, 1896) (Hemiptera: Dactylopiidae) em áreas de restinga no litoral de Santa Catarina. Repositório Alice
SÁ, L. A. N. de; GAVA, C. A. T.; PULZ, C. E.; ALMEIDA, G. R..
2009
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Cochonilha do carmim; Cactaceae; Parasitóide; Predador; Praga; Controle biológico.
Ano: 2009 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/660873
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Capacidade de parasitismo de Trichogramma exiguum Pinto & Platner, 1978 (Hymenoptera: Trichogrammatidae) criado em dois hospedeiros por diversas gerações Ciência e Agrotecnologia
Oliveira,Harley Nonato de; Colombi,Carlos Alexandre; Pratissoli,Dirceu; Pedruzzi,Eder Pin; Dalvi,Leandro Pin.
O Trichogramma é um inimigo natural dos mais estudados e utilizados atualmente no mundo. A qualidade e o desempenho de Trichogramma podem ser influenciados por alguns fatores, tal como o hospedeiro alternativo utilizado na criação massal. Objetivou-se com este trabalho foi obter informações básicas sobre os aspectos biológicos de Trichogramma exiguum Pinto & Platner, 1983 (Hymenoptera: Trichogrammatidae), criado nos hospedeiros alternativos Anagasta kuehniella (Zeller, 1879) (Lepidoptera: Pyralidae) e Sitotroga cerealella (Oliv., 1819) (Lepidoptera: Gelechiidae) por 10, 20 e 30 gerações, e os possíveis efeitos nas características biológicas desse parasitóide. Em cada uma das gerações avaliadas, foram utilizadas 25 fêmeas de T. exiguum...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Parasitóide; Anagasta kuehniella; Sitotroga cerealella.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542005000200003
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Capacidade de parasitismo de Trichogramma exiguum Pinto & Platner, 1978 (Hymenoptera: Trichogrammatidae) em ovos de Plutella xylostella (L., 1758) (Lepidoptera: Plutellidae) em diferentes temperaturas Ciência Rural
Pereira,Fabricio Fagundes; Barros,Reginaldo; Pratissoli,Dirceu; Pereira,Cácia Leila Tigre; Vianna,Ulysses Rodrigues; Zanuncio,José Cola.
Estudou-se a capacidade de parasitismo de Trichogramma exiguum Pinto & Platner, 1978 (Hymenoptera: Trichogrammatidae) em ovos de Plutella xylostella (L., 1758) (Lepidoptera: Plutellidae) nas temperaturas de 18, 20, 22, 25, 28, 30 e 32°C, avaliando-se o número de ovos parasitados diariamente, a porcentagem acumulada de parasitismo, o número total de ovos parasitados por fêmea e a longevidade de fêmeas. O ritmo de parasitismo, durante as primeiras 24 horas, oscilou de 1,5 a 11,7 ovos parasitados por fêmeas de T. exiguum, nas temperaturas entre 18 e 32°C. O parasitismo acumulado de ovos de P. xylostella, nas temperaturas de 18, 20, 22, 25, 28, 30 e 32°C, atingiu 80%, respectivamente, aos 10, 7, 8, 5, 5, 4 e 5 dias, por T. exiguum. As maiores taxas de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Parasitóide; Controle biológico; Traça-das-crucíferas; Temperatura.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782007000200001
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Capacidade reprodutiva de Trichospilus diatraeae (Hymenoptera: Eulophidae) em pupas de diferentes hospedeiros (Lepidoptera) Scientia Agricola
Paron,Miriam Rosa; Berti-Filho,Evôneo.
Este trabalho teve como objetivo verificar a capacidade reprodutiva do parasitóide Trichospilus diatraeae Cherian & Margabandhu, 1942 (Hym.: Eulophidae) em pupas de quatro hospedeiros lepidópteros: Diatraea saccharalis F. (Pyralidae), Anticarsia gemmatalis Hübner, Spodoptera frugiperda J.E. Smith e Heliothis virescens F. (Noctuidae). Os experimentos foram realizados em câmara climatizada do tipo B.O.D. a 25 ± 1°C, com 70 ± 10% de Umidade Relativa e Fotofase de 14h. Não foi observada diferença na porcentagem de parasitismo entre as espécies, mas houve diferença no número de parasitóides emergidos, sendo menor em H. virescens (105,3 ± 2,9 parasitóides/pupa) e maior em S. frugiperda (130,6 ± 5,8 parasitóides/pupa). Todavia não houve diferença entre D....
Tipo: Info:eu-repo/semantics/report Palavras-chave: Inseto; Parasitóide; Pupa.
Ano: 2000 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162000000200025
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Capacidade reprodutiva e longevidade de Glyptapanteles muesebecki (Blanchard) (Hymenoptera: Braconidae) parasitando lagartas de Pseudaletia sequax Franclemont (Lepidoptera: Noctuidae) Anais da SEB
Foerster,Luís A.; Doetzer,Augusta K.; Avanci,Marion R.F..
A capacidade reprodutiva de Glyptapanteles muesebecki (Blanchard) (Hymenoptera: Braconidae) foi estudada em laboratório (20 ± 1ºC; 12 horas de fotofase) utilizando-se como hospedeiros lagartas de segundo ínstar de Pseudaletia sequax Franclemont (Lepidoptera: Noctuidae). Fêmeas expostas a cinco lagartas por dia viveram em média 8,4 dias, enquanto que fêmeas criadas na ausência de hospedeiro viveram em média 20,6 dias. Fêmeas de G. muesebecki parasitaram em média 20,8 lagartas durante a vida, produzindo um total de 666,8 descendentes. O parasitismo diário foi de 3,6 hospedeiros por fêmea no primeiro dia após a emergência e manteve-se acima de dois hospedeiros por fêmea até o oitavo dia. Até cinco lagartas foram parasitadas por fêmea em um período de 24 horas.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Insecta; Controle biológico; Parasitóide; Lagarta do trigo.
Ano: 1999 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0301-80591999000300014
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Casos recentes de introdução de parasitóides no Brasil: principais resultados. Repositório Alice
SÁ, L. A. N. de..
2007
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Parasitóide; Quarentena.
Ano: 2007 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/15828
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Complexo de parasitóides de Phyllocnistis citrella (Lepidoptera, Gracillariidae) em dois pomares de citros em Montenegro, RS, Brasil Iheringia, Sér. Zool.
Jahnke,Simone M.; Redaelli,Luiza R.; Diefenbach,Lúcia M. G..
Diversas vespas parasitóides, especialmente Eulophidae e Chalcididae, têm sido registrados atuando sobre populações de Phyllocnistis citrella Stainton, 1856 (larva-minadora-dos-citros), uma das principais pragas da citricultura mundial. O presente trabalho objetivou identificar o complexo de parasitóides de P. citrella em dois pomares de citros situados em Montenegro, RS, um de tangerineira variedade Montenegrina e outro do híbrido tangor Murcott. Em amostragens quinzenais de julho de 2001 a junho de 2003, todos os brotos de plantas sorteadas aleatoriamente eram inspecionados. Todas as folhas com pupas de P. citrella foram coletadas e acondicionadas individualmente em placas de Petri até a emergência dos parasitóides ou dos adultos de P. citrella. No...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Minador-das-folhas-dos-citros; Parasitóide; Hymenoptera; Controle biológico; Eulophidae.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0073-47212005000400003
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Comportamento de Telenomus podisi Ashmead (Hym.:Scelionidae) no parasitismo de ovos de Euschistus heros (F.) e Dichelops melacanthus (Dallas), em laboratório. Repositório Alice
MACHADO, E. M.; CORRÊA-FERREIRA, B. S..
2009
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Parasitóide; Controle biológico; Praga de planta; Inseto; Parasitismo; Biological control; Plant pests; Insect behavior; Parasitism.
Ano: 2009 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/574648
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Controle biológico. Infoteca-e
EMBRAPA RECURSOS GENÉTICOS E BIOTECNOLOGIA..
Tipo: Fôlder / Folheto / Cartilha (INFOTECA-E) Palavras-chave: Controle biológico; Semioquímico; Doença de planta; Parasitóide.
Ano: 2008 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/190394
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Controle biológico de Diatraea saccharalis Fabr. em milho (Zea mays L.) cultivado no sistema orgânico com Trichogramma galloi Zucchi e Cotesia flavipes (Cameron). Repositório Alice
FIGUEIREDO, M. de L. C.; CRUZ, I.; SILVA, R. B. da; REDOAN, A. C..
2010
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Broca-da-cana; Liberação; Monitoramento; Parasitóide.
Ano: 2010 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/865556
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Controle biológico: o próximo pulo do gato. Repositório Alice
LANDERS, J. N.; OLIVEIRA, H. N. de.
bitstream/item/179474/1/Revista-Plantio-direto-1.pdf
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Parasitóide; Agricultura conservacionista; Plantio Direto; Controle Biológico; Cana de Açúcar; No-tillage; Biological control; Cane sugar.
Ano: 2018 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1092714
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Criação do parasitóide Diachasmimorpha longicaudata (Hymenoptera: Braconidae) sobre Larvas de Ceratitis capitata (Diptera: Tephritidae) linhagem tsl Vienna 8. Repositório Alice
LOPES, F. S. C. L.; PARANHOS, B. A. J..
O parasitóide de moscas-das-frutas têm sido criado há várias décadas sobre linhagem normal (selvagem, não mutante) de Ceratitis capitata. Entretanto, com a introdução da linhagem mutante Vienna 8, em 2005, tornou-se perigosa a criação concomitante da linhagem normal, uma vez que na linhagem normal os machos são férteis e na linhagem mutante todos os machos são esteréis. Caso isto ocorra, perde-se a linhagem mutante. Neste caso, passou-se a criar este parasitóide sobre a linhagem mutante Vienna 8. A diferença básica entre os dois tipos de criação é que é possível diferenciar o parasitismo em pupas machos e pupas fêmeas, já que possuem coloração diferente na linhagem mutante. Nesta linhagem, as larvas fêmeas possuem desenvolvimento mais lento, de forma que a...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Mosca-das-frutas; Parasitóide; Criação; Larva.
Ano: 2006 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/159076
Registros recuperados: 112
Primeira ... 123456 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional