Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 36
Primeira ... 12 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
A comparison of the immunological effects of propofol and isoflurane for maintenance of anesthesia in healthy dogs OAK
TOMIHARI, Mizuki; NISHIHARA, Akira; SHIMADA, Terumasa; YANAGAWA, Masashi; MIYOSHI, Masafumi; MIYAHARA, Kazurou; OISHI, Akihiro; 富張, 瑞樹; 宮原, 和郎; 大西, 明弘.
Most anesthetics have an immuno-suppressive effect on cellular and neurohumoral immunity, and research shows that total intravenous anesthesia (TIVA) with propofol has a greater immuno-protective effect than inhalational anesthesia in human medicine. However, in veterinary clinics, these effects remain ambiguous. To clarify the details, we focused on propofol and isoflurane, investigating clinical blood hematology and immunological profiles drawn from healthy dogs under and after two anesthesia techniques. Twelve healthy adult beagles were included in this study, randomly assigned to the propofol anesthesia group (group P: n=6) or the isoflurane anesthesia group (group I: n=6). In both groups, the number of lymphocytes in peripheral blood decreased after 2...
Palavras-chave: Anesthesia; Canine; Immuno-suppression; Isoflurane; Propofol.
Ano: 2015 URL: http://ir.obihiro.ac.jp/dspace/handle/10322/4209
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Anestesia de cágado-de-barbicha Phrynops geoffroanus Schweigger, 1812 (Testudines) com a associação midazolan e propofol - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v31i3.674 Biological Sciences
Santos, André Luiz Quagliatto; UFU; Hirano, Líria Queiroz Luz; UFU; Pereira, Patrícia Calixto; UFU; Silva, Juliana Macedo Magnino; UFU; Kaminishi, Árthur Paulino Sanzo; Bosso, Andréa Cristina Scarpa; UFU.
Os cágados apresentam fisiologia e morfologia únicas, que se diferenciam em muitos aspectos dos mamíferos. Por isso, a monitoração do paciente durante um processo anestésico ou sedativo deve ser realizada, porque dosagens e drogas com resultados benéficos em mamíferos têm-se mostrado inadequados para estas espécies. Foram utilizados dez exemplares de Phrynops geoffroanus, provenientes do rio Uberabinha, no município de Uberlândia, Estado de Minas Gerais (licença RAN/IBAMA nº 035/2006), os quais foram anestesiados com o protocolo midazolan 2 mg kg-1 IM-1 e propofol 10 mg kg-1 IV-1. Os batimentos cardíacos dos exemplares foram monitorados com o aparelho Doppler Vascular Eletrônico nos tempos 0’, 10’, 30’, 60’, 120’ e 180’ pós-anestésico e, durante o período...
Palavras-chave: 2.00.00.00-6 Ciências Biológicas anestesia; Phrynops geoffroanus; Midazolan; Propofol Farmacologia anesthesia; Phrynops geoffroanus; Midazolam; Propofol.
Ano: 2009 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciBiolSci/article/view/674
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Anestesia geral com propofol em cães pré-tratados com acepromazina e alfentanil Ciência Rural
Cortopassi,Silvia Renata Gaido; Holzchuh,Marlene Pezzutti; Fantoni,Denise Tabacchi.
Foram utilizados 30 cães, sem raça definida, adultos, (10 machos e 20 fêmeas), com peso médio de 14,44 ± 2,72kg, distribuídos em três grupos. O grupo I (GI) recebeu a associação de 0,1 mg/kg de acepromazina, 0,05mg/kg de alfentanil e 6,0mg/kg de propofol; o grupo H (GII) O,1 mg/kg de acepromazina, O,1ml/kg de solução fisiológica e 6,0mg/kg de propofol; e o grupo III (GIII) recebeu 0,05 ml/kg de solução fisiológica, 0,05mg/kg de alfentanil e 6,0mg/kg de propofol. Todos os fármacos foram administrados através da via intravenosa. Houve bradicardia intensa e de curta duração nos animais dos grupos I e III após a administração do alfentanil, tendo a frequência cardíaca se restabelecido após a indução da anestesia. No atinente à pressão arterial, os animais dos...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Propofol; Acepromazina; Alfentanil; Cães; Anestesia.
Ano: 2000 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782000000400013
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Anestesia geral inalatória ou total intravenosa associada à anestesia subaracnoidea, em ovinos Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Lima,M.P.A.; Dallabrida,A.L.; Moraes,A.N.; Gehrcke,M.I.; Regalin,B.D.C.; Regalin,D.; Comassetto,F.; Oleskovicz,N..
Avaliou-se a eficácia e a segurança anestésica em ovinos mantidos sob anestesia geral inalatória com isofluorano ou anestesia total intravenosa com propofol, ambas associadas à anestesia subaracnoidea. Quatorze ovinos foram pré-medicados com 0,3mg.kg-1 de morfina IM, e cinco minutos após, receberam 20mcg.kg-1 de detomidina IV. Posteriormente, foram alocados aleatoriamente em dois grupos: GISO (n=7), os quais foram induzidos à anestesia geral com 0,5mg.kg-1 de diazepam e 5mg.kg-1 de cetamina IV, e mantidos em anestesia geral inalatória com isoflurano diluído em oxigênio a 100%; e GPRO (n=7), induzidos com 4mg.kg-1 de propofol IV seguido inicialmente de infusão contínua na taxa de 0,3mg.kg-1.min-1. Para realização da osteotomia bilateral, todos os animais...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Anestesia balanceada; Propofol; Isoflurano; Ropivacaína.
Ano: 2016 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352016000200369
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Anestesia por infusão contínua de propofol em cães pré-medicados com acepromazina e fentanil Ciência Rural
Pires,Jefferson da Silva; Campello,Rui Afonso Viera; Faria,Renato Xavier; Guedes,Alonso Gabriel Pereira.
O propofol (2,6 diisopropilfenol) é um agente hipnótico de ultra curta duração que produz sedação e hipnose similar aos barbitúricos, sendo desprovido de ação analgésica. Quimicamente, é o único agente anestésico venoso que pode ser usado tanto na indução como na manutenção anestésica. O presente trabalho objetivou avaliar freqüência cardíaca, respiratória, oximetria, pressão arterial média, volume minuto e volume corrente em cães pré-medicados com acepromazina e fentanil e anestesiados por infusão contínua de propofol. Dez cães foram submetidos à medicação pré-anestésica com acepromazina (0,1mg.kg-1) e fentanil (0,01mg.kg-1), indução (3,16mg.kg-1) e manutenção anestésica com propofol em infusão contínua por noventa minutos, na velocidade de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cães; Propofol; Infusão contínua; Acepromazina; Fentanil.
Ano: 2000 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782000000500015
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação metabólica e hemodinâmica de dois protocolos de sedação prolongada em cães Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Regalin,D.; Gehrcke,M. I.; Comassetto,F.; Regalin,B.D.C.; Rosa,L.; Padilha,V.S.; Lima,I.T.; Moraes,A.N.; Oleskovicz,N..
RESUMO Objetivou-se determinar a viabilidade de dois protocolos de sedação para ventilação prolongada em cães e seus efeitos hemodinâmicos e metabólicos. Doze cães, alocados aleatoriamente em dois grupos (n=6), receberam infusão contínua de midazolam (0,5mg/kg/h), fentanil (10µg/kg/h) e propofol (18mg/kg/h) no GMF ou cetamina (0,6mg/kg/h), morfina (0,26mg/kg/h) e propofol (18mg/kg/h) no GCM, durante 24 horas. Os cães foram ventilados mecanicamente com FiO2 de 40%, mantendo-se a normocapnia. A FC diminuiu 32% no GMF e 34% no GCM ao longo do tempo, reduzindo o IC em 24% no GMF e em 29% no GCM. A CaO2, o CvmO2, a DO2 e o VO2 diminuíram no GCM (5%, 16%, 31% e 7%) e no GMF (4%, 19%, 26% e 15%), respectivamente. A TEO2 aumentou 32% no GMF e 36% no GCM, sem...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Ventilação mecânica; Propofol; Cetamina; Midazolam; Opioides.
Ano: 2017 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352017000501215
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Bispectral index in dogs with high intracranial pressure, anesthetized with propofol and submitted to two levels of FiO2 Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Lopes,P.C.F.; Nunes,N.; Dias,L.G.G.G.; Pereira Neto,G.B.; Almeida,R.M.; Souza,A.L.G.; Belmonte,E.A..
The effects of inspired oxygen fractions (FiO2) of 1 and 0.6 on bispectral index (BIS) in dogs with high intracranial pressure, submitted to a continuous rate infusion of propofol were evaluated. Eight dogs were anesthetized on two occasions, receiving, during controlled ventilation, an FiO2 = 1 (G100) or an FiO2 = 0.6 (G60). Propofol was used for induction (10mg.kg-1, IV), followed by a continuous rate infusion (0.6mg.kg-1.minute-1). After 20 minutes, a fiber-optic catheter was implanted on the surface of the right cerebral cortex to monitor the intracranial pressure, the baseline measurements of BIS values, signal quality index, suppression ratio number, electromyogram indicator, end-tidal carbon dioxide partial pressure, mean arterial pressure,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Bispectral index; Dog; Intracranial pressure; Inspired oxygen fraction; Propofol.
Ano: 2011 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352011000600012
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Dexmedetomidina epidural em gatas submetidas à ovariosalpingohisterectomia sob anestesia total intravenosa com propofol e pré-medicadas com cetamina S(+) e midazolam Ciência Rural
Dorigon,Otávia; Oleskovicz,Nilson; Moraes,Aury Nunes de; Dallabrida,Ademar Luiz; Flôres,Fabíola Niederauer; Soares,André Vasconcelos; Mores,Thiago José.
O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos da administração epidural de dexmedetomidina em gatas submetidas à ovariosalpingohisterectomia (OSH), sob infusão contínua de propofol. Para tanto, foram utilizadas 12 gatas adultas, hígidas, com peso médio de 3,3±0,4kg, e entre um e quatro anos de idade. Como medicação pré-anestésica, os animais receberam cetamina S(+) (5mg kg-1) e midazolam(0,5mg kg-1), pela via intramuscular, e propofol como agente indutor (4mg kg-1), pela via intravenosa. Em seguida, os animais foram intubados para receber oxigênio a 100% , por meio de sistema sem reinalação de gases, e a infusão contínua de propofol (0,3mg kg-1 min-1) foi iniciada. Os animais foram alocados em dois grupos, nos quais foram administrados dexmedetomidina...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Gatos; Epidural; Dexmedetomidina; Propofol.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782009000300024
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Diferentes frações inspiradas de oxigênio em coelhos hipovolêmicos anestesiados com propofol e submetidos à ventilação mecânica Ciência Rural
Borges,Paula Araceli; Nunes,Newton; Camacho,Aparecido Antonio; Batista,Priscila Andrea Costa dos Santos; Gava,Fábio Nelson; Bürger,Camila Paes; Moro,Juliana Vitti; Lopes,Patrícia Cristina Ferro.
Avaliaram-se os efeitos do fornecimento de diferentes frações inspiradas de oxigênio (FiO²) em coelhos hipovolêmicos, anestesiados com infusão contínua de propofol e mantidos em ventilação controlada sobre os parâmetros respiratórios, hemogasométricos e hemodinâmicos. Foram utilizados 50 coelhos (Nova Zelândia), pesando 3,5±0,3kg, distribuídos em 5 grupos: G100 (FiO²=1), G80 (FiO²=0,8), G60 (FiO²=0,6), G40 (FiO²=0,4) e G21 (FiO²=0,21), os quais receberam xilazina (1mg kg-1) e cetamina (15mg kg-1) pela via intramuscular. Transcorridos 20 minutos, foi administrado propofol (8mg kg-1 bolus e 0,5mg kg-1 min-1) e rocurônio (0,6mg kg-1 bolus e 0,6mg kg-1 h-1). Iniciou-se então, a ventilação mecânica no modo pressão controlada. Após 30 minutos, os animais foram...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Frações inspiradas de oxigênio; Hipovolemia aguda; Ventilação mecânica; Propofol; Coelho; Anestesia.
Ano: 2011 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782011001100018
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
EFEITO ANALGÉSICO DO BUTORFANOL NA DOR SOMÁTICA EM GATOS ANESTESIADOS COM PROPOFOL Ciência Rural
Araujo,Isabela Ciniello; Pompermayer,Luiz Gonzaga; Antunes,Fernanda; Souza,Almir Pereira de; Lopes,Marco Aurélio Ferreira.
O propofol é um agente anestésico intravenoso usado para indução e manutenção da anestesia, mas produz analgesia limitada, havendo a necessidade do uso concomitante de analgésicos. Avaliou-se o efeito analgésico do butorfanol na dor somática em gatos anestesiados com doses fracionadas de propofol. Foram utilizados 16 animais, distribuídos aleatoriamente em dois grupos. Os animais do grupo controle foram pré-tratados com 0,2mg/kg de acepromazina por via IM e, após 15 minutos, receberam 6mg/kg de propofol por via IV. Os animais do grupo tratamento foram pré-medicados com uma combinação de acepromazina (0,2mg/kg) e butorfanol (0,8mg/kg), administrados na mesma seringa por via IM, e, após 15 minutos, receberam 6mg/kg de propofol por via IV. Em ambos os grupos,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Gato; Felino; Anestesia; Propofol; Butorfanol.
Ano: 2001 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782001000100010
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeitos cardiovasculares e respiratórios da indução anestésica com propofol em felinos pré-medicados com xilazina/cetamina Ciência Rural
Portella,Liandra Vogel; Natalini,Cláudio Corrêa; Toledo,Erika Cosendey; França,Juarez Antônio; Moreira,Tatiana Lima; Oliveira,Tânia C. de.
O propofol na dose de 6mg/kg foi usado como agente indutor em dez felinos, pré-medicados com xilazina (0.5 mg/kg) e cetamina (10mg/kg). A intubação orotraqueal desses animais foi possível sem o uso de lidocaina a 4% em "spray"ou o uso de relaxante muscular. As alterações da função cardiovascular compreenderam o aumento da pressão venosa central e freqüência cardíaca após a indução com o propofol. Ocorreu diminuição na freqüência respiratória após administração do propofol, com elevação dos valores médios destes parâmetros até o período de recuperação. Não ocorreram períodos de apnéia. O protocolo anestésico pesquisado produziu um período hábil anestésico médio de 47 + 10,95 minutos e um tempo de recuperação de 10 + 1,41 minutos.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Felinos; Propofol; Anestesia; Xilazina; Cetamina.
Ano: 1996 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84781996000200009
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeitos da infusão contínua de propofol ou etomidato sobre variáveis intracranianas em cães Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Paula,D.P.; Nunes,N.; Nishimori,C.T.D.; Lopes,P.C.F.; Carareto,R.; Santos,P.S.P..
Avaliaram-se os efeitos da infusão contínua de propofol ou de etomidato sobre as variáveis intracranianas em cães nomocapneicos. Foram utilizados 20 cães adultos distribuídos aleatoriamente em dois grupos: grupo propofol (GP) e grupo etomidato (GE). Para o GP, os animais foram induzidos à anestesia com propofol (10mg/kg) e, ato contínuo, iniciaram-se a infusão do fármaco (0,6mg/kg/min) e a ventilação controlada. No GE, o etomidato foi usado para indução (5mg/kg) e manutenção empregando-se a dose de 0,5mg/kg/min nos 10 minutos iniciais e, em seguida, de 0,2mg/kg/min. Após 30 minutos da implantação do cateter de fibra óptica do monitor de pressão intracraniana (PIC) na superfície do córtex cerebral direito, realizaram-se as primeiras mensurações (M1) da PIC,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cão; Anestesia; Etomidato; Pressão intracranina; Propofol.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352010000200009
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeitos de diferentes FiO2 sobre variáveis ecocardiográficas em cães submetidos à infusão contínua de propofol Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Lopes,P.C.F.; Nunes,N.; Sousa,M.G.; Paula,D.P.; Carareto,R.; Nishimori,C.T.D.; Santos,P.S.P.; Camacho,A.A..
Avaliaram-se os efeitos do fornecimento de diferentes frações inspiradas de oxigênio (FiO2) em cães anestesiados com infusão contínua de propofol e mantidos em ventilação espontânea sobre os parâmetros ecocardiográficos, obtidos em modo M. Oito cães adultos foram submetidos a cinco protocolos anestésicos diferenciando um do outro pela FiO2 fornecida ao paciente. Formaram-se cinco grupos denominados G100 (FiO2=1), G80 (FiO2=0,8), G60 (FiO2=0,6), G40 (FiO2=0,4) e G20 (FiO2=0,21). Os animais foram induzidos à anestesia com propofol na dose necessária para intubação e, ato contínuo, iniciou-se a infusão do fármaco. Os cães receberam oxigênio conforme a FiO2 determinada para cada grupo. As primeiras mensurações foram efetuadas antes da administração do fármaco...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cão; Fração inspirada de oxigênio; Propofol; Anestesia; Ecocardiografia.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352009000200010
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeitos de diferentes frações inspiradas de oxigênio no índice biespectral em cães submetidos à infusão contínua de propofol Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Lopes,P.C.F.; Nunes,N.; Nishimori,C.T. D.; Carareto,R.; Paula,D.P.; Sousa,M.G.; Santos,P.S.P.; Borges,P.A..
Avaliaram-se os efeitos do fornecimento de diferentes frações inspiradas de oxigênio (FiO2) sobre o índice biespectral (BIS) em cães submetidos a infusão contínua de propofol e mantidos em ventilação espontânea. Oito cães foram submetidos a cinco anestesias, diferenciando-se uma da outra pela FiO2 fornecida. Formaram-se cinco grupos denominados G100 (FiO2 = 1); G80 (FiO2 = 0,8); G60 (FiO2 = 0,6); G40 (FiO2 = 0,4) e G20 (FiO2 = 0,21). Os animais foram induzidos à anestesia com propofol na dose necessária para intubação, e, ato contínuo, iniciaram-se a infusão do fármaco e o fornecimento de oxigênio, conforme a FiO2 determinada para cada grupo. As primeiras mensurações (M0) foram efetuadas 30 minutos após o início da infusão do anestésico e, depois, em...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cão; Frações inspiradas de oxigênio; Propofol; Índice biespectral.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352008000200014
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Effects of propofol on damage of rat intestinal epithelial cells induced by heat stress and lipopolysaccharides BJMBR
Tang,J.; Jiang,Y.; Tang,Y.; Chen,B.; Sun,X.; Su,L.; Liu,Z..
Gut-derived endotoxin and pathogenic bacteria have been proposed as important causative factors of morbidity and death during heat stroke. However, it is still unclear what kind of damage is induced by heat stress. In this study, the rat intestinal epithelial cell line (IEC-6) was treated with heat stress or a combination of heat stress and lipopolysaccharide (LPS). In addition, propofol, which plays an important role in anti-inflammation and organ protection, was applied to study its effects on cellular viability and apoptosis. Heat stress, LPS, or heat stress combined with LPS stimulation can all cause intestinal epithelial cell damage, including early apoptosis and subsequent necrosis. However, propofol can alleviate injuries caused by heat stress, LPS,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Propofol; Heat stress; Lipopolysaccharides; Apoptosis; Intestinal epithelial cells.
Ano: 2013 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-879X2013000600507
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Effects of propofol on lipopolysaccharide-induced expression and release of HMGB1 in macrophages BJMBR
Wang,T.; Wei,X.Y.; Liu,B.; Wang,L.J.; Jiang,L.H..
This study aimed to determine the effects of different concentrations of propofol (2,6-diisopropylphenol) on lipopolysaccharide (LPS)-induced expression and release of high-mobility group box 1 protein (HMGB1) in mouse macrophages. Mouse macrophage cell line RAW264.7 cells were randomly divided into 5 treatment groups. Expression levels of HMGB1 mRNA were detected using RT-PCR, and cell culture supernatant HMGB1 protein levels were detected using enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA). Translocation of HMGB1 from the nucleus to the cytoplasm in macrophages was observed by Western blotting and activity of nuclear factor kappa-light-chain-enhancer of activated B cells (NF-κB) in the nucleus was detected using ELISA. HMGB1 mRNA expression levels increased...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Propofol; HMGB1; LPS; RAW 264.7 cells; NF-κB.
Ano: 2015 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-879X2015000400286
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Eletroacupuntura na anestesia com propofol em cães Ciência Rural
Cassu,Renata Navarro; Pessoa,Dulce Mara Machado; Luna,Stelio Pacca Loureiro.
Resultados satisfatórios têm sido relatados com o emprego da eletroacupuntura (EA), como adjuvante da anestesia geral no homem e em animais. O objetivo do trabalho é avaliar a dose de indução anestésica do propofol em função do emprego da eletroacupuntura em cães. Foram utilizados 20 cães, distribuídos em dois grupos de igual número, GEA: foi realizada EA nos acupontos estômago 36 (E36), vesícula biliar 34 (VB 34) e baço-pâncreas 6 (BP 6), bilateralmente, durante 45 minutos antes da indução anestésica e GC: não foi realizada EA antes da indução anestésica. Os animais foram tranqüilizados com acepromazina intravenosa (0,05mg.kg-1) 60 minutos antes da indução anestésica, realizada com propofol na taxa de 0,2ml.kg.min-1. A análise estatística foi realizada...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Eletroacupuntura; Propofol; Cão.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782008000600025
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Emprego do propofol, isofluorano e morfina para a anestesia geral de longa duração em bezerros Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Alves,G.E.S.; Hartsfield,S.M.; Carroll,G.L.; Santos,D.A.M.L.; Zhang,S.; Tsolis,R.M.; Bäumler,A.J.; Adams,L.G.; Santos,R.L..
Foram estudadas características da bioquímica do sangue, da pressão arterial e da freqüência de pulso de 12 bezerros mantidos sob anestesia por 13 horas, utilizando-se propofol para a indução e isofluorano para manutenção, associados à administração de morfina intra-tecal. Os valores de freqüência de pulso, pressão arterial e glicemia apresentaram pequenas variações e se mantiveram próximos dos valores de referência para bezerros anestesiados. Ao longo do período de anestesia houve aumento significativo, mas discreto, do hematócrito, hemoglobina, pCO2, CO2 total, bicarbonato e potássio. O pH do sangue, pO2, Na+ e Ca++ apresentaram reduções significativas. Este protocolo anestésico foi seguro para a manutenção de bezerros anestesiados por período prolongado.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Bovino; Isofluorano; Propofol; Morfina.
Ano: 2003 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352003000400005
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Evaluation of the clinical and cardiorespiratory effects of propofol microemulsion in dogs Ciência Rural
Corrêa,André Luís; Tamanho,Renato Batista; Moraes,Aury Nunes de; Beier,Suzane Lilian; Regalin,Doughlas; Farias,Felipe Hertzing; Spolti,Pâmela; Oleskovicz,Nilson.
This research aimed to evaluate the clinical and cardiorespiratory effects of a propofol formulation with nanometer droplet diameter in dogs. Six adult healthy female dogs weighing 14.8±1.2kg were used in this study. Each dog received two treatments with a 15-day washout period. A microemulsion (MICRO) or lipid emulsion (EMU) of propofol was administered intravenously (IV) for induction and maintenance of anesthesia. Anesthesia was maintained with a constant rate infusion of propofol (0.4mg kg-1 minute-1). Cardiorespiratory variables were recorded before induction (baseline), immediately after and at 15-minute intervals for 90 minutes after treatment. Arterial blood samples were also taken for blood gas analysis, except at 45 and 75 minutes after...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Propofol; Microemulsion; Lipid emulsion; Cardiorespiratory; Dogs.
Ano: 2013 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782013000600026
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Farmacocinética do propofol em nanoemulsão em cães Ciência Rural
Luiz,Rafael Messias; Gehrcke,Martielo Ivan; Lima,Marcos Paulo Antunes de; Poli,Anicleto; Moraes,Aury Nunes de; Farias,Felipe Hertzing; Oleskovicz,Nilson.
O propofol em nanoemulsão é uma nova formulação constituída por sistemas nanoemulsionados, caracterizado pela ausência do veículo lipídico. A modificação do veículo pode acarretar alterações farmacocinéticas, resultando em diferentes taxas de distribuição e excreção do propofol. O objetivo deste estudo foi avaliar a farmacocinética de uma nova formulação de propofol em nanoemulsão do tipo óleo em água, comparando com a formulação tradicional em emulsão lipídica. Foram utilizadas seis cadelas sem raça definida, castradas (10,7±1,5kg), em estudo aleatório e de autocontrole, que receberam as duas formulações de propofol com intervalo de 30 dias entre os tratamentos, sendo administrada uma dose bolus de 8mg kg-1, seguida de infusão contínua por 60 minutos na...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Propofol; Farmacocinética; Cães; Nanoemulsão.
Ano: 2013 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782013000800012
Registros recuperados: 36
Primeira ... 12 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional