Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 16
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
A exposição da membrana esclerótica como indicativo do temperamento em bovinos Repositório Alice
DIESEL, T. A.; PAÇO, A. L.; CRUZ, V. A. R. da; SILVA, M. L. P. da; ALENCAR, M. M. de..
2011
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Reatividade; Branco do olho; Escore de temperamento; Tempo de saída; Gado de corte; Comportamento.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/905078
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Comparação da capacidade de atividade dos anticorpos IGG provenientes de soro e plasma para o diagnóstico de leishmaniose visceral canina através de ELISA indireto MV&Z
Jesus, Clauceane de; Nery, Gabriela; Trüeb, Indira; Magalhães Junior, Jairo Torres; Barrouin-Melo, Stella Maria; Larangeira, Daniela Farias.
Foi comparada a reatividade da imunoglobulina G (IgG total) em amostrasde soro e plasma de cães com suspeita de infecção natural por Leishmania sp.que deram entrada no Hospital de Medicina Veterinária Professor Renato deMedeiros Neto da Universidade Federal da Bahia. Foram avaliadas amostrasde 191 cães sempre pareadas para as frações sanguíneas de soro e plasma quese encontravam armazenadas na soroteca do Laboratório de InfectologiaVeterinária (LIVE- UFBA), em freezer sob refrigeração a temperatura de -20ºC. A determinação sorológica foi realizada pelo Ensaio Imunoenzimáticoindireto (ELISA indireto). Foram detectados anticorpos anti- Leishmania nosdois tipos de subtítulos. Quando avaliado o resultado entre as amostras desoro e plasma, a análise estatística...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Sorologia; Reatividade; Leishmaniose visceral canina.
Ano: 2014 URL: http://www.revistamvez-crmvsp.com.br/index.php/recmvz/article/view/23724
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Correlações genéticas entre diferentes metodologias de temperamento na raça Nelore. Repositório Alice
PAÇÓ, A. L.; RIBEIRO. A. R. B.; RUEDA, P.; SILVA, A. G. F. da; ROSA, A. do N.; ALENCAR, M. M. de..
Objetivou-se com este trabalho verificar as correlações genéticas entre metodologias de temperamento. Foram utilizados dados de 800 novilhos da raça Nelore, de três safras, oriundos de cinco fazendas, confinados aproximadamente aos 18 meses de idade, em dois locais. Pelo menos duas medidas de reatividade foram obtidas em cada animal utilizando o escore composto (EC) na balança de pesagem e a velocidade de saída (VS). Para estimação dos componentes de variância e covariância foi utilizado o método da máxima verossimilhança restrita. O modelo utilizado incluiu os efeitos fixos de grupo de contemporâneos (ano de nascimento-origem-local de confinamento-data da medida) e os efeitos aleatórios aditivo direto e de ambiente permanente do animal, além do resíduo....
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Gado de corte; Escore composto; Reatividade; Velocidade de saída.
Ano: 2013 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/964291
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Correlações Genéticas entre diferentes Metodologias de Temperamento na raça Nelore1. Repositório Alice
PAÇÓ, A. L.; RIBEIRO, A. R. B.; RUEDA, P.; SILVA, A. G. F. da; ROSA, A. do N.; ALENCAR, M. M. de.
2013
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Bovinos de corte; Escore composto; Reatividade; Velocidade de saída.
Ano: 2013 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/972035
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
EFEITO DE MODOS E ÉPOCAS DE APLICAÇÃO DE GESSO E CALCÁRIO SOBRE A CULTURA DO FEIJOEIRO (Phaseolus vulgaris L.) cv. CARIOCA-80 Scientia Agricola
GALON,J.A; BELLINGIERI,P.A; ALCARDE,J.C.
Instalou-se sobre um latossolo vermelho-escuro textura média, um experimento cujo objetivo foi avaliar a influência de modos e épocas de aplicação de gesso e de calcário sobre algumas características nutricionais e tecnológicas da cultura do feijoeiro irrigado. Utilizou-se no experimento o delineamento em blocos casualizados em esquema fatorial (4x3)+2 com quatro repetições, correspondendo a 4 modos de aplicação de gesso e/ou calcário, 3 doses de gesso e 2 tratamentos adicionais. Os resultados mostraram que: o uso do gesso proporcionou maiores teores de Ca nos grãos e consequentemente maior tempo para o seu cozimento. A associação gesso e calcário propiciou aumento no teor de S das folhas e também no peso de 100 grãos, quando comparado à utilização de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Extração; Nutrientes; Reatividade; Irrigação.
Ano: 1996 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90161996000100017
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito do touro, raça do touro e linhagem sobre características relacionadas ao temperamento de bezerros da raça Canchim. Repositório Alice
BUGNER, A. L. P.; MARCONDES, C. R.; SOUZA, V. A. F. de; RIBEIRO, A. R. B.; THOLON, P.; MAFFEI, W. E.; NASCIMENTO, V. S. de O.; PINHEIRO, G. de O..
O temperamento animal é o resultado de uma interação complexa entre o genótipo e o ambiente, por sofrer diversas influências de manejo e aprendizado adquirido pelo animal ao longo da vida. Neste estudo avaliou-se o efeito do touro, da raça do touro e da linhagem do bezerro sobre o temperamento de animais da raça Canchim, avaliados logo após a desmama, sob ambiente de contenção e diferentes métodos de avaliação. Foi realizada análise estatística diferencial sob pacote R para comparar as diferentes medidas e testes post-hoc para comparação entre os efeitos significativos (P<0,05). Foi observada variação significativa entre a expressão das características de temperamento para os efeitos de touro, raça dos touros e linhagem dos bezerros, sendo os filhos de...
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Ambiente de contenção; Métodos de avaliação; Reatividade.
Ano: 2017 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1080316
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Eficiência relativa de frações granulométricas de calcários sul-mato-grossenses PAB
Kurihara,carlos hissao; Maeda,Shizuo; Hernani,Luís Carlos; Silva,William Marra.
Em Mato Grosso do Sul, existem jazidas de calcários provenientes de rocha sedimentar, aos quais são atribuídos empiricamente maior reatividade inicial em relação aos calcários de rocha metamórfica. Na Embrapa-Centro de Pesquisa Agropecuária do Oeste (CPAO), em Dourados, MS, avaliou-se, em casa de vegetação, a eficiência relativa de frações granulométricas de calcários, em Latossolo Vermelho-Escuro álico franco-areno-argiloso e Latossolo Roxo distrófico muito argiloso. Em cada solo, aplicou-se dose de calcário estimada para elevar o pH em CaCl2 para 6,0. Os tratamentos, dispostos em delineamento inteiramente ao acaso, consistiram de: testemunha sem calcário e a aplicação de quatro frações granulométricas (malhas de 4,00 a 2,00; 2,00 a 0,84; 0,84 a 0,30 e...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Reatividade; Incubação; PH do solo; Material de origem; Sedimentar; Metamórfica; Tamanho de partícula.
Ano: 1999 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-204X1999000800017
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Eficiencia relativa de fracoes granulometricas de calcarios sul-mato-grossenses. Repositório Alice
KURIHARA, C.H.; MAEDA, S.; HERNANI, L.C.; SILVA, W.M..
Em Mato Grosso do Sul, existem jazidas de calcarios provenientes de rocha sedimentar, aos quais sao atribuidos empiricamente maior reatividade inicial em relacao aos calcarios de rocha metamorfica. Na Embrapa-Centro de Pesquisa Agropecuaria do Oeste (CPAO), em Dourados, MS, avaliou-se, em casa de vegetacao, a eficiencia relativa de fracoes granulometricas de calcarios, em Latossolo Vermelho-Escuro alico franco-areno-argiloso e Latossolo Roxo distrofico muito argiloso. Em cada solo, aplicou-se dose de calcario estimada para elevar o pH em CaCl2 para 6,0. Os tratamentos, dispostos em delineamento inteiramente ao acaso, consistiram de: testemunha sem calcario e a aplicacao de quatro fracoes granulometricas (malhas de 4,00 a 2,00; 2,00 a 0,84; 0,84 a 0,30 e...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Reatividade; Incubacao; PH do solo; Material de origem; Sedimentar; Metamorfica; Tamanho de particula; Reactivity; Incubation; Soil pH; Parent material; Sedimentary rocks; Metamorphic rocks; Particle size.
Ano: 1999 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/100720
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Estudo de fatores genéticos e de ambiente para reatividade na raça Nelore. Repositório Alice
PAÇÓ, A. L..
bitstream/item/123706/1/paco-al-me-jabo.pdf
Tipo: Tese/dissertação (ALICE) Palavras-chave: Comportamento; Correlação genética; Efeito de ambiente; Reatividade; Gado de Corte.
Ano: 2012 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/921965
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Importância da reatividade do calcário sobre a produção e algumas característica da cultura da soja Scientia Agricola
Bellingieri,P.A.; Souza,E.C.A.; Alcarde,J.C.; Shikasho,H.W..
O experimento foi conduzido num latossolo vermelho escuro, textura média, localizado em Jaboticabal-SP, para se estudar o efeito de dois calcários (dolomítico e dolomítico calcinado), com quatro graus de finuras (F1 = > 2mm; F2 = 2-0,84 mm; F3 = 0,84-0,30mm e F4 = < 0,30mm), sobre propriedades químicas desse solo durante dois anos agrícolas (1988/89 e 89/90) e em características agronômicas da soja cv. IAC-8. Concluiu-se que: no 1° ano agrícola (88/89) o calcário calcinado foi mais reativo, bem como as granulometrias mais finas, sendo que a produção de grãos aumentou em 14%; no 2° ano (89/90), os calcários e as finuras tenderam a igualar seus efeitos e a produção de grãos não foi alterada; para as análises foliares e de grãos, somente houve efeito...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Calcáreo; Tamanho de partícula; Soja; Reatividade.
Ano: 1992 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90161992000400010
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
O escore do comportamento materno e o temperamento de ovelhas do grupo genético pantaneiro. Repositório Alice
PORCIUNCULA, G. C. da; FISCHER, V.; COSTA, J. A. A. da; FERNANDES, P. B.; GRUSKA, J. F.; REIS, F. A..
Resumo: Objetivou-se relacionar o Escore do Comportamento Materno com o temperamento de ovelhas do Grupo Genético Pantaneiro. Foram utilizadas 126 ovelhas do Grupo Genético Pantaneiro pertencentes ao rebanho da Embrapa Gado de Corte, com idade média de 3,2 anos. O escore do comportamento materno (ECM) foi avaliado de 12 a 24 horas após o parto seguindo uma escala de seis pontos. Ovelhas com ECM <4 foram classificadas com ECM ruim e ovelhas com ECM >4 foram classificadas com ECM bom. O temperamento foi avaliado através do Teste de Arena. Os dados foram analisados com o uso do PROC FREQ e PROC MEANS. As ovelhas com ECM ruim percorreram maiores distâncias e tiveram maior número de vocalizações de alta intensidade no isolamento. Na presença do observador...
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Teste de Arena; Reatividade; ECM; Gado Pantaneiro; Ovino; Comportamento animal; Sheep; Animalanimal behaviour.
Ano: 2016 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1065584
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
O temperamento de ovelhas do grupo genético pantaneiro em sistemas de manejo distintos. Repositório Alice
FERNANDES, P. B.; PORCIUNCULA, G. C. da; COSTA, J. A. A. da; GRUSKA, J. F.; FERREIRA, M. B.; ESCOBAR, R. B. de S. V..
Resumo: Objetivou-se determinar se o tipo de manejo influencia no temperamento medido no Teste de Arena de ovelhas do Grupo Genético Pantaneiro. O estudo foi realizado no Centro Tecnológico de Ovinocultura. Foram utilizadas 83 ovelhas prenhas pantaneiras com idade média de 3,49. As ovelhas foram divididas em dois tipos de manejo: 1) manejo aversivo e 2) manejo não aversivo. O temperamento foi avaliado pelo Teste de Arena. Os dados foram analisados com o uso do PROC FREQ e PROC MEANS. As ovelhas manejadas de forma aversiva percorreram maiores distâncias, tiveram vocalizações de alta intensidade e maior número de defecações totais, tanto no isolamento quanto na presença do observador enquanto que as ovelhas submetidas ao manejo não aversivo tiveram maior...
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Teste de Arena; Temperamento; Reatividade; Medo; Ovino; Comportamento animal; Sheep; Animal behaviour.
Ano: 2016 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1065578
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
PRNT de escórias na correção da acidez do solo para o cultivo da alfafa. Repositório Alice
DEUS, A. C. F.; BÜLL, L. T.; CORREA, J. C.; SOUZA, M. F. T. de; VILLAS BÔAS, R. L..
2010
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Silicato; Reatividade.
Ano: 2010 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/874885
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Relação entre o genótipo e o temperamento de novilhos em pastejo e seu efeito na qualidade da carne R. Bras. Zootec.
Silveira,Isabella Dias Barbosa; Fischer,Vivian; Soares,Germano Jorge Dorneles.
Avaliaram-se a interação grupo genético ' temperamento e seu efeito sobre a carne de bovinos de corte. Foram utilizados 40 novilhos machos castrados de dois grupos genéticos (Aberdeen Angus - AA e 50% Aberdeen Angus e 50% Nelore - NA), com dois anos de idade e peso inicial de 336,4 ± 29,39 kg, distribuídos em delineamento completamente casualizado. O temperamento foi avaliado por meio da atribuição de escores comportamentais (EC) e mensuração do tempo de saída (TS). Os novilhos NA apresentaram os maiores EC. Os TS dos animais AA foram maiores que os dos NA nas avaliações 1 e 4 (2,1 x 1,3 e 4,7 x 2,3 segundos, respectivamente). O ganho médio de peso foi negativamente correlacionado ao ECm e positivamente ao TSm. No grupo genético NA, os animais mais...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Bovinos; Cor; Ganho de peso; PH; Reatividade.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-35982006000200026
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Teste de Arena para avaliação do temperamento de ovelhas pantaneiras. Repositório Alice
PORCIUNCULA, G. C. da; FISCHER, V.; COSTA, J. A. A. da; FERNANDES, P. B.; GRUSKA, J. F.; FERREIRA, M. B.; ESCOBAR, R. B. de S. V.; GAMES, N. G. R..
Em ovinos, a motivação social muitas vezes é avaliada por testes comportamentais que testam a reatividade do animal frente a situações de medo e estresse. Estudar o temperamento de ovelhas do Grupo Genético Pantaneiro torna-se importante pois pode contribuir para diminuir o estresse durante as práticas de manejo, classificar os animais conforme sua reatividade e melhorar o sistema de produção. Neste contexto, objetivou-se avaliar se ovelhas com até três anos de idade eram mais estressada que ovelhas mais velhas (quatro anos o mais).
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Grupo Genético Pantaneiro; Gado Pantaneiro; Temperamento; Reatividade; Isolamento; Medo; Ovino; Comportamento animal; Sheep; Animal behaviour; Brazil.
Ano: 2016 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1065588
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Utilização de componentes principais para avaliar o temperamento de "Ovelhas pantaneiras". Repositório Alice
PORCIUNCULA, G. C. da; FISCHER, V.; COSTA, J. A. A. da; FERNANDES, P. B.; GRUSKA, J. F.; CATTO, J. B..
Resumo: Objetivou-se determinar quais as características medidas no teste de arena estão associadas com ECM de ovelhas do Grupo Genético Pantaneiro. Foram utilizadas 126 ovelhas pertencentes a Embrapa Gado de Corte. Ovelhas com ECM <4 foram classificadas como ECM ruim e as ovelhas com >4 foram classificadas como ECM bom. O temperamento foi avaliado no Teste de Arena. Foi realizado uma análise descritiva dos dados. Os dados foram analisados através dos fatores principais. O ECM foi associado positivamente com a distância de fuga, idade e vocalizações de baixa intensidade, demonstrando que animais com ECM bom ficavam mais próximo ao observador e se apresentaram mais calmas frente a situações de estresse. Ovelhas com ECM >4 apresentam menor distância...
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Análise multivariada; Grupo genético; Gado Pantaneiro; ECM; Reatividade; Ovino; Método estatístico; Comportamento animal; Sheep; Animal behaviour; Brazil.
Ano: 2016 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1065581
Registros recuperados: 16
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional