Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: 

RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 41
Primeira ... 123 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Acute exposure of fish to nano-TiO2 at environmental levels of ultraviolet light. Repositório Alice
CLEMENTE, Z.; CASTRO, V. L. S. S. de; FEITOSA, L. O.; LIMA, R.; JONSSON, C. M.; MAIA, A. de H. N.; FRACETO, L. F..
Tipo: Separatas Palavras-chave: Dióxido de titânio; Nano-TiO2; Nanotecnologia; Substância tóxica; Impacto ambiental; Peixe; Pacu; Biomarkers; Ecotoxicology; Fish; Nanotechnology; Piaractus mesopotamicus; Titanium dioxide; Ultraviolet radiation.
Ano: 2013 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/981722
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Alternative strategy on postharvest diseases of mango control by use of low dose of ultraviolet-C radiation. Repositório Alice
TERAO, D.; BENATO, E. A.; CAMPOS, J. S. de C.; ALBERS, C. C. M..
Tipo: Separatas Palavras-chave: UVC; Manga; Doença de planta; Pós-colheita; Raio ultravioleta; Controle físico; Mangoes; Postharvest diseases; Ultraviolet radiation.
Ano: 2013 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/982085
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aplicação da radiação ultravioleta-C para controle da podridão peduncular do mamão. Infoteca-e
TERAO, D.; SASAKI, F. F. C.; NECHET, K. de L.; FRIGHETTO, R. T. S.; KONDA, E. T..
A podridão peduncular em mamão é fator limitante na comercialização, principalmente para exportação. Os objetivos do presente trabalho foram definir doses de luz ultravioleta C (UV-C) que inibem a germinação de esporos dos fungos do complexo causador da podridão peduncular, bem como avaliar doses de UV-C no controle da doença nos frutos. Suspensões de esporos foram irradiadas com doses variando de 0,25 a 2,00 kJ m -2 plaqueadas e após 72h avaliou-se a inibição na germinação pela contagem de Unidade Formadora de Colônias (UFC). Em teste in vivo irradiou-se a região peduncular do fruto com doses de 0,5 a 2,0 kJ m -2 . Após irradiados, os mamões foram armazenados durante sete dias em câmara fria e oito dias em temperatura ambiente, avaliando-se, diariamente,...
Tipo: Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E) Palavras-chave: UV-C; Doença pós-colheita; Doença de Planta; Mamão; Podridão Peduncular; Raio Ultravioleta; Irradiação Luminosa; Papayas; Postharvest diseases; Foot rot (plant); Ultraviolet radiation; Physical control.
Ano: 2019 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1111457
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Controle de podridão peduncular do mamão utilizando irradiação UVC. Repositório Alice
KONDA, E. T.; MANGOLIN, G. S.; NASCIMENTO, R. dos S.; TERAO, D..
Resumo: A podridão peduncular compromete a quantidade e a qualidade fitossanitária de mamões podendo provocar grandes perdas. O uso da irradiação ultravioleta C (UVC) vem ganhando reconhecimento, por atuar diretamente sobre o fitopatógeno e induzir o fruto a criar mecanismos de defesa ao ataque de agentes infecciosos. O objetivo do presente trabalho foi definir as doses de UVC que inibem a germinação de esporos dos fungos do complexo causador da podridão peduncular em mamão: Alternaria alternata, Colletotrichum gloeo sporioides, Fusarium solani e Lasiodiplodia theobromae, e avaliar doses de UVC no controle da doença em mamão papaya. Preparou-se, para cada fungo, uma suspensão de esporos na concentração 105 esporos mL-1, que foi irradiada com diferentes...
Tipo: Separatas Palavras-chave: Luz ultravioleta C; Doença pós-colheita; Método alternativo; Ultraviolet C light; Alternative method; Doença de planta; Pós-colheita; Mamão; Controle físico; Papayas; Postharvest diseases; Physical control; Ultraviolet radiation.
Ano: 2018 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1104630
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Crystal phase and illumination condition influence sublethal effects of nano-TiO2. Repositório Alice
CLEMENTE, Z.; CASTRO, V. L. S. S. de; FEITOSA, L. O.; LIMA, R.; JONSSON, C. M.; MAIA, A. de H. N.; FRACETO, L. F..
Tipo: Separatas Palavras-chave: Nano-TiO2; Substância tóxica; Toxidez; Pacu; Peixe; Nanotechnology; Fish; Piaractus mesopotamicus; Titanium dioxide; Ultraviolet radiation; Ecotoxicology.
Ano: 2013 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/981730
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efectos de la radiación solar sobre el fitoplancton de aguas antárticas y subantárticas OceanDocs
Hernando, M.P..
The increments in the ultraviolet radiation B (RUVB, 280-320 nm) resultants of the destruction of the ozone layer affect diverse echo-physiologic aspects of the marine phytoplankton. On this study were compared the responses of phytoplankton from an ambient Sub-Antarctic (Channel Beagle, 54º 52´S, 68º 18´W) and another Antarctic (Potter Cove, 62º 14´S, 58º 38´W) to the ultraviolet radiation (RUV). The decrease of the photosynthesis on short term (hours) was observed in both places, however inhibition thresholds were present. In the Beagle Channel, these were for RUVB and ultraviolet radiation A (RUVA, 320-400 nm), respectively, 0,2 and 6,2 Wm-2 for communities with more than 70% diatoms and 0,45 and 14,2 Wm-2, respectively, for communities with more than...
Tipo: Theses and Dissertations Palavras-chave: Phytoplankton; Photosynthesis; Ultraviolet radiation; Vertical mixing; Taxonomy; Phytoplankton; Taxonomy; Photosynthesis; Ultraviolet radiation; Http://aims.fao.org/aos/agrovoc/c_13344; Http://aims.fao.org/aos/agrovoc/c_7631; Http://aims.fao.org/aos/agrovoc/c_5812; Http://aims.fao.org/aos/agrovoc/c_8046.
Ano: 2008 URL: http://hdl.handle.net/1834/2868
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito da irradiação ultravioleta C no controle de Aspergillus flavus Link da castanha-do-brasil. Repositório Alice
KONDA, E. T.; CARTAXO, C. B. da C.; SOUZA, C. dos S.; ESCHIONATO, R. A.; TERAO, D..
A castanha-do-brasil, produto do extrativismo vegetal não madeireiro, importante para a economia e exportação nacional, tem apresentado alta taxa de contaminação por fungos toxigênicos, em especial o Aspergillus flavus, que sintetiza a aflatoxina, apresentando potencial carcinogênico. Este trabalho teve como objetivo avaliar o controle de A. flavus e de outros contaminantes bacterianos e bolores em castanha-do-brasil pelo uso da irradiação ultravioleta C (UVC). Foram realizados dois experimentos, sendo que no primeiro avaliou-se a eficiência da irradiação UVC no controle de contaminantes naturais presentes em castanhas in natura, sem ter passado por nenhum tratamento pós-colheita, enquanto que no segundo experimento as castanhas passaram por uma...
Tipo: Parte de livro Palavras-chave: Castanha do brasil; Productos forestales no madereros.; Nuez del Brasil; Enfermedades fungales de las plantas; Control de enfermedades; Radiación ultravioleta; Produto florestal não madeireiro (PFNM); Castanha do Para; Bertholletia Excelsa; Controle Microbiano; Contaminação Fúngica; Aflatoxina; Aspergillus Flavus; Irradiação; Raio Ultravioleta.; Brazil nuts; Fungal diseases of plants; Aflatoxins; Disease control; Ultraviolet radiation; Nontimber forest products..
Ano: 2017 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1131817
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito da radiação ultravioleta B sobre a diversidade de leveduras epifíticas associadas ao morango. Repositório Alice
CASTELIANI, A. G. B.; NASCIMENTO, R. dos S.; MELO, I. S. de.
Resumo: Nos últimos anos tem sido observado um aumento na radiação ultravioleta B que atinge a superfície terrestre, sendo este comprimento de onda o mais prejudicial para moléculas biologicamente ativas. As superfícies foliares estão constantemente expostas a esta radiação, podendo afetar de forma significativa os micro-organismos que ocupam este nicho. As células de leveduras epifíticas foram removidas das folhas do morango após a incidência de radiação UV-B em condições de campo em diferentes tempos de exposição. A contagem de unidades formadoras de colônia mostrou padrões de pigmentação diferentes em cada tratamento, indicando que tais estruturas atuam como mecanismos de proteção a radiação. A análise com T-RFLP não mostrou diferenças quanto à...
Tipo: Separatas Palavras-chave: Radiação UV-B; Leveduras; Superfície foliar; Radiation UV-B; Leaf surface.; Radiação solar; Raio ultravioleta; Área foliar; Morango; Leaf area; Ultraviolet radiation; Yeasts..
Ano: 2013 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/968203
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito da radiação ultravioleta C no desenvolvimento vegetativo e na germinação de esporos de Aspergillus flavus link da castanha-do-Brasil. Repositório Alice
SANTOS, S. R. dos; VIECELLI, M. P.; PONTE, M. S.; NASCIMENTO, R. dos S.; TERAO, D..
Resumo: A castanha-do-Brasil, proveniente da região Norte do Brasil, tem apresentado elevado nível de contaminação por fungos toxigênicos, devido ao modelo de exploração extrativista do produto em que os frutos permanecem muito tempo amontoados aos pés da castanheira, em condições ideais para desenvolvimento de Aspergillus flavus. Este fungo tem elevada capacidade de produzir a aflatoxina AFB1, potente agente hepatocarcinogênico. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da radiação UV-C na germinação de esporos e no desenvolvimento vegetativo de A. flavus da castanha-do-Brasil, e sua eficiência no controle do fungo na castanha. Avaliaram-se, no controle de esporos: 0,12; 0,25; 0,5; 1,0 e 2,0 kJ m-2; no crescimento micelial: 1,0; 2,0; 4,0; 8,0 e 10 kJ...
Tipo: Separatas Palavras-chave: Radiação UV-C; Castanha-do-pará; Castanha-do-brasil.; Aspergillus flavus; Controle físico; Aflatoxina; Raio ultravioleta; Bertholletia Excelsa.; Aflatoxin B1; Ultraviolet radiation; Physical control..
Ano: 2016 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1064989
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito da radiação ultravioleta-B sobre a germinação de conídios de Botrytis cinerea e colonização em discos de morango. Repositório Alice
SILVA, T. H. B. da; BETTIOL, W.; COSTA, L. B.; MORANDI, M. A. B..
RESUMO: O ultravioleta é um fator de grande impacto na agricultura e está intimamente relacionado à camada de ozônio, a qual vem sendo reduzida paulatinamente, em consequência das atividades antrópicas. A camada de ozônio está sendo degradada, principalmente, por ação dos clorofluorcarbonos (CFC) utilizados pelo homem alterando assim a intensidade de radiação ultravioleta na superfície terrestre em especial no comprimento de onda da radiação ultravioleta B (UV-B). O objetivo do trabalho foi avaliar a resistência de conídios de Botrytis cinerea à radiação UV-B. Foram testados 13 isolados do patógeno, onde uma suspensão contendo 105 conídios mL-1 de cada isolado foi preparada e uma alíquota de 20 ?L foi colocada no centro de uma placa de Petri contendo BDA....
Tipo: Separatas Palavras-chave: Mudanças climáticas; Botrytis cinerea; Radiação solar; Raio ultravioleta; Morango; Doença de planta; Clima; Ultraviolet radiation; Plant diseases and disorders; Strawberries; Climate change.
Ano: 2012 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/945409
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito da radiação UV-B na germinação de conídios de Trichoderma obtidos de produtos comerciais. Repositório Alice
IOST, R.; BETTIOL, W..
Resumo: O efeito da radiação UV-B foi avaliada na germinação de conídios de Trichoderma spp. obtidos de produtos comerciais (Trichodermil® - Itaforte Bioprodutos; Trichodermax® SP – Turfal; Quality® WG – Laboratório de Biocontrole Farroupilha). Uma alíquota de 20 ?L de suspensões de conídios (105 conídios/ml), de cada produto, foi plaqueada em triplicata em meio BDA + oxgall e imediatamente expostas à radiação UV-B por 1, 2, 3, 4 e 5 h. Placas controle foram envoltas em papel alumínio e mantidas na câmara durante toda a exposição. Após a exposição, as placas foram mantidas no escuro a 25°C± 1. A germinação foi avaliada após 16 h e 24 h para a testemunha e para os conídios irradiados, respectivamente. De cada placa foram avaliados 300 conídios e a...
Tipo: Separatas Palavras-chave: Radiação UV-B; Produtos biológicos comerciais; Germinação de conídio; Radiação solar; Raio ultravioleta; Morango; Doença de planta; Clima; Trichoderma; Fungo para controle biológico; Ultraviolet radiation; Plant diseases and disorders; Climate change.
Ano: 2012 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/945431
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito da radiação UV-B sobre a capacidade antagônica de Clonostachys rosea a Botrytis cinerea em discos de folha de morango. Repositório Alice
COSTA, L. B.; BETTIOL, W.; MORANDI, M. A. B.; RANGEL, D. E. N..
Resumo:: As atividades antrópicas estão alterando a concentração de gases na atmosfera, o ozônio da troposfera é um dos afetados e consequentemente a incidência de raios ultravioleta B (UV-B) na superfície da Terra tem sido alterada. A sensibilidade à radiação UV-B é uma das limitações do uso de agentes de biocontrole a campo. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da radiação UV-B em um isolado de Clonostachys rosea e quantificar a capacidade antagônica a Botrytis cinerea em discos de folhas de morango. Foram utilizadas quatro concentrações de conídios de C. rosea e quatro diferentes doses de radiação UV-B, sendo metade dos discos irradiados desafiados com conídios de B. cinerea. As concentrações de conídios de C. rosea acima de 105 conídios mL-1...
Tipo: Separatas Palavras-chave: Mudanças climáticas; Gliocladium roseum; Ultravioleta-B; Clonostachys rosea f. rosea.; Mofo cinzento; Doença de planta; Radiação solar; Raio ultravioleta; Botrytis cinerea; Plant diseases and disorders; Ultraviolet radiation; Climate change..
Ano: 2012 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/945450
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito de tratamentos alternativos na pós-colheita na expressão de peroxidases em frutos de laranja, manga e melão. Repositório Alice
NECHET, K. de L.; TERAO, D.; SILVA, A. M.; VIECELLI, M. P.; HALFELD-VIEIRA, B. de A..
Resumo: O atual conceito de qualidade enfatiza frutas livres de resíduos químicos danosos à saúde humana, com especial atenção à saúde de crianças. Por isso, a produção e manuseio de frutas, usando estratégias alternativas para reduzir ou mesmo substituir a aplicação de produtos químicos sintéticos, no controle de doenças pós-colheita, tem merecido grande destaque. Dentre os métodos alternativos de controle, os tratamentos físicos, pela aspersão de água quente sobre escovas rolantes e a irradiação de luz ultravioleta-C; e o uso de biocontroladores têm mostrado resultados promissores, tanto pelo controle direto do agente causal, como indireto pela alteração na fisiologia da fruta, retardando o processo de maturação, preservando ou mesmo induzindo...
Tipo: Separatas Palavras-chave: Controle alternativo; Doença de planta; Pós-colheita; Manga; Laranja; Abacaxi; Controle biológico; Controle térmico; Peroxidase; Plant diseases and disorders; Postharvest diseases; Hot water treatment; Ultraviolet radiation; Biological control.
Ano: 2014 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1006741
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito do aumento da radiação Ultravioleta-B associado a Clonostachis rosea na infecção latente de Botrytis cinerea em frutos de morangueiro. Repositório Alice
HECK, D. W.; NECHET, K. de L.; TERAO, D..
Tipo: Separatas Palavras-chave: UVB; Clonostachis rosea; Botytris cinerea.; Morango; Raio ultravioleta; Controle biológico.; Strawberries; Plant diseases and disorders; Biological control; Ultraviolet radiation.
Ano: 2013 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/981881
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito do aumento simulado da radiação UV-B na expressão peroxidase na interação morangueiro X Botrytis cinerea X Clonostachys rosea em campo. Repositório Alice
NECHET, K. de L.; VILELA, E. S. D.; HALFELD-VIEIRA, B. de A.; BETTIOL, W..
Com a diminuição da camada de ozônio espera-se um aumento da radiação UV- B (290-315 nm). Os estudos sobre o efeito da radiação UV-B em patossistemas são limitados principalmente em condições de campo. O objetivo deste trabalho foi estudar o efeito do aumento simulado da radiação UV-B na expressão da enzima peroxidase na interação morangueiro x Clonostachys rosea x Botrytis cinerea em condições de campo. O experimento foi conduzido durante 15 dias em parcelas subdivididas em três condições de radiação (1. Ambiente; 2.Ausência de radiação e 3. Aumento de radiação suplementada por lâmpadas) e quatros tratamentos (1. Testemunha, 2. Plantas inoculadas com C. rosea; 3. Plantas inoculadas com B. cinerea e 4. Plantas inoculadas com ambos microrganimos). A...
Tipo: Separatas Palavras-chave: Fragaria x ananassa; Fitopatógeno; Biocontrole; Mudanças climáticas; Clonostachys rosea f. rosea.; Botrytis cinerea; Doença de planta; Mofo cinzento; Radiação solar; Raio ultravioleta; Impacto ambiental; Peroxidase.; Climate change; Plant diseases and disorders; Ultraviolet radiation; Environmental impact..
Ano: 2012 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/945537
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito sinérgico da radiação ultravioleta-B e temperatura sobre a germinação de conídios de Clonostachys rosea e Trichoderma spp. Repositório Alice
COSTA, L. B.; BETTIOL, W.; RANGEL, D. E. N.; MORANDI, M. A. B..
Tipo: Separatas Palavras-chave: Temperatura; Controle biológico; Conídio; Germinação; Trichoderma.; Ultraviolet radiation; Clonostachys rosea..
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/917979
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito sinérgico da radiação ultravioleta-B (UV-B) e dióxido de carbono (CO2) sobre a germinação de Trichoderma asperellum e Clonostachys rosea. Repositório Alice
BETTIOL, W.; COSTA, L. B.; RANGEL, D. E. N.; MORANDI, M. A. B..
Tipo: Separatas Palavras-chave: Dióxido de carbono (CO2); Efeito sinérgico da radiação; Controle biológico; Ultraviolet radiation; Trichoderma asperellum.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/919919
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeitos da radiação ultravioleta B sobre cultivar de soja (Glycine max L. Merril) BRS 262 em condições de campo. Repositório Alice
FRIGHETTO, R. T. S.; SÁBER, M. L.; BATISTA, E. R.; COSTA, L. B.; BACCAN, M..
Resumo: O estudo foi desenvolvido para avaliar os efeitos da radiação ultravioleta B (UV-B) na composição de substâncias constitutivas em soja cultivar BRS 262 sob três tratamentos: UV-B aumentado, UV-B solar e UV-B excluído. As avaliações foram realizadas nos estádios V1, V4, R1 e R4 de desenvolvimento da planta. Observou-se que as fases de desenvolvimento da soja têm maior influência nas concentrações de seus constituintes, como os fenólicos totais que mostraram menores efeitos da radiação aumentada (em torno de 4,46 kJ.m-2.dia-1). Nos HCA apenas a concentração do ácido caféico mostrou maior diferença em plantas sob UV-B aumentado. Maiores teores de clorofila (principalmente a e b) e área/biomassa foliar foram observados em plantas sob UV-B aumentado, e...
Tipo: Separatas Palavras-chave: Mudanças climáticas; Fenólicos totais; Ácidos hidroxicinâmicos; Soybean.; Clorofila; Bactéria; Clima; Radiação solar; Raio ultravioleta; Impacto ambiental; Ultraviolet radiation; Climate change; Environmental impact..
Ano: 2012 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/945543
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeitos da radiação ultravioleta-C sobre a simetria e morfoanatomia foliar de Rapanea ferruginea (Ruiz et. Pav) Mez. (Myrsinaceae) - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v31i2.861 Biological Sciences
Daloso, Danilo de Menezes; UFV; Holsback-Menegucci, Zildamara dos Reis; UFMS; Santiago, Etenaldo Felipe; UFMS.
Neste estudo, analisaram-se os efeitos da radiação UV-C sobre o desenvolvimento de folhas de Rapanea ferruginea. Plantas jovens foram selecionadas com seis meses de idade identificando-se as folhas já diferenciadas do 3º, 4º, 6º, 8º e 9º nó. Posteriormente, as plantas foram divididas em três grupos e submetidas à radiação UV-C por 30, 60 ou 120 min. seguidos. Para o estudo anatômico, foram utilizadas técnicas usuais de corte e coloração. As análises morfométricas foram realizadas determinando-se três pontos ao longo da nervura central da folha, medindo-se das bordas esquerda (E) e direita (D) até cada um desses pontos. Determinaram-se também os desvios de simetria, o comprimento e a largura máxima do limbo, submetendo os valores à Anova e ao teste de Tukey...
Palavras-chave: 2.00.00.00-6 Ciências Biológicas estresse; Radiação ultravioleta; Folhas; Desvio de simetria; Escalas de observação Botânica stress; Ultraviolet radiation; Leaves; Symmetry deviation; Scales of observation.
Ano: 2009 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciBiolSci/article/view/861
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Effect of ultraviolet-B (UV-B) radiation on bacterial community in the soybean phyllosphere. Repositório Alice
SÁBER, M. L.; ANDREOTE, F. D.; KAVAMURA, V. N.; FRIGHETTO, R. T. S.; TAKETANI, R. G.; MELO, I. S. de.
Abstract: The impact of ultraviolet-B (UV-B) radiation on the culturable and unculturable bacterial communities were studied in field experiments using soybean plants grown under increased UV-B (UV-B+), negative control (UV-B-) and solar UV-B. Sampling of leaves exposed to UV-B was performed in different developmental stages of the plant. The data obtained demonstrate that UV-B radiation did not alter the culturable and unculturable bacterial community. In contrast, culture independent analysis revealed major differences between cultivars for the stage of development (cultivation time) of the plants. Regarding the bacterial communities of the phyllosphere, it is possible to observe a similar behavior of the analyzed groups (Bacteria, ?-Proteobacteria, and...
Tipo: Separatas Palavras-chave: Ultraviolet-B; Pigmented bacteria; Survival; Radiação ultravioleta.; Bactéria; Soja.; Soybeans; Ultraviolet radiation; Phyllosphere.
Ano: 2014 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1008000
Registros recuperados: 41
Primeira ... 123 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional