Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Estratégia tecnológica aplicada em carne de frango (Gallus gallus domesticus): adição de antioxidantes naturais do resíduo da juçara (Euterpe edulis) e do pequi (Caryocar brasiliense) e atividade antimicrobiana do extrato do pequi.
Autores:  FRASÃO, B. DA S.
Data:  2017-08-04
Ano:  2017
Palavras-chave:  Tecnologia de alimentos
Carne de frango
Radiação ultravioleta
Testes de sensibilidade microbiana
Oxidação
Resumo:  Objetivou-se com a presente tese obter pontos ótimos para a extração de compostos antioxidantes e atividade antioxidante do resíduo da juçara (Euterpe edulis) e verificar a ação desses compostos provenientes do resíduo da juçara e do pequi (Caryocar brasiliense) na estabilização do processo oxidativo (lipídico e proteico) em carne de frango (Gallus gallus domesticus) de criação convencional e livre de antibiótico, contribuindo para elaboração de produtos mais saudáveis. Ademais, objetivou-se verificar a atividade antimicrobiana do extrato da casca do pequi. No primeiro experimento (Artigo I) foi verificada a melhor combinação de extração do resíduo da juçara (Euterpe edulis) para a concentração dos compostos antioxidantes (fenólicos, flavonoides, antocianinas e taninos) e para a atividade antioxidante (?-caroteno), por micro-ondas analítico utilizando a metodologia de superfície de resposta com componente central. As variáveis estudadas foram: a concentração de etanol no solvente aquoso (40, 60 e 80%), o tempo de exposição no micro-ondas (30, 60 e 90 segundos) e a potência (400, 500 ou 600W). Os parâmetros ótimos obtidos foram: fenólicos 668,18W / 110,45sec. / 93,64%, flavonoides e antocianinas 532,28W / 110,45sec. / 93,64%, taninos 668,18W / 9,55sec. / 93,64%, e atividade antioxidante 668,18W / 110,45sec. / 64,41%. No segundo experimento (Artigo II) foi realizada a aplicação em carne de frango convencional e livre de antibiótico dos extratos com parâmetros ótimos para extração de fenólicos totais (extrato P) e atividade antioxidante (extrato A), determinados no experimento anterior (Artigo I), verificando a eficácia na redução do processo oxidativo (lipídico e proteico) durante 9 dias de armazenamento a 4ºC. O extrato P apresentou melhor efeito na estabilidade oxidativa dos lipídios e das proteínas, podendo ser utilizado como uma fonte de antioxidantes naturais para aplicação em carne de frango, minimizando o estresse oxidativo e melhorando a qualidade da carne. No terceiro experimento (Artigo III), o extrato com melhor capacidade de redução dos processos oxidativos (668,18 W / 110,45 sec. / 93,64%), selecionado no experimento anterior (Artigo II), foi empregado na extração dos fenólicos totais do resíduo da juçara e da casca do pequi, aplicando-os em carne de frango livre de antibiótico. Antes da aplicação dos extratos, a carne de frango foi submetida à radiação UV-C, com o intuito de favorecer o processo oxidativo para melhor avaliação do efeito dos extratos na redução da oxidação lipídica e proteica. O extrato do resíduo do pequi foi mais eficiente na estabilidade do processo oxidativo. Portanto, o uso da casca do pequi como fonte de antioxidante natural para aplicação em carne de frango apresentou maior eficiência, uando comparado ao resido da jussara e do antioxidante sintético. O quarto (Artigo IV) foi um artigo de revisão, no qual apresenta-se diferentes aspectos relacionados à avaliação de Campylobacter spp. em produtos de origem animal. Esta foi uma das bactérias patogênicas avaliadas no próximo estudo. No quinto experimento (Artigo V) foi avaliada a atividade antimicrobiana do extrato do resíduo do pequi através da concentração inibitória mínima (CIM), concentração bactericida mínima (CBM), inibição da formação de biofilme e a curva do comportamento bacteriano durante 48 horas. O extrato foi obtido conforme parâmetros do trabalho anterior (668,18 W / 110,45 sec. / 93,64%). Foram testados microrganismos patogênicos e deteriorantes relevantes em carne de aves, incluindo: Salmonella enterica, Campylobacter jejuni, Campylobacter coli, E. coli O157:H7, E. coli, Staphylococcus aureus e Pseudomonas aeruginosa. As cepas de Campylobacter foram as mais sensíveis para os valores de CIM e CBM, enquanto que as cepas de E. coli e S. enterica foram as menos sensíveis para MIC e S. aureus se mostrou resistente na CBM. O extrato da casca do pequi apresentou inibição na formação do biofilme em todas as cepas que o formaram, no entanto, foi mais eficiente contra o biofilme formado por Pseudomonas e menos eficiente para o biofilme formado por E. coli I. Desta forma, o extrato do resíduo do pequi apresenta potencial aplicação no controle de biofilme formado pelas bacterias testadas.

Tese (Doutora em Medicina Veterinária) - Programa de Pós-Graduação em Medicina Veterinária da Universidade Federal Fluminense, Niterói, RJ, 2017. Co-orientadora: Renata Torrezan.
Tipo:  Tese/dissertação (ALICE)
Idioma:  Português
Identificador:  13678

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1073647

http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/162440/1/Tese-Beatriz-Frasao-final.pdf
Editor:  2017.
Relação:  Embrapa Agroindústria de Alimentos - Tese/dissertação (ALICE)
Formato:  221 f.
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional