Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Registro completo
Provedor de dados:  Repositório Alice
País:  Brazil
Título:  Emprego do babaçu (Orbignya phalerata) como fonte energética para catetos (Tayassu tajacu).
Autores:  ALBUQUERQUE, N. I. de.
Data:  2007-05-03
Ano:  2006
Palavras-chave:  Animal silvestre
Cativeiro
Carcaça
Carne
Nutrição animal
Sustentabilidade
Resumo:  O objetivo deste trabalho foi estudar o emprego de babaçu integral e do seu subproduto (torta de babaçu), como fontes energéticas alternativas substituindo parte do milho na alimentação do cateto em sistemas de produção em cativeiro. Na primeira fase do trabalho, experimento -I, avaliou-se o desempenho de 12 animais, testando-se o babaçu integral como fonte energética alternativa em substituição ao milho em rações para catetos em fase inicial de reprodução. No experimento -II avaliou-se o desempenho de 12 animais, testando-se a torta de babaçu, e após a fase de terminação os mesmos foram abatidos para análise de suas carcaças e carne. Avaliaram-se parâmetros de carcaça (rendimento, composição corporal, medidas da carcaça, órgãos e glândulas e cortes comerciais). As carnes dos pernis dos animais abatidos foram avaliadas quanto as suas propriedades (perda de peso ao cozimento, força de cisalhamento, pH e capacidade de retenção de água) e o conteúdo de ácidos graxos. O Ganho diário de peso (GDP) e o consumo diário de ração (CDR) dos animais que receberam níveis crescentes da amêndoa de babaçu integral, diminuiu a medida que a proporção do babaçu integral aumentava, mas até o nível de 25% de inclusão do mesmo os animais em fase inicial de reprodução conseguiram obter CDR satisfatório. Levando-se em conta a disponibilidade e o custo reduzido do babaçu integral na Amazônia em relação ao milho, sugere-se até o nível de 25% de babaçu integral em substituição ao milho em rações de catetos em fase inicial de reprodução. Embora não tenham sido observados efeitos significativos (P> 0,05) dos níveis de torta de babaçu sobre o ganho de peso e consumo diários, os resultados sugerem que, pode-se incluir até o nível de 40% de torta de babaçu na ração de catetos em fase de terminação, obtendo desempenho satisfatório dos animais. Não foram observados efeitos significativos (P> 0,05) dos níveis de torta de babaçu para as variáveis, peso vivo, peso em jejum, carcaça quente, carcaça fria, comprimento, sangue, couro, patas traseiras e patas dianteiras, rendimento de carcaça quente e fria e cortes comerciais. Quanto aos órgãos e glândulas houve efeito quadrático da torta de babaçu no pulmão (P=0,01) e no fígado (P=0,04). Não foram observados efeitos significativos (P> 0,05) dos níveis de torta de babaçu para as propriedades da carne, e os ácidos graxos (AG) insaturados (mono e poliinsaturados) foram encontrados em maior quantidade que os ácidos graxos saturados na carne de pernil de catetos. Houve uma tendência para um maior GDP, consumo, bons rendimentos de carcaça e peso de cortes comerciais no nível de inclusão da torta de babaçu até 40%, podendo-se sugerir a mesma como alternativa energética em substituição ao milho em rações para catetos na fase de terminação. Comparando-se a carne de catetos com as carnes de bovinos, ovinos e suínos nota-se que em catetos o teor de AG insaturados (mono e poliinsaturados), foi superior ao de AG saturados, baseando-se na teoria de que os AG poliinsaturados ingeridos na dieta humana são responsáveis por uma redução nos níveis sé ricos de colesterol, sugere-se.que a carne de catetos é uma fonte alternativa excelente de proteína.

2006

Tese (Doutorado em Ciências) - Centro de Energia Nuclear na Agricultura, Universidade de São Paulo, Piracicaba. Orientador: Cyro Ferreira Meirelles.
Tipo:  Tese/dissertação (ALICE)
Idioma:  Português
Identificador:  39047

http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/409112

http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/81669/1/DoutoradoInagaki.pdf
Editor:  2006.
Relação:  Embrapa Amazônia Oriental - Tese/dissertação (ALICE)
Formato:  il.

80 f.
Fechar
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional