Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 8
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
ALTERAÇÃO NAS CARACTERÍSTICAS FÍSICAS, QUÍMICAS E BIOQUÍMICAS DA ÁGUA NO PROCESSO DE LAVAGEM, DESPOLPA E DESMUCILAGEM DE FRUTOS DO CAFEEIRO Engenharia na Agricultura
Roberta Jimenez de Almeida Rigueira; UFV; Adílio Flauzino de Lacerda Filho; UFV; Antonio Teixeira de Matos; UFV; Sérgio Maurício Lopes Donzeles; UFV; Juan José Fonseca Palacin.
Neste trabalho se objetivou avaliar as alterações nas características físicas, químicas e bioquímicas da água residuária da lavagem, despolpa e desmucilagem dos frutos do cafeeiro. Foi utilizado café cereja, variedade Catuaí, cuja colheita foi realizada no período de maio a julho de 2004, utilizando-se o método de derriça manual sobre pano. Durante o processamento dos frutos foram coletadas amostras de água na entrada e na saída do lavador/separador mecânico, no despolpador e no desmucilador. Processaram-se aproximadamente 11.000 litros de frutos por dia, para um volume médio de 3,0 litros de água para cada litro de fruto, com recirculação de água, e de 1,8 litro de água para cada litro de fruto sem recirculação. Em virtude da constituição química dos...
Tipo: Artigo Avaliado por Pares Palavras-chave: Engenharia Agrícola Água residuária; Café; DQO e DBO.
Ano: 2010 URL: http://www.seer.ufv.br/seer/index.php/reveng/article/view/214
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
ANÁLISE DE CUSTO DE SISTEMAS DE SECAGEM DE MILHO EM SECADORES MECÂNICOS Engenharia na Agricultura
Douglas Romeu Costa; UFV; Adílio Flauzino de Lacerda Filho; UFV; Juarez de Sousa e Silva; UFV; Daniel Marçal de Queiroz; UFV; Pedro Nogueira Lima; UFV; Juliana Pinheiro Dadalto; UFV.
Objetivou-se, com este trabalho, analisar a viabilidade do uso de secadores rotativos, com distribuição radial de ar, utilizados na cafeicultura, para a secagem de milho. Avaliou-se o consumo de energia e o custo de secagem do produto. A temperatura do ar de secagem foi controlada em 80 e 100 °C. Os sistemas de secagem foram compostos por um secador rotativo comercial e um secador rotativo modificado. Utilizou-se o GLP como fonte de energia para o aquecimento complementar do ar de secagem. O milho em grãos (Zea mays L.), com teor inicial de água de aproximadamente 18,6% b.u., foi usado no experimento. Para a avaliação da eficiência energética dos sistemas de secagem, foram determinados o consumo específico de energia, os consumos de combustível e de...
Tipo: Artigo Avaliado por Pares Palavras-chave: Engenharia Agrícola; Energização Rural; Racionalização de energia; Pré-processamento de produtos agrícolas Energia; Secagem.
Ano: 2010 URL: http://www.seer.ufv.br/seer/index.php/reveng/article/view/47
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
ANÁLISE ENERGÉTICA DE UM SISTEMA DE SECAGEM DE MILHO EM SECADOR ROTATIVO Engenharia na Agricultura
Douglas Romeu Costa; UFV; Adílio Flauzino de Lacerda Filho; UFV; Juarez de Sousa e Silva; UFV; Daniel Marçal de Queiroz; UFV; Juliana Pinheiro Dadalto.
Objetivou-se com este trabalho, analisar a viabilidade do uso de secadores rotativos, com distribuição radial de ar, utilizados na cafeicultura, para a secagem de milho. Avaliou-se o consumo de energia e a qualidade final do produto. A temperatura do ar de secagem foi controlada em 80 e 100 °C. Os sistemas de secagem foram compostos por um secador rotativo comercial e um secador rotativo modificado. Utilizou-se o GLP como fonte de energia para o aquecimento complementar do ar de secagem. Milho em grãos (Zea mays L.), com teor inicial de água de aproximadamente 19,5% b.u., foi usado no experimento. Para a avaliação da eficiência energética dos sistemas de secagem, foram determinados o consumo específico de energia, os consumos de combustível e de energia...
Tipo: Artigo Avaliado por Pares Palavras-chave: Engenharia Agrícola Energia; Secador mecânico; Qualidade.
Ano: 2010 URL: http://www.seer.ufv.br/seer/index.php/reveng/article/view/215
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
ARMAZENAMENTO DE GRÃOS DE CAFÉ CEREJA DESCASCADO EM AMBIENTE REFRIGERADO Engenharia na Agricultura
Roberta Jimenez de Almeida Rigueira; UFV; Adílio Flauzino de Lacerda Filho; UFV; Marcus Bochi da Silva Volk; UFV; Paulo Roberto Cecon; UFV.
A redução da temperatura da massa de grãos, abaixo de 15 ºC tem sido eficiente para reduzir a atividade de água dos grãos e, consequentemente, a atividade de insetos e de fungos. Objetivou-se, com esse trabalho, resfriar a massa dos grãos de café (Coffea arabica L.) cereja descascado, por meio de ar à temperatura ambiente e ar refrigerado. Foram usados grãos de café cereja em pergaminho, com teor de água de 12 ± 0,061% b.u.. Utilizou-se um experimento em parcelas subdivididas, tendo nas parcelas um esquema fatorial 3 x 7 e, nas subparcelas, sete avaliações, com três repetições. Adotaram-se três condições de armazenamento (à 15 e 25 °C e em armazém convencional à temperatura ambiente) e sete intervalos de tempo de armazenagem (0, 30, 60, 90, 120, 150 e 180...
Tipo: Artigo Avaliado por Pares Palavras-chave: Engenharia Agrícola; Pré-processamento e armazenamento de produtos agrícolas qualidade; Resfriamento de grãos; Microorganismos..
Ano: 2009 URL: http://www.seer.ufv.br/seer/index.php/reveng/article/view/75
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
COMPARAÇÃO ENTRE SECAGENS DE CAFÉ CEREJA DESCASCADO EM TERREIROS COM DIFERENTES TIPOS DE PAVIMENTAÇÃO Engenharia na Agricultura
Fernando Ampessan; UFV; Adílio Flauzino de Lacerda Filho; UFV; Marcus Bochi da Silva Volk; UFV; Roberta Jimenez de Almeida Rigueira; UFV.
Foi realizada a secagem de café cereja descascado em terreiro de asfalto e de concreto com objetivo de avaliar e comparar a influência do tipo de pavimentação no processo de secagem. Também foi avaliada a infecção por microrganismos e a eficiência energética. Para isso foram monitoradas as condições climáticas, temperaturas da massa de grãos, a intensidade de radiação solar sobre a superfície da massa de grãos, além da radiação refletida pelo café. O terreiro de asfalto apresentou maior rendimento de secagem, maior variação das temperaturas, menor taxa de reflexão de radiação solar, menor consumo específico de energia, menor contaminação por microrganismos e maior eficiência energética, em relação ao de concreto, para as mesmas condições ambientais. A...
Tipo: Artigo Avaliado por Pares Palavras-chave: Engenharia Agrícola; Engenharia; Agricultura pós-colheita; Qualidade; Radiação solar.
Ano: 2010 URL: http://www.seer.ufv.br/seer/index.php/reveng/article/view/125
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
DESENVOLVIMENTO E AVALIAÇÃO DE UM SISTEMA DE AQUECIMENTO DE ÓLEO VEGETAL PARA UM GRUPO GERADOR Engenharia na Agricultura
Gerson Haruo Inoue; UFV; Luciano Baião Vieira; UFV; Guilherme Ladeira Santos; Ricardo Capúcio Resende; UFV; Adílio Flauzino de Lacerda Filho; UFV.
A utilização de óleos vegetais na forma “in natura” pode ser viável, adotando-se algumas técnicas para melhorar a injeção do combustível. Neste trabalho desenvolveu-se um sistema de aquecimento que utilizou como fonte de calor os gases de escape. Foram conduzidos dois experimentos. No primeiro, o motor foi avaliado num dinamômetro. No segundo, o motor foi acoplado a um gerador e operou por 300 horas. Ao final do trabalho verificou-se que: O controle de fluxo foi eficiente no controle da temperatura, até o limite de 150º C; Em condição de campo, sistema foi eficiente no aquecimento do combustível a 90º C; e a utilização de óleo vegetal é uma alternativa viável em comunidades isoladas.
Tipo: Artigo Avaliado por Pares Palavras-chave: Engenharia Agrícola Biocombustíveis; Óleos Vegetais e Geração de Energia..
Ano: 2009 URL: http://www.seer.ufv.br/seer/index.php/reveng/article/view/42
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
NOTA TÉCNICA: AVALIAÇÃO DO DESGASTE DE UM MOTOR DE CICLO DIESEL ALIMENTADO COM MISTURAS DE ÓLEO VEGETAL E DIESEL Engenharia na Agricultura
Gerson Haruo Inoue; UFV; Luciano Baião Vieira; UFV; Guilherme Ladeira Santos; Ricardo Capúcio Resende; UFV; Adílio Flauzino de Lacerda Filho; UFV.
A energia poderá ser o grande obstáculo para o desenvolvimento dos países industrializados, por esta razão, foram avaliadas, neste trabalho, misturas de óleo vegetal em um motor diesel de baixa potência, acionando um grupo gerador, para verificar a formação de resíduos na câmara de combustão, o desgaste do motor e avaliar os custos de produção de energia elétrica. O grupo gerador foi composto por um Motor Agrale, modelo M90, e um gerador Bambozzi e a energia elétrica gerada foi consumida por uma bancada de lâmpadas incandescentes. O trabalho permitiu as seguintes conclusões: não ocorreu formação de resíduos na câmara de combustão que necessitasse de descarbonização antes de 300 horas de operação do motor em todos os tratamentos utilizados, até a proporção...
Tipo: Artigo Avaliado por Pares Palavras-chave: Engenharia Agrícola; Máquinas e Mecanização Agrícola.
Ano: 2009 URL: http://www.seer.ufv.br/seer/index.php/reveng/article/view/143
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
SIMULAÇÃO DA SECAGEM DE ABACAXI EM FATIAS EM SECADOR DE LEITO FIXO Engenharia na Agricultura
Jadir Nogueira da Silva; UFV; Cristiano Márcio Alves de Souza; UFGD; Adílio Flauzino de Lacerda Filho; UFV; Modesto Antonio Chaves; UESB.
A modelagem matemática é uma importante ferramenta para representar e analisar o comportamento da cinética de secagem de produtos agrícolas. Neste trabalho objetivou-se implementar o modelo de Thompson (1968) de simulação no processo de secagem de abacaxi em fatias validando-o por meio da comparação entre os resultados simulados e experimentais. Utilizou - se um secador de leito fixo, com ventilador potência de 373 w e fornecimento complementar de energia para o ar de secagem por meio de resistências elétricas. Para a secagem utilizou-se as temperaturas de 60, 65 e 70 C e velocidades do ar de 0,50; 0,75 e 1,00 m s-1. O modelo proposto por THOMPSON et al. (1968) implementado para simular a secagem de abacaxi em fatias, com um erro relativo médio observado...
Tipo: Artigo Avaliado por Pares Palavras-chave: Engenharia Agrícola; Armazenamento modelo de Thompson; Secagem em camada fixa.
Ano: 2008 URL: http://www.seer.ufv.br/seer/index.php/reveng/article/view/54
Registros recuperados: 8
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional