Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 3
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Cinética ruminal do feno de Stylosanthes guianensis Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Ladeira,M.M.; Rodriguez,N.M.; Gonçalves,L.C.; Borges,I.; Benedetti,E.; Brito,S.C.; Sá,L.A.P..
Sete carneiros fistulados no rúmen e no duodeno foram alojados em gaiolas metabólicas e alimentados com feno de Stylosanthes guianensis à vontade. Foi empregada a técnica de sacos de náilon para determinação da degradabilidade in situ do feno, utilizando-se os tempos de 3, 6, 12, 24, 48 e 72 horas para as retiradas dos sacos do rúmen. A taxa de passagem dos sólidos foi determinada utilizando-se cromo mordante como indicador. Os valores de pH no líquido ruminal foram medidos nos tempos de 0, 2, 4, 6 e 8 horas após a alimentação e a concentração de amônia nos tempos de 0, 1, 3, 5, 7, 9 e 11 horas após a alimentação. A taxa de degradação da matéria seca (MS) foi de 8,5%/h, a degradabilidade potencial 38,1% e a degradabilidade efetiva 30,3%. A taxa de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Ovino; Stylosanthes guianensis; Feno; Rúmen; Degradabilidade; Taxa de passagem.
Ano: 2001 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352001000200017
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Consumo e digestibilidades aparentes total e parciais do feno de Stylosanthes guianensis Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Ladeira,M.M.; Rodriguez,N.M.; Gonçalves,L.C.; Borges,I.; Benedetti,E.; Teixeira,E.A.; Lara,L.B..
Utilizaram-se sete carneiros, sem raça definida, fistulados no rúmen e duodeno, para avaliar o consumo e as digestibilidades aparentes totais e parciais de matéria seca (MS), matéria orgânica (MO), proteína bruta (PB), extrato etéreo (EE), fibra em detergente neutro (FDN), fibra em detergente ácido (FDA), celulose (CEL) e hemicelulose (HCEL) do feno de Stylosanthes guianensis. Os animais receberam apenas feno de S. guianensis mais sal mineral como componentes da dieta. O fornecimento do feno foi ad libitum, sendo a quantidade calculada para permitir sobras de 20%. Utilizou-se óxido crômico como indicador para estimar a produção de fezes e o fluxo de digesta no duodeno. Os consumos de MS e MO do S. guianensis foram 67,71 e 64,70 g/kg0,75, respectivamente....
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Ovino; Stylosanthes guianensis; Feno; Consumo; Digestibilidade.
Ano: 2001 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352001000200018
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
In situ dry matter degradability of three tropical forages of green chopped and ensiled forms Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Cavalcante,D.R.; Perin,F.B.; Benedetti,E..
Dry matter (DM) ruminal degradability of corn (Zea mays L.), millet (Pennisetum glaucum (L. R. Br.) and sorghum (Sorghum bicolor L. Moench.) was evaluated using in situ technique with samples in green chopped and ensiled forms. Two crossbred fistulated (live weight of 480kg) dry cows participated. Samples of six grams in each forage were incubated in the rumen for 6, 24 and 96 hours. We estimated time zero (t0) washing the bags in water and it was used to calculate solubility. The experimental design followed a randomized block design with a split plot. We compared the average of DM through the SNK test at 5% probability. The results of disappearance (%) of dry matter forages of green chopped and ensiled forms in 0, 6, 24 and 96 hours were respectively:...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Bromatology plant; Corn; Kinetics; Millet; Sorghum.
Ano: 2012 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352012000100023
Registros recuperados: 3
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional