Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 4
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação da composição químico-bromatológica das silagens de forrageiras lenhosas do Semiárido brasileiro. Repositório Alice
SILVA, M. D. A.; CARNEIRO, M. S. de S.; PINTO, A. P.; POMPEU, R. C. F. F.; SILVA, D. S.; COUTILHO, M. J. F.; FONTENELE, R. M..
Resumo: Avaliou-se a composição químico-bromatológica de silagens de forrageiras lenhosas em delineamento experimental inteiramente casualizado com seis tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos foram compostos pelas espécies forrageiras: Prosopis juliflora, Mimosa tenuiflora, Mimosa caesalpiniifolia, Gliricidia sepium e Leucaena leucocephala. Verificou-se que as silagens de jurema preta, jucá e sabiá, apresentaram altos teores de MS, acima de 35%. A silagem de leucena apresentou maior teor de PB (22,40%) e maior pH (5,5), enquanto que a silagem de algaroba apresentou o menor teor de EE (2,83%). A silagem de gliricídia resultou em maior teor de N-NH3 (10,93%) e de NDT (66,94%) e menor teor (3,79%) de lignina. A silagem de sabiá apresentou maior teor...
Tipo: Nota Técnica/Nota Científica (ALICE) Palavras-chave: Mimosa tenuiflora; Mimosa caesalphiifolia; Leucena; Prosopis juliflora; Silagem; Forragem; Alimento para animal; Espécie nativa; Leucaena leucocephala; Jurema preta; Jucá; Sabiá; Caatinga; Planta lenhosa; Silage; Feed crops; Woody plants; Semiarid zones; Brazil.
Ano: 2015 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1025291
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Distribuição das atividades de consumo e ruminação ao longo do dia de ovinos sem padrão racial definido alimentados com farelo de castanha de caju. Repositório Alice
COSTA, J. B.; CARNEIRO, M. S. de S.; ROGERIO, M. C. P.; FONTENELE, R. M.; COUTINHO, D. N..
Resumo: Avaliou-se as distribuições das atividades de consumo e ruminação ao longo do dia de ovinos machos, não-castrados e sem padrão racial definido, com aproximadamente quatro meses de idade e peso corporal médio de 16,2 ± 3,1 kg, recebendo feno de capim-tifton 85 como volumoso exclusivo e suplementados com farelo de castanha de caju. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado, com quatro tratamentos experimentais, com seis repetições por tratamento. O comportamento ingestivo dos animais foi determinado em intervalos de cinco minutos durante 24 horas.A soma dos períodos 1 e 2, referentes ao período de 6 as 12 h e de 12 as 18 h, correspondeu ao maior tempo despendido com consumo (83,3% do consumo total), concentrando-se durante o dia. Já...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Ovino; Cordeiro; Consumo alimentar; Hábito alimentar; Ruminação; Alimentação animal; Nutrição animal; Castanha de cajú; Farelo; Subproduto; Tifton-85.
Ano: 2012 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/952744
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Perfil de ácidos graxos no Longissimus dorsi de cordeiros Santa Inês alimentados com diferentes níveis energéticos. Repositório Alice
ARRUDA, P. C. L. de; PEREIRA, E. S.; PIMENTEL, P. G.; BOMFIM, M. A. D.; MIZUBUTI, I. Y.; RIBEIRO, E. L. de A.; FONTENELE, R. M.; REGADAS FILHO, J. G. L..
Resumo: O presente estudo objetivou avaliar a influência de rações com diferentes níveis de energia metabolizável sobre o teor de lipídeos totais, colesterol e perfil de ácidos graxos no músculo Longissimus dorsi de cordeiros Santa Inês. Foram utilizados 20 cordeiros, com idade e peso de 50 dias e 13,0 ± 0,56 kg, respectivamente, alimentados com rações contendo diferentes níveis energéticos: 2,08; 2,28; 2,47 e 2,69 Mcal/kgMS. Os animais foram pesados semanalmente para acompanhamento do ganho de peso vivo, quando a média do peso vivo do tratamento atingiu 28 kg, os animais foram abatidos. A análise do perfil lipídico do músculo Longissimus dorsi apresentou efeito linear crescente e decrescente para os ácidos Cis-10 heptadecanóico (C17:1) e eicosatrienóico...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Índice de aterogenicidade; Longissimus dorsi; Ovino; Cordeiro; Carne; Ácido graxo; Dieta; Nutriente; Alimento concentrado; Sheep; Mutton; Lamb meat; Unsaturated fatty acids; Concentrates.
Ano: 2012 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/939726
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Perfil de ácidos graxos no Longissimus dorsi de ovinos Santa Inês em crescimento alimentados com diferentes níveis de energia metabolizável. Repositório Alice
ARRUDA, P. C. L. de; PEREIRA, E. S.; PIMENTEL, P. G.; BOMFIM, M. A. D.; FONTENELE, R. M.; CARNEIRO, H. A. V..
O presente estudo objetivou avaliar a influência de rações com diferentes níveis de energia metabolizável sobre o perfil de ácidos graxos no músculo longissimus dorsi de cordeiros Santa Inês. Foram utilizados 20 cordeiros, com idade e peso de 50 dias e 13,0 ± 0,56 kg, respectivamente, alimentados com rações contendo diferentes níveis energéticos: 2,08; 2,28; 2,47 e 2,69 Mcal/kgMS. A duração do experimento foi definida pelo tempo necessário para que a média do peso de todos os animais de cada tratamento alcançasse 28 kg, ocasião em que os mesmos foram abatidos. Após o abate, para a análise do perfil de ácidos graxos foi retirada da meia carcaça esquerda, uma amostra do músculo longissimus dorsi compreendida entre a 12ª e 13ª costelas. Para a análise do...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Cromatografia gasosa; Ovino; Raça Santa Inês; Ácido graxo insaturado; Longissimus dorsi; Gordura; Nutrição animal; Alimentação animal; Sheep; Gas chromatography; Fatty acids; Dietary fat; Brazil.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/900524
Registros recuperados: 4
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional