Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 6
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Caracterização do desenvolvimento inicial de Auchenipterus osteomystax (Osteichthyes, Auchenipteridae) da bacia do rio Paraná, Brasil Biological Sciences
Bialetzki, Andréa; UEM; Baumgartner, Gilmar; UNIOESTE; Sanches, Paulo Vanderlei; UNIPAR; Galuch, André Vieira; UEM; Luvisuto, Marli Aparecida; UEM; Nakatani, Keshiyu; UEM; Makrakis, Maristela Cavicchioli; UEM; Borges, Marta Eliane Echeverria; UEM.
O objetivo deste trabalho é caracterizar o desenvolvimento inicial de Auchenipterus osteomystax (Ribeiro, 1918) (Osteichthyes, Auchenipteridae). O material analisado é proveniente de amostras coletadas no plâncton no alto rio Paraná, rio Ivaí, alto rio Ivinhema e reservatório de Itaipu. Foram analisadas 74 larvas e 7 juvenis, entre 5,25 mm e 39 mm de comprimento padrão. Os espécimes foram identificados e separados em diferentes estágios, e foram obtidas as variáveis morfométricas e merísticas. As larvas de A. osteomystax apresentam o desenvolvimento inicial semelhante ao de outros Siluriformes, no entanto são caracterizadas principalmente por apresentar um aglomerado de pigmentos na cabeça e na região anterior do corpo e número de miômeros variando de 44 a...
Palavras-chave: 2.00.00.00-6 Ciências Biológicas Auchenipterus osteomystax; Desenvolvimento inicial; Peixes 2.00.00.00-6 Ciências Biológicas.
Ano: 2001 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciBiolSci/article/view/2692
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Caracterização do desenvolvimento inicial de Leporinus friderici (Osteichthyes, Anostomidae) da bacia do rio Paraná, Brasil Biological Sciences
Sanches, Paulo Vanderlei; UNIPAR; Baumgartner, Gilmar; UNIOESTE; Bialetzki, Andréa; UEM; Suiberto, Mirian Rodrigues; UEM; Gomes, Fernando Duran Canedo; UEM; Nakatani, Keshiyu; UEM; Barbosa, Norma Dulce de Campos; CEMIG.
O objetivo desse trabalho é caracterizar o desenvolvimento inicial de Leporinus friderici. Os ovos e larvas analisados foram obtidos através de desovas induzidas realizadas junto à estação de Piscicultura de Volta Grande (CEMIG), entre os meses de fevereiro e março de 1995. Os juvenis são provenientes de amostras coletadas na bacia do alto rio Paraná. Foram analisados 30 ovos, 114 larvas e 21 juvenis. Os ovos são esféricos, transparentes e não adesivos, com diâmetro médio de 2,53 mm, espaço perivitelino de 0,74 mm e diâmetro médio do vitelo de 0,94 mm. As larvas eclodem 13h20min. após a fertilização (27,6 ºC). Apresentam dois cromatóforos na região frontal, intestino alcançando a porção distal do corpo, uma linha de cromatóforos dendríticos ao longo da...
Palavras-chave: 2.00.00.00-6 Ciências Biológicas Leporinus friderici; Desenvolvimento inicial; Peixe 2.00.00.00-6 Ciências Biológicas.
Ano: 2001 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciBiolSci/article/view/2693
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Desenvolvimento inicial e distribuição temporal de larvas e juvenis de Bryconamericus stramineus Eigenmann, 1908 (Osteichthyes, Characidae) na planície alagável do alto rio Paraná, Brasil - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v25i2.2021 Biological Sciences
Galuch, André Vieira; UEM; Suiberto, Mirian Rodrigues; UNESP; Nakatani, Keshiyu; UEM; Bialetzki, Andréa; UEM - Maringá; Baumgartner, Gilmar; UNIOESTE.
Este trabalho teve como objetivo caracterizar o desenvolvimento inicial e verificar a distribuição temporal de larvas e juvenis de Bryconamericus stramineus e a sua relação com algumas variáveis ambientais. O material foi obtido ao longo de ciclos nictemerais no Ressaco do Leopoldo, planície alagável do alto rio Paraná, entre fevereiro de 1991 e fevereiro de 1992. As larvas e juvenis foram identificados e descritos quanto às suas características morfológicas e merísticas, sendo que as larvas apresentaram pigmentação escassa, boca subterminal, abertura anal mediana e número de miômeros variando de 35 a 40 (16 a 21 pré e 17 a 22 pós-anal). As larvas e juvenis foram capturados em praticamente todo o período amostrado, com maiores abundâncias em dezembro e...
Palavras-chave: 2.01.00.00-0 Biologia Geral desenvolvimento inicial; Distribuição temporal; Larvas; Juvenis; Bryconamericus stramineus; Planície de inundação 2.01.00.00-0 Biologia Geral.
Ano: 2003 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciBiolSci/article/view/2021
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Diferenciação do número de vértebras de algumas espécies de Characiformes (Osteichthyes) da bacia do Rio Paraná, Brasil Biological Sciences
Borges, Marta Eliane Echeverria; UEM; Nakatani, Keshiyu; UEM; Bialetzki, Andréa; UEM; Felis, Michelli Eliane Gatti; UEM.
O presente trabalho investigou a diferenciação do número de vértebras e discriminou a posição de inserção das nadadeiras em relação à coluna vertebral de peixes juvenis e adultos, a fim de fornecer subsídios à identificação de larvas. Foram analisados 423 indivíduos de 20 espécies, sendo que para a visualização das estruturas ósseas foram utilizados os métodos de diafanização e dissecção. A variação no número de vértebras foi de 28 a 67. As inserções das nadadeiras em relação às vértebras variaram: para peitoral, entre a 1ª e 8ª vértebras; para pélvica, entre a 6ª e 22ª; para dorsal entre a 12ª e 46ª e para anal, entre a 12ª e 45ª. Considerando que existe relação entre o número de vértebras encontrado nos adultos e o número de miômeros encontrado nas...
Palavras-chave: 2.00.00.00-6 Ciências Biológicas Characiformes; Vértebras; Identificação; Larva de peixe 2.00.00.00-6 Ciências Biológicas.
Ano: 2000 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciBiolSci/article/view/2945
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Morfologia do trato digestório e dieta de larvas de Bryconamericus aff. iheringii (Boulenger, 1887) (Osteichthyes, Characidae) - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v28i1.1059 Biological Sciences
Borges, Renato Ziliani; UEM; Assakawa, Luciana Fugimoto; UEM; Cunha, Aderildo Bueno da; UEM; Bialetzki, Andréa; UEM - Maringá; Nakatani, Keshiyu; UEM.
Este trabalho teve como objetivo analisar alguns aspectos da alimentação de larvas de Bryconamericus aff. iheringii, capturadas nos meses de julho e novembro de 2001, nas regiões limnética e litorânea do reservatório de Santa Maria, rio Piquiri, Estado do Paraná. As larvas apresentaram boca subterminal durante todo o seu desenvolvimento. O tubo digestório se diferenciou em estômago e intestino apenas no estágio de pós-flexão. As larvas consumiram, principalmente, algas e microcrustáceos, o que permitiu caracterizá-las como planctófagas. A intensa modificação morfológica no trato digestório nos indivíduos em pós-flexão coincidiu com o aumento na abundância de algas em relação aos itens de origem animal; porém, de forma geral, a ocorrência aumentou para...
Palavras-chave: 2.05.00.00-9 Ecologia Bryconamericus aff iheringii; Alimentação; Reservatório; Larvas; Peixes 2.05.00.00-9 Ecologia.
Ano: 2006 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciBiolSci/article/view/1059
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Mudanças ontogênicas no trato digestório e dieta de Apareiodon affinis (Steindachner, 1879) (Osteichthyes, Parodontidae) - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v26i3.1542 Biological Sciences
Santin, Miriam; UEM; Bialetzki, Andréa; UEM - Maringá; Nakatani, Keshiyu; UEM.
Aspectos da alimentação de larvas e juvenis de Apareiodon affinis são descritos. As amostragens foram realizadas no Ressaco do Leopoldo, alto rio Paraná, entre fevereiro de 1991 e fevereiro de 1992, utilizando rede de plâncton. Nas larvas em pré-flexão e flexão, a boca é pequena e terminal, passando a inferior no estágio de pós-flexão e nos juvenis. O tubo digestivo é simples e reto nas larvas em pré-flexão e diferenciado naquelas em pós-flexão. A dieta foi constituída principalmente por algas, caracterizando essa espécie como algívora durante todo o seu desenvolvimento. A análise da digestibilidade não evidenciou o horário preferencial de alimentação dos difirentes estágios de desenvolvimento, provavelmente em função do tipo de amostragem utilizada e do...
Palavras-chave: 2.01.00.00-0 Biologia Geral Apareiodon affinis; Alimentação; Larva; Juvenil; Peixe; Rio Paraná 2.01.00.00-0 Biologia Geral.
Ano: 2004 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciBiolSci/article/view/1542
Registros recuperados: 6
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional