Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 8
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aspectos radiográficos de periostite ossificante em metatarso de vaca Holandesa Ciência Rural
Meneses,Rodrigo Melo; Hage,Maria Cristina Ferrarini Nunes Soares; Pompermayer,Luiz Gonzaga; Bulos,Luiz Henrique Silva.
Periostite ossificante é uma neoformação óssea inflamatória extensa, frequentemente oriunda de infecção de tecidos moles adjacentes ao osso afetado, sendo mais proeminente nos bovinos, especialmente em animais jovens. Neste trabalho, é descrito um caso de periostite ossificante no osso metatársico III direito de uma vaca Holandesa após trauma. O diagnóstico foi realizado com base nos achados clínicos e radiográficos e confirmado cirurgicamente.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Reação periosteal; Bovinos; Fístula; Radiografia.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782010000500037
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Atividade antiarritmogênica da levomepromazina em cães submetidos à anestesia pela quetamina Ciência Rural
Nunes,Newton; Massone,Flávio; Pompermayer,Luiz Gonzaga; Pirolo,Josmari; Camacho,Aparecido Antonio.
Este experimento teve por objetivo avaliar a viabilidade do emprego da levomepromazina no bloqueio da atividade arritmogênica da adrenalina, em cães anestesiados pela quetamina. Para tal, foram utilizados 30 cães adultos, machos e fêmeas, considerados sadios, com pesos compreendidos entre 7 e 14kg. Estes foram divididos em 3 grupos de 10 animais (G1, G2 e G3). Aos cães de G1 foi administrada, por via intravenosa, adrenalina em doses de 3, 6, 9, 12 e 15 mg/kg, em intervalos de 10 minutos. Deste grupo, foram colhidos o tempo de duração do efeito da catecolamina (TA), estabelecido pela contagem da freqüência cardíaca e o número total de batimentos cardíacos de origem ectópica, produzidos pela adrenalina (ESV). Aos animais do G2, foi administrada solução...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Levomepromazina; Quetamina; Arritmia; Cães.
Ano: 1999 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84781999000200017
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Butorfanol na anestesia com propofol em gatas pré-tratadas com levomepromazina Ciência Rural
Souza,Almir Pereira de; Pompermayer,Luiz Gonzaga; Lavor,Mário Sérgio Lima de; Duarte,Tatiana Schmitz; Silva,Rosangela Maria Nunes da.
Objetivando avaliar a influência do butorfanol na anestesia com propofol na espécie felina, durante ovariosalpingohisterectomia eletiva, utilizaram-se 20 gatas, adultas, distribuídas em dois grupos (G1 e G2) de igual número. O G1 foi pré-tratado com levomepromazina (1mg/kg via IM), enquanto no G2 adicionou-se butorfanol na dose de 0,4mg/kg via IM, à pré-medicação. A indução anestésica foi feita com propofol IV, em dose suficiente para permitir a intubação. Para a manutenção da anestesia por 60 minutos, o propofol foi utilizado em doses complementares de 3 mg/kg, sempre que necessário. Em ambos os grupos, houve redução significativa da temperatura corporal, com valores abaixo do considerado fisiológico para a espécie. Os demais parâmetros fisiológicos...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cirurgia; Opióide; Ovariosalpingohisterectomia; Cortisol.
Ano: 2002 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782002000400007
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Compósito para fabricação de implantes reabsorvíveis para osteossíntese: avaliação da biocompatibilidade em coelhos Ciência Rural
Carlo,Emily Correna; Borges,Andrea Pacheco Batista; Pompermayer,Luiz Gonzaga; Martinez,Mastoby Minguel Martinez; Eleotério,Renato Barros; Nehme,Renata Castro; Morato,Gláucia Oliveira.
A biocompatibilidade, a osseointegração e a reabsorção de compósitos contendo 10% de hidroxiapatita (HAP-91®) e 90% de polihidroxibutirato foram analisadas após implantação em defeitos ósseos em coelhos. Foram obtidos dados clínicos, radiográficos, histológicos e histomorfométricos aos oito, 45 e 90 dias após a realização da cirurgia, sendo os resultados comparados aos de defeitos não-preenchidos. Não foram observadas diferenças significativas entre os grupos para os parâmetros clínicos avaliados. Radiografias demonstraram o compósito em contato direto com osso aos 45 e 90 dias. Tecido ósseo se formou normalmente no defeito e na interface com o material, quando comparado ao controle. Não foi observado infiltrado inflamatório. Em todos os dias, a...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Biomateriais; Implantes reabsorvíveis; Fraturas ósseas; Hidroxiapatita; Polihidroxibutirato.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782009000100021
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
EFEITO ANALGÉSICO DO BUTORFANOL NA DOR SOMÁTICA EM GATOS ANESTESIADOS COM PROPOFOL Ciência Rural
Araujo,Isabela Ciniello; Pompermayer,Luiz Gonzaga; Antunes,Fernanda; Souza,Almir Pereira de; Lopes,Marco Aurélio Ferreira.
O propofol é um agente anestésico intravenoso usado para indução e manutenção da anestesia, mas produz analgesia limitada, havendo a necessidade do uso concomitante de analgésicos. Avaliou-se o efeito analgésico do butorfanol na dor somática em gatos anestesiados com doses fracionadas de propofol. Foram utilizados 16 animais, distribuídos aleatoriamente em dois grupos. Os animais do grupo controle foram pré-tratados com 0,2mg/kg de acepromazina por via IM e, após 15 minutos, receberam 6mg/kg de propofol por via IV. Os animais do grupo tratamento foram pré-medicados com uma combinação de acepromazina (0,2mg/kg) e butorfanol (0,8mg/kg), administrados na mesma seringa por via IM, e, após 15 minutos, receberam 6mg/kg de propofol por via IV. Em ambos os grupos,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Gato; Felino; Anestesia; Propofol; Butorfanol.
Ano: 2001 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782001000100010
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeitos fetais e maternos do propofol, etomidato, tiopental e anestesia epidural, em cesariana eletivas de cadelas Ciência Rural
Lavor,Mário Sérgio Lima de; Pompermayer,Luiz Gonzaga; Nishiyama,Shirley Miti; Duarte,Tatiana Schmitz; Filgueiras,Richard da Rocha; Odenthal,Maria Esther.
O objetivo deste trabalho foi comparar os efeitos entre os fármacos indutores de anestesia como propofol, etomidato e tiopental, e a anestesia epidural com lidocaína seguida de indução, em cadelas submetidas à cesariana, e seus neonatos. Para tanto, foram utilizadas 20 cadelas e 129 filhotes distribuídos em quatro grupos. No grupo 1 (5 cadelas e 39 neonatos), a indução anestésica foi feita com propofol; no grupo 2 (5 cadelas e 25 neonatos), com etomidato; no grupo 3 (5 cadelas e 26 neonatos) com tiopental e no grupo 4, (5 cadelas e 39 neonatos) utilizou-se anestesia epidural e indução com halotano através de máscara. Em todos os casos, a medicação pré-anestésica foi feita com midazolam na dose de 0,22mg kg-1 via IM, e a manutenção anestésica com halotano...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Fármacos indutores; Depressão fetal; Cirurgia.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782004000600026
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Levomepromazina e atropina como medicações pré-anestésicas na anestesia pela associação tiletamina/zolazepam, em cães Ciência Rural
Pompermayer,Luiz Gonzaga; Massone,Flávio; Nunes,Newton; Pirolo,Josmari.
O objetivo desta pesquisa foi avaliar o emprego da atropina e da levomepromazina como medicações pré-anestésicas para a anestesia pela associação tiletamina/zolazepam. Foram empregados 30 cães, distribuídos em três grupos iguais. O grupo 1 (controle) foi tratado com 0,2 ml/kg de solução fisiológica (placebo) por via intravenosa; o grupo 2 com 0,044mg/kg de sulfato de atropina por via subcutânea e o grupo 3 com 1mg/kg de cloridrato de levomepromazina por via intravenosa. Quinze minutos após, todos os grupos receberam a associação tiletamina/zolazepam na dose de 10mg/kg por via intramuscular. Antes da medicação pré-anestésica, 15 minutos após a mesma e aos 15, 30, 60 e 105 minutos após a administração da associação tiletamina/zolazepam foram registrados:...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Anestesia; Cães; Tiletamina/zolazepam; Levomepromazina; Atropina.
Ano: 1998 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84781998000100011
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
NUTRIÇÃO DE EQÜINOS VIA ESOFAGOSTOMIA Ciência Rural
Lopes,Marco Aurélio Ferreira; Pompermayer,Luiz Gonzaga; Felipe,Aécio Henrique Barbosa; Araujo,Isabela Ciniello.
Cinco eqüinos com disfagia foram alimentados através de uma esofagostomia. Em dois eqüinos, o acesso ventral foi usado, enquanto nos outros o acesso foi ventrolateral. Em todos os casos, a extremidade da sonda foi posicionada no esôfago torácico. Uma dieta pastosa, composta de ração peletizada triturada, suplemento mineral e água, foi administrada através da sonda. Infecção periesofágica e complicações da doença primária foram as causas do óbito de dois eqüinos. Nos outros três casos, a evolução foi satisfatória. A sonda foi removida quando os eqüinos estavam aptos a se alimentar por via oral (depois de 15, 16 e 35 dias) e todos apresentavam condição corporal igual ou superior ao observado no dia do internamento. A abertura no esôfago cicatrizou por...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Esofagostomia; Eqüino; Nutrição; Disfagia; Esôfago.
Ano: 2001 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782001000100022
Registros recuperados: 8
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional