Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 28
Primeira ... 12 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Application of fisher's discriminant analysis to classify forest communities in the pampa biome. Repositório Alice
KILCA, R. V.; LONGHI, S. J.; SCHWARTZ, G.; SOUZA, A. M.; WOJCIECHOVSKI, J. C..
A análise discriminante de Fisher (ADF) busca realizar uma combinação linear das variáveis independentes com objetivo de maximizar a separação de grupos preditos em um espaço reduzido bidimensional e ainda permitir que novas observações sejam classificadas ou não dentro dos grupos conhecidos a priori. Empregou-se a ADF utilizando oito variáveis estruturais obtidas de inventários sistemáticos do componente arbóreo (DAP>10 cm) realizados em cinco tipos florestais (total de 5 ha) distintos no bioma Pampa do sul do Brasil. Posteriormente foram sorteadas 10 novas amostras provenientes das mesmas fitofisionomias para realizar a validação do modelo. A AD gerou quatro funções discriminantes (FDs), sendo que as duas primeiras funções desempenharam uma capacidade...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Fisionomia florestal; Estrutura arbórea; Estatística multivariada; Inventário Florestal; Rio Grande do Sul.
Ano: 2015 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1034484
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aspectos socioeconômicos da comercialização de produtos agrícolas e florestais em sete comunidades rurais no alto Moju, estado do Pará. Repositório Alice
PINHEIRO, K. A. O.; SCHWARTZ, G..
Analisa o retorno econômico e os impactos ambientais e sociais resultantes da utilização da leguminosa Arachis pintoi cv. Belmonte (amendoim forrageiro) em pastos consorciados com gramíneas sobre a atividade de recria e engorda de bovinos de corte no Acre. Foi estimado o benefício econômico gerado pelo sistema que utiliza pastagens já estabelecidas constituídas pelo consórcio do amendoim forrageiro com o capim-estrela-africana. A avaliação dos impactos ambientais e sociais foi realizada com base no sistema de avaliação de impacto ambiental da inovação tecnológica agropecuária (AMBITEC-AGRO) e no sistema de avaliação de impacto social da inovação tecnológica (AMBITEC-SOCIAL). Os resultados mostraram que os Índices de Impactos Ambiental e Social médios da...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Agricultura familiar; Comercialização agrícola; Análise socioeconômica; Produtos florestais madeireiros; Produtos não-madeireiros.
Ano: 2009 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/783293
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Considerações sobre clima e aspectos edafoclimáticos da mesorregião Nordeste paraense. Repositório Alice
ANDRADE, V. M. S. de; CORDEIRO, I. M. C. C.; SCHWARTZ, G.; RANGEL-VASCONCELOS, L. G. T.; OLIVEIRA, F. de A..
Tipo: Capítulo em livro científico (ALICE) Palavras-chave: Clima; Bioesfera; Pará.
Ano: 2017 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1073630
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Crescimento de Duguetia echinophora 30 anos após exploração de impacto reduzido na Floresta Nacional do Tapajós. Repositório Alice
DIONISIO, L. F. S.; SCHWARTZ, G.; MONTENEGRO, R. A..
Conhecer o crescimento das espécies de um povoamento florestal, principalmente daquelas de interesse econômico, é de fundamental importância para o manejo florestal sustentável. Nesse sentido, avaliou-se o processo dinâmico de incremento, ingresso e mortalidade da população de Duguetia echinophora R. E. Fries (envira-surucucu), no período de 1983-2012, em uma área de 180 hectares, sob a coordenação da Embrapa Amazônia Oriental, localizada na Floresta Nacional do Tapajós. Os dados foram coletados em 48 parcelas permanentes de 0,25 ha (50 m x 50 m), divididas em 25 subparcelas de 10 m x 10 m, onde foram medidas e identificadas todas as árvores com DAP (diâmetro a 1,30 do nível solo) > 5 cm. Ingresso foi considerado como sendo o número de árvores que...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Mortalidade; Flona do Tapajós; Exploração florestal; Crescimento.
Ano: 2017 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1082050
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Degradação florestal na Amazônia: como ultrapassar os limites conceituais, científicos e técnicos para mudar esse cenário. Infoteca-e
FERREIRA, J.; BLANC, L.; KANASHIRO, M.; LEES, A. C.; BOURGOIN, C.; FREITAS, J. V. de; GAMA, M. B.; LAURENT, F.; MARTINS, M. B.; MOURA, N.; OLIVEIRA, M. V. N. d'; SOTTA, E. D.; SOUZA, C. R. de; RUSCHEL, A. R.; SCHWARTZ, G.; ZWERTS, J.; SIST, P..
Os dez pontos-chave identificados nesse documento enfatizam a importância de reconhecer a degradação florestal como uma ameaça séria à conservação da Floresta Amazônica. O combate aos impactos da degradação merece tanta atenção quanto o desmatamento quando se considera a abrangência espacial dos eventos de queimadas, exploração predatória de madeira e fragmentação das florestas. Ao contrário dos desmatamentos, os efeitos da degradação são mais difíceis de perceber, podem ocorrer de forma lenta e, em longo prazo, terminam por ameaçar a biodiversidade e comprometer serviços ecológicos importantes nas florestas. O combate à degradação florestal requer um esforço coordenado do governo e da sociedade. Os cientistas têm muito a contribuir com o desenvolvimento...
Tipo: Documentos (INFOTECA-E) Palavras-chave: Floresta; Desmatamento.
Ano: 2015 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1027698
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Diversidade, síndromes de dispersão e formas de vida vegetal em diferentes estágios sucessionais de florestas secundárias em Tomé-Açu, Pará, Brasil. Repositório Alice
RODRIGUES, S. T.; SCHWARTZ, G.; ALMEIDA, S. S. de..
Florestas secundárias (capoeiras) são formas de vegetação resultantes de processos sucessionais determinados pelo histórico de uso da terra, distância de florestas primárias bem como fatores estocásticos. O estágio sucessional pode indicar quais as formas de vida vegetal e as síndromes de dispersão dominantes no ambiente. Neste estudo foram avaliados: uma floresta primária (controle) e florestas secundárias de 25, 10 e 5 anos no município de Tomé-Açu, Pará, Brasil. A primeira apresentou 224 espécies e a floresta secundária de cinco anos teve 91, a menor quantidade. O número de espécies diferiu entre ambientes (&#967;2 = 59,6; p <0,001), mas não a quantidade de famílias (&#967;2 = 3,6; p = 0,305). O índice de Shannon-Weaner foi alto para todas as...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Manejo florestal sustentável; Floresta; Conservação; Floresta secundária; Tomé-Açu; Pará.
Ano: 2012 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/944373
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Espécies arbóreas da sede da Embrapa Amazônia Oriental: conservação ex situ e um novo espaço de educação ambiental em Belém. Repositório Alice
SCHWARTZ, G.; WATRIN, O. dos S.; GOMES, J. I..
2006
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Urbanização; Arborização; Preservação da natureza; Área verde; Educação ambiental; Belém; Pará; Amazônia; Brasil.
Ano: 2006 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/409062
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Estabelecimento de espécies comerciais sob plantio de enriquecimento em floresta secundária. Repositório Alice
CORDEIRO, I. M. C. C.; SCHWARTZ, G.; BARROS, P. L. C. de..
Tipo: Capítulo em livro científico (ALICE) Palavras-chave: Floresta secundária; Espécie florestal; Plantio de enriquecimento.
Ano: 2017 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1073642
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Estrutura populacional de espécies de interesse florestal não-madeireiro no Sudeste do Pará, Brasil. Repositório Alice
SCHWARTZ, G.; NASCIMENTO, N. A. do; MENEZES, A. J. E. A. de..
O trabalho descreve a estrutura populacional de cinco espécies com potencial para a exploração sustentável de produtos florestais não-madeireiros na região Sudeste do estado do Pará, Brasil. As espécies, naturalmente comuns na região foram: castanha-do-pará ( Bertholletia excelsa Bonpl. - Lecythidaceae), andiroba ( Carapa guianensis Aubl. - Meliaceae), copaíba ( Copaifera sp. - Fabaceae), uxi ( Endopleura uchi [Huber] Cuatrec. - Humiriaceae) e cupuaçu ( Theobroma grandiflorum [Willd. ex Spreng.] K. Schum. - Sterculiaceae). As cinco espécies foram estudadas em 17 parcelas de um hectare (20m x 500m) num assentamento agroextrativista no município de Nova Ipixuna. No inventário foram encontrados 1.512 indivíduos em 109 morfoespécies com DAP?25cm onde se...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Produto florestal não-madeireiro.
Ano: 2008 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/659003
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Fitossociologia de uma área de preservação permanente no Leste da Amazônia: indicação de espécies para recuperação de áreas alteradas. Repositório Alice
PINHEIRO, K. A. O.; CARVALHO, J. O. P. de; QUANZ, B.; FRANCEZ, L. M. de B.; SCHWARTZ, G..
Neste artigo é apresentada a fitossociologia de um fragmento de Floresta Ombrófila Densa de 84 ha no nordeste do estado do Pará, com árvores de DAP &#8805; 20 cm. As espécies foram classificadas em grupos ecológicos em função das exigências de luz e quanto ao uso comercial. Os dados foram coletados em 12 parcelas de 1 ha aleatorizadas e subdivididas em 100 subparcelas de 10×10 m. Foram registrados 2.326 indivíduos distribuídos em 158 espécies, 107 gêneros e 43 famílias. As famílias Fabaceae e Lecythidaceae tiveram a maior riqueza e densidade na composição florística da área. A primeira apresentou o maior número de espécies (41), a segunda, o maior número de indivíduos (609), e ambas apresentaram alta dominância e freqüência. Quanto aos grupos...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Composição florística; Estrutura de floresta; Grupo ecológico; Mata ciliar.
Ano: 2007 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/977610
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Florestas secundárias: manejo, distúrbios e sistemas agroflorestais. Repositório Alice
SCHWARTZ, G.; LOPES, J. do C. A..
Tipo: Capítulo em livro científico (ALICE) Palavras-chave: Floresta secundária; Manejo; Sistema agroflorestal.
Ano: 2017 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1073640
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Forest resilience depends on stand variations: forest dynamics of an Amazonian forest 30 years after logging. Repositório Alice
MAZZEI, L.; RUSCHEL, A.; SILVA, J.; SCHWARTZ, G.; CARVALHO, J. de; KANASHIRO, M.; LOPES, J..
2014
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Floresta; Dinâmica; Amazônia; Exploração.
Ano: 2014 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1004998
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Incremento, recrutamento e mortalidade pós-colheita de Duguetia spp. na Floresta Nacional do Tapajós, Pará. Repositório Alice
DIONISIO, L. F. S.; CARVALHO, J. O. P. de; SCHWARTZ, G.; LEÃO, F. M.; CASTRO, T. C..
Conhecer o crescimento das espécies de um povoamento florestal, principalmente daquelas de interesse econômico, é de fundamental importância para o manejo florestal sustentável. Nesse sentido, avaliou-se o processo dinâmico de incremento, recrutamento e mortalidade da população de Duguetia spp. (envira-surucucu), no período de 1983-2012, em uma área de 180 hectares, sob a responsabilidade da Embrapa Amazônia Oriental, localizada na Floresta Nacional do Tapajós. Os dados foram coletados em 48 parcelas permanentes de 0,25 ha (50 m x 50 m), divididas em 25 subparcelas de 10 m x 10 m, onde foram medidas e identificadas todas as árvores com DAP (diâmetro a 1,30 do nível do solo) &#8805; 5 cm. Recrutamento foi considerado como sendo o número de árvores que...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Crescimento de árvores; Dinâmica da floresta; Exploração de impacto reduzido; Crescimento; Árvore; Floresta.
Ano: 2018 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1105949
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Manejo sustentável de florestas secundárias: espécies potenciais no Nordeste do Pará, Brasil. Repositório Alice
SCHWARTZ, G..
O nordeste do estado do Pará é a região de colonização mais antiga da Amazônia brasileira com as florestas secundárias respondendo por 90% de sua vegetação. Neste estudo foi avaliado o potencial de espécies de plantas para o manejo de florestas secundárias a partir de dados etnobotânicos de agricultores e de parâmetros ecológicos. Foram citadas 87 espécies, das quais 85 identificadas em 41 famílias botânicas. Tucumã ( Astrocaryum vulgare), ingá ( Inga heterophylla), sapucaia ( Lecythis pisonis), açaí ( Euterpe oleracea), matamatá-vermelho ( Lecythis idatimon), tatapiririca ( Tapirira guianensis) e sucuuba ( Himatanthus sucuuba) podem ter, segundo os agricultores da região, uma grande importância econômica. Elas apresentaram, naturalmente, altas densidades...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Produtos florestais madeireiros; Manejo florestal; Etnobotânica.
Ano: 2007 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/578357
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Nordeste do Pará: configuração atual e aspectos identitários. Repositório Alice
CORDEIRO, I. M. C. C.; ARBAGE, M. J. C.; SCHWARTZ, G..
Tipo: Capítulo em livro científico (ALICE) Palavras-chave: Pará; Floresta; Amazônia; Bioma; Desmatamento; Pecuária.
Ano: 2017 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1073623
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Nordeste Paraense: panorama geral e uso sustentável das florestas secundárias. Repositório Alice
CORDEIRO, I. M. C. C.; RANGEL-VASCONCELOS, L. G. T.; SCHWARTZ, G.; OLIVEIRA, F. de A..
E-book.
Tipo: Livro científico (ALICE) Palavras-chave: Floresta secundária; Sustentabilidade; Nordeste paraense; Pará.
Ano: 2017 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1073621
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
O manejo da floresta secundária na Amazônia Oriental. Repositório Alice
CORDEIRO, I. M. C. C.; RANGEL-VASCONCELOS, L. G. T.; SCHWARTZ, G..
Tipo: Capítulo em livro científico (ALICE) Palavras-chave: Floresta secundária; Manejo.
Ano: 2017 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1073635
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
O uso da classificação de copa de dawkins como indicador do comportamento ecológico de espécies arbóreas tropicais. Repositório Alice
GONÇALVES, D. de A.; SCHWARTZ, G.; POKORNY, B.; ELDIK, T. van..
O conhecimento do comportamento ecológico de espécies arbóreas de florestas tropicais contribui para a eficiência e aumento da qualidade do manejo florestal. Desse modo, torna-se necessário o desenvolvimento de métodos práticos e eficientes para a classificação ecológica de diferentes espécies de árvores, que possam ser utilizados em levantamentos de curto prazo. Este trabalho analisou o comportamento ecológico quanto ao gradiente de tolerância à sombra, usando o método de Dawkins de classificação da posição e forma da copa, e relacionando esses dados com a fase de desenvolvimento do indivíduo, estimada através da medição do diâmetro à altura do peito (DAP). O estudo foi realizado na área de manejo da empresa Precious Woods Pará (Portel, PA, Brasil), em...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Ecologia florestal; Monitoramento florestal; Manejo florestal; Amazônia.
Ano: 2010 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/856348
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Propagation of Brazil nut (Humb. y Bonpl) seedlings using seeds in mini-greenhouses. Repositório Alice
CUSI-AUCA, E.; DIONISIO, L. F. S.; BARDALES-LOZANO, R. M.; SCHWARTZ, G..
A espécie Bertholletia excelsa H.B.K., castanha-do-brasil, é uma espécie amazônica pertencente à família Lecythidaceae, com grande valor econômico. Uma das principais formas de propagação da B. excelsa é a sexual, porém, a presença de dormência dificulta a produção de mudas, principalmente, pela desigualdade e longo período de germinação. O propósito deste trabalho é descrever uma tecnologia que permita desenvolver, em micro estufas, todos os processos envolvidos na propagação de mudas de castanha-do-brasil. Nesse estudo, foi avaliada a resposta de diferentes substratos nas micro estufas nas fases de escarificação, germinação e crescimento de plântulas de B. excelsa. A primeira contagem de germinação foi realizada cinco dias após a semeadura, terminando...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Propagação; Castanha-do-brasil; Castanha do Para; Muda; Semente; Bertholletia Excelsa.
Ano: 2018 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1105944
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Restauração de mata ciliar dominada por Brachiaria spp.: estímulo ao banco de sementes do solo. Repositório Alice
JORDÃO, S. M. S.; SCHWARTZ, G.; SOARES, M. H.; FERREIRA, F. N.; RUSCHEL, A..
Utilizar conceitos e fundamentos da ecologia da restauração pode aumentar as chances de sucesso dos projetos de recomposição da mata ciliar e significar a redução dos custos. Em área de mata ciliar dominada por Brachiaria spp. foi avaliada a técnica de estímulo ao banco de sementes por meio do revolvimento do solo com grade aradora. O delineamento experimental foi de blocos casualizados, com dois tratamentos e três repetições. Os tratamentos testados foram: a) estímulo ao banco de sementes do solo (EBS) e b) controle (C). As parcelas dos tratamentos foram instaladas a duas distâncias do igarapé: 5 m (solo sujeito ao encharcamento) e 20 metros (solo não sujeito ao encharcamento). Os resultados obtidos indicam que o controle químico das gramíneas, aliado ao...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Áreas de Preservação Permanente; Pastagens; Amazônia.
Ano: 2016 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1051849
Registros recuperados: 28
Primeira ... 12 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional