Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 3
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Clonagem de canistel por estaquia Rev. Bras. Frutic.
Chiamolera,Fernando Marcelo; Silva,Adriana de Castro Correia da; Sabião,Rafael Roveri; Cunha,Tatiana Pagan Loeiro da; Martins,Antonio Baldo Geraldo.
O canistel é nativo do sul do México e América Central e seus frutos apresentam elevado teor de carotenoides e vitamina A. Sua propagação é feita via sementes, resultando em considerável variabilidade genética entre os indivíduos, sendo a propagação vegetativa preferível, a fim de fixar características desejáveis. Assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar a propagação vegetativa por estaquia de ramos semi-herbáceos de canistel, em função de quatro genótipos e quatro concentrações de AIB. Foram utilizadas estacas semiherbáceas apicais, mantidas com um par de folhas, sob nebulização intermitente, por 120 dias. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado, em esquema fatorial 4×4 (genótipos de canistel × concentrações de AIB), com quatro...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Pouteria campechiana; AIB; Enraizamento; Produção de mudas.
Ano: 2014 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452014000300016
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Enraizamento de estacas de Passiflora nitida submetidas a diferentes concentrações de ácido indolbutírico (AIB) Rev. Bras. Frutic.
Sabião,Rafael Roveri; Silva,Adriana de Castro Correia da; Martins,Antonio Baldo Geraldo; Cardoso,Eliane Ribeiro.
O presente trabalho objetivou avaliar o enraizamento de estacas de P. nitida, utilizando dois tipos de estacas (com 1 e 2 gemas) e 4 doses de ácido indolbutírico (AIB) (0; 1.000; 3.000 e 5.000 mgL-1) com imersão lenta (5 segundos), com a finalidade de utilizá-las como porta-enxerto do maracujazeiro-azedo. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado, em esquema fatorial 4x2 (concentrações de AIB x número de gemas na estaca), com quatro repetições de 10 estacas, totalizando 320 estacas. As estacas foram dispostas em bandejas plásticas, contendo vermiculita expandida de textura média, e mantidas sob sistema de nebulização intermitente, por 25 dias. As doses de AIB testadas influenciaram na sobrevivência, enraizamento das estacas e...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Propagação; Estaquia; Ácido indolbutírico; Passifloraceae; Maracujá-suspiro.
Ano: 2011 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452011000500091
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Fenologia reprodutiva da pitaya vermelha em Jaboticabal, SP Ciência Rural
Silva,Adriana de Castro Correia da; Cavallari,Ludmilla de Lima; Sabião,Rafael Roveri; Martins,Antonio Baldo Geraldo.
Por ser uma cultura de cultivo recente no país, a pitaya (Hylocereus undatus) ainda carece de estudos, de forma a dar suporte aos produtores. Nesse sentido, o trabalho foi desenvolvido visando a caracterizar a fenologia reprodutiva da cultura na região de Jaboticabal - SP. Avaliou-se clone de pitaya conduzido sob duas colorações de tela plástica, branca e preta, ambas com 50% de sombreamento, durante março de 2009 a dezembro de 2010. Observou-se que a emissão de gemas florais tem início no mês de novembro, com emissão constante até o mês de março, enquanto que o florescimento ocorre até meados de abril, sendo que as altas temperaturas associadas ao início da estação chuvosa são fatores fundamentais para a emissão das gemas reprodutivas. A coloração da tela...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Hylocereus undatus; Comportamento fenológico; Sombreamento.
Ano: 2015 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782015000400585
Registros recuperados: 3
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional