Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 18
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Alterações morfológicas e qualidade fisiológica de sementes de mamão. Repositório Alice
DIAS, M. A.; DIAS, D. C. F. S.; ZONTA, J. B.; GOMES JUNIOR, F. G.; CICERO, S. M..
A análise de raios X é uma técnica importante na identificação de problemas associados à morfologia interna de sementes e ao seu potencial fisiológico. O objetivo do estudo foi avaliar os padrões morfológicos e a qualidade fisiológica de sementes de mamão obtidas de diferentes estádios de maturação e locais dentro do fruto com o auxílio das análises de raios X. Foram utilizadas sementes de mamão Formosa colhidos no estádio 1 de maturação. As sementes foram extraídas dos frutos nos estádios 1, 3, 5 e final. Os frutos foram armazenados em condições de laboratório (25 °C) e ao atingirem cada estádio de maturação, foram seccionados transversalmente em três partes de tamanhos iguais, sendo as sementes das duas extremidades (proximal e distal) extraídas...
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Qualidade de sementes; Mamão; Carica papaya L..
Ano: 2013 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/970904
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Armazenamento de sementes de pinhão manso em diferentes embalagens e ambientes. Repositório Alice
ZONTA, J. B.; ARAUJO, E. F.; ARAUJO, R. F.; ZONTA, J. H.; DIAS, L. A. dos S.; RIBEIRO, P. H..
O presente trabalho teve como objetivo avaliar a qualidade fisiológica de sementes de pinhão manso armazenadas em diferentes embalagens e ambientes. O experimento foi conduzido na Universidade Federal de Viçosa, em Viçosa-MG. As sementes, com teor de água de 8,3%, foram acondicionadas em embalagem de pano e de plástico e armazenadas por 450 dias em condições de laboratório (sem controle de temperatura e U.R.); sala refrigerada (18 a 20 ºC e 55 a 60% de U.R.); câmara fria (10 a 12 ºC e 55 a 60% de U.R.) e câmara fria (5 a 7 ºC e 60 a 65% de U.R.). No início do armazenamento e a cada 90 dias, foram determinados o teor de água, a germinação e o vigor das sementes. Redução na qualidade fisiológica das sementes de pinhão manso ocorreu durante o armazenamento,...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Armazenamento; Sementes; Pinhão manso; Germinação; Deterioração; Jatropha curcas L.
Ano: 2014 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/997810
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Armazenamento de sementes de pinhão manso em diferentes embalagens e ambientes. Repositório Alice
ZONTA, J. B.; ARAUJO, E. F.; ZONTA, J. H.; DIAS, L. A. dos S.; RIBEIRO, P. H..
2014
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: PINHÃO MANSO; JATROPHA CURCAS L; GERMINAÇÃO; DETERIORAÇÃO.
Ano: 2014 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1004859
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Armazenamento de sementes de pinhão manso em diferentes embalagens e ambientes. Repositório Alice
ARAUJO, E. F.; ZONTA, J. B.; ARAUJO, R. F.; DIAS, L. A. dos S..
Objetivou-se com este trabalho avaliar a qualidade fisiológica de sementes de pinhão manso (Jatropha curcas L.) armazenadas em diferentes temperaturas e embalagens. O experimento foi conduzido na Universidade Federal de Viçosa, em Viçosa-MG. As sementes, com teor de água de 8,3% foram acondicionadas em embalagens de pano e plástico e armazenadas por 450 dias em condições de laboratório (sem controle de temperatura); sala refrigerada (18 a 20°C); câmara fria (10 a 12 ºC) e câmara fria (5 a 7°C). No início do armazenamento e a cada 90 dias, foram determinados o teor de água, a germinação e o vigor das sementes. Redução na qualidade fisiológica das sementes de pinhão manso ocorreu durante o armazenamento, independentemente das condições de temperatura e...
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Pinhão manso; Germinação; Deterioração; Jatropha curcas.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/907252
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Characterization of mechanical damage in coffee seeds by the LERCAFÉ test. Repositório Alice
ZONTA, J. B.; ARAÚJO, E. F.; ARAÚJO, R. F.; ZONTA, F. M. G.; REIS, M. S..
Objetivou-se neste trabalho avaliar a utilização do teste LERCAFÉ para estimar a germinação e caracterizar danos mecânicos em sementes de cafeeiro. O experimento foi conduzido no Laboratório de Pesquisa de Sementes da Universidade Federal de Viçosa, Viçosa-MG. Utilizaram-se sementes de cafeeiro arábica, submetidas aos seguintes tratamentos: Lote 1 (0% de sementes danificadas), Lote 2 (5% de sementes danificadas), Lote 3 (10% de sementes danificadas) e Lote 4 (15% de sementes danificadas). Os danos mecânicos foram provocados com uso de equipamento Pulverisette 14 (Fritsch). O dano foi causado individualmente nas sementes, ao acaso, e os lotes foram obtidos misturando-se proporcionalmente sementes sem dano com sementes danificadas, num total de 1600 sementes...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Teste rápido; Hipoclorito de sódio; Café; Coffea arabica.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/919993
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Conservação de sementes de feijão tratadas com cera de carnaúba. Repositório Alice
ARAUJO, R. F.; DONZELLES, S. M. L.; ZONTA, J. B.; ARAUJO, E. F..
O tratamento com produtos alternativos para sementes destinadas ao armazenamento tem sido uma prática bastante comum. O uso de ceras como a de carnaúba, vêm sendo testadas em frutas e hortaliças. Objetivou-se com este trabalho avaliar a eficiência da utilização da cera de carnaúba na conservação da qualidade fisiológica de sementes de feijão, cultivar Majestoso, durante o armazenamento. Após colheita, secagem, beneficiamento e expurgo, as sementes foram subdivididas em amostras de 20 kg e tratadas com 120 mL de solução de cera e água nas seguintes proporções (cera/água): 1/0 (cera pura), 1/1, 1/2, 1/3, 1/4, 1/5 e testemunha (apenas água). As sementes foram acondicionadas em sacos de pano e armazenadas em laboratório, com temperatura média de 25°C e umidade...
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Qualidade fisiológica; Qualidade sanitária; Feijão; Cera de carnaúba; Carnaúba; Armazenamento.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/907320
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Desempenho de cultivares de arroz de terras altas e irrigado no ambiente de sequeiro favorecido no Maranhão. Repositório Alice
ABREU, G. B.; SANTIAGO, C. M.; CASTRO, A. P. de; TORGA, P. P.; ZONTA, J. B.; PEREIRA, J. A..
O Maranhão é o maior produtor de arroz da região Nordeste e ocupa hoje o quinto lugar na produção brasileira desse grão (IBGE, 2006). No Maranhão, o arroz é cultivado em praticamente todos os municípios, predominando o ecossistema de terras altas, responsável por cerca de 95% da produção e por 98% da área cultivada (ZONTA; SILVA, 2014). Em alguns municípios, como São Mateus do Maranhão, cultiva-se arroz no ambiente localmente chamado de sequeiro favorecido. Estes locais são áreas planas e os solos possuem o horizonte A diretamente sobre uma camada de plintita, caracterizado como plintossolo (EMBRAPA SOLOS, 2006), o que provoca uma má drenagem. Como esses locais possuem um período chuvoso bem definido, com precipitação anual entre 1700 e 1900 mm (BATISTELA...
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Melhoramento; Maranhão; Oryza sativa indica; Oryza sativa japonica.
Ano: 2017 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1074743
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Desenvolvimento e conservação para a Amazônia. Infoteca-e
MODESTO JUNIOR, M. de S.; ALVES, R. N. B.; LOPES, C. E. V.; ZONTA, J. B..
2013
Tipo: Artigo de divulgação na mídia (INFOTECA-E) Palavras-chave: Amazônia; Desenvolvimento; Roça sem fogo; Mandioca.
Ano: 2013 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1004321
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Diferentes tipos de secagem: efeitos na qualidade fisiológica de sementes de pinhão-manso. Repositório Alice
ZONTA, J. B.; ARAUJO, E. F.; ARAUJO, R. F.; DIAS, L. A. dos S..
Objetivou-se no presente trabalho avaliar diferentes tipos de secagem e seus efeitos na qualidade fisiológica de sementes de pinhão-manso (Jatropha curcas L.). As sementes, com teor de água de 32%, foram secas à sombra até 9,9%, ao sol até 8,8% e em estufa de circulação forçada às temperaturas de 33 °C até 8,5% e 43 °C até 8,3% A qualidade fisiológica das sementes foi avaliada pelos testes de germinação, primeira contagem de germinação, condutividade elétrica, envelhecimento acelerado, emergência em areia e índice de velocidade de emergência. A temperatura de 43 °C proporcionou secagem mais rápida das sementes, com duração de 42 horas. Nas secagens a 33 °C, ao sol e a sombra, este período foi mais prolongado, com 54, 144 e 456 horas, respectivamente. A...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Pinhão-manso; Qualidade fisiológica; Secagem; Germinação; Jatropha curcas.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/906656
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Dinâmica da orizicultura no Maranhão. Repositório Alice
ZONTA, J. B.; SILVA, F. B..
O objetivo deste estudo é analisar a dinâmica da produção de arroz no Maranhão no período de 1975 a 2010. Utilizaram-se dados de séries temporais de 1975 a 2010 (2012 para médias estaduais), com valores de área colhida, produção e produtividade, realizando-se as seguintes análises: distribuição de frequência; medidas de concentração; distâncias com entidades geográficas; análise de agrupamentos; e taxa de crescimento anual. No Maranhão, a cultura do arroz apresentou taxa de crescimento negativa para a produção, área colhida e produtividade, no período de 1975 a 2010. Em relação aos municípios, em 2010, maiores valores de produtividade foram obtidos nos municípios de Arari e Vitória do Mearim; de produção em Santa Luzia e Grajaú; e de área colhida em Barra...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Arroz no Maranhão; Produção; História do arroz no Maranhão; Produção de alimentos; Arroz; Orizicultura; Food production; Rice.
Ano: 2014 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/997818
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito da massa específica e do tamanho na qualidade fisiológica de sementes de pinhão manso. Repositório Alice
ARAUJO, R. F.; ZONTA, J. B.; ARAUJO, E. F.; DIAS, L. A. dos S..
Objetivou-se com este trabalho avaliar a qualidade fisiológica de sementes de pinhão manso (Jatropha curcas L.) em função da massa específica e do tamanho. Sementes de pinhão manso foram submetidas à separação em separador pneumático, sendo obtidas duas classes de acordo com a massa específica (sementes pesadas e leves). Para separação por tamanho, as sementes (pesadas e leves) foram classificadas em peneiras de crivos oblongos, em grandes, intermediárias, pequenas e ainda as não classificadas, constituindo oito tratamentos: sementes pesadas não classificadas em tamanho, sementes pesadas grandes, sementes pesadas intermediárias, sementes pesadas pequenas, sementes leves não classificadas em tamanho, sementes leves grandes, sementes leves intermediárias e...
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Vigor; Pinhão manso; Germinação; Beneficiamento; Jatropha curcas.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/907323
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito da massa específica e do tamanho na qualidade fisiológica de sementes de pinhão manso. Repositório Alice
ZONTA, J. B.; ARAÚJO, E. F.; ARAÚJO, R. F.; ZUCHI, J.; ZONTA, J. H..
O objetivo deste trabalho foi avaliar a qualidade fisiológica de sementes de pinhão-manso (Jatropha curcas L.) em razão da massa específica e do tamanho/espessura. As sementes de pinhão-manso, por meio de separador pneumático, foram divididas em duas classes quanto à massa específica: sementes pesadas e leves. Quanto ao tamanho/espessura, as sementes (pesadas e leves) foram classificadas em peneiras de crivos oblongos, em mais espessas, de espessura intermediária, menos espessas e ainda as não classificadas, constituindo oito tratamentos. Utilizou-se o esquema fatorial 2 x 4 x 2 (massa específica x tamanho/espessura x armazenamento), num delineamento inteiramente casualizado, com oito repetições. Aos doze meses de armazenamento, foram realizadas as...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Vigor; Pinhão manso; Germinação; Beneficiamento; Jatropha curcas.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/922390
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
efeito da massa específica e do tamanho/espessura na qualidade fisiológica de sementes de pinhão-manso. Repositório Alice
ZONTA, J. B.; ARAÚJO, E. F.; ARAÚJO, R. F.; ZUCHI, J.; ZONTA, J. H..
2011
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Jatropha curcas; Germinação do pinhão manso; Vigor do pinhão manso.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/910143
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito da secagem na conservação de sementes de pinhão manso. Repositório Alice
ARAUJO, E. F.; ZONTA, J. B.; ARAUJO, R. F.; DIAS, L. A. dos S..
Objetivou-se com este trabalho avaliar os efeitos da secagem na conservação de sementes de pinhão manso (Jatropha curcas L.). As sementes, com teor de água de 32%, foram secadas à sombra, ao sol e em estufa de circulação forçada às temperaturas de 33 e 43°C, até o teor de água de 9±1%. A qualidade fisiológica das sementes foi avaliada pelos testes de germinação, primeira contagem de germinação, condutividade elétrica, envelhecimento acelerado, emergência em areia e índice de velocidade de emergência. A temperatura de 43°C proporcionou secagem mais rápida das sementes, com duração de 42 horas. Nas secagens a 33°C, ao sol e a sombra, o período de secagem foi mais prolongado, com 54, 144 e 456 horas, respectivamente. A secagem à sombra proporcionou redução...
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Pinhão manso; Qualidade fisiológica; Deterioração; Jatropha curcas.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/907364
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Fluxograma de beneficiamento para sementes de feijão-mungo-verde (Vigna radiata L.). Repositório Alice
ARAUJO, R. F.; ARAUJO, E. F.; ZONTA, J. B.; VIEIRA, R. F.; DONZELES, S. M. L..
O beneficiamento é componente fundamental em qualquer programa organizado de produção de sementes e visa aprimorar características do lote. Objetivou-se neste trabalho estabelecer um fluxograma de beneficiamento para sementes de feijão-mungo-verde (Vigna radiata L.). Utilizaram-se sementes dois lotes. O primeiro lote foi proveniente de colheita parcelada das vagens, em três épocas, e o segundo de colheita de toda a planta, com a maioria das vagens secas. Foram testados 13 fluxogramas de beneficiamento, com a utilização da máquina de ventilador e peneiras, separador pneumático, mesa de gravidade e classificador de peneiras. As sementes foram avaliadas quanto a sua qualidade física, fisiológica e sanitária. O fluxograma de beneficiamento ideal para lotes de...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Feijão-mungo-verde; Beneficiamento; Vigna radiata.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/902584
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Teste de condutividade elétrica para sementes de feijão-mungo-verde. Repositório Alice
ARAUJO, R. F.; ZONTA, J. B.; ARAUJO, E. F.; HEBERLE, E.; ZONTA, F. M. G..
A utilização de sementes de boa qualidade é fundamental para o estabelecimento adequado de uma lavoura. Para uma análise mais precisa da qualidade de sementes, faz-se necessário complementar as informações fornecidas pelo teste de germinação com testes de vigor, possibilitando, assim, selecionar os melhores lotes para comercialização e semeadura. Dentre esses testes, destaca-se o de condutividade elétrica. Objetivou-se neste trabalho estabelecer uma metodologia adequada para o teste de condutividade elétrica em sementes de feijão-mungo-verde, considerando períodos de embebição e número de sementes. Foram utilizados seis lotes de sementes e o teste de condutividade elétrica foi realizado com as seguintes variações: 100, 75 e 50 sementes embebidas em 75 mL...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Teste de Vigor; Feijão-mungo-verde; Vigna radiata.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/902449
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Teste de condutividade elétrica para sementes de pinhão-manso (Jatropha curcas L.). Repositório Alice
ARAUJO, R. F.; ZONTA, J. B.; ARAUJO, E. F.; DONZELES, S. M. L.; COSTA, G. M..
Para uma análise mais completa da qualidade de sementes, faz-se necessário complementar as informações fornecidas pelo teste de germinação com testes de vigor, possibilitando, assim, selecionar os melhores lotes para comercialização e semeadura. Dentre esses testes, destaca-se o de condutividade elétrica. Para sementes de pinhão-manso (Jatropha curcas L.), não há informações referentes à metodologia do teste de condutividade elétrica na literatura. Objetivou-se neste trabalho estabelecer metodologia para o teste de condutividade elétrica em sementes de pinhão-manso, variando-se o número de sementes, a quantidade de água e o período de embebição. Para tanto, foram utilizados oito lotes de sementes de pinhão-manso, e o teste de condutividade elétrica foi...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Teste de vigor; Pinhão-manso; Electrical conductivity.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/902642
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Tratamentos alternativos para conservação de sementes de mamona (Ricinus communis L.). Repositório Alice
ARAUJO, R. F.; ZONTA, J. B.; ARAUJO, E. F.; LEAL, C. A. M..
Objetivou-se avaliar os efeitos de tratamentos alternativos e do ambiente de armazenamento nas qualidades fisiológica e sanitária de sementes de mamona. Os tratamentos foram: derosal, vitavax-thiram, benzoato de sódio, sorbato de potássio, trichodermil SP, alecrim, alho, canela, cravo-da-índia e testemunha. As sementes foram submetidas a armazenamento em ambiente de laboratório e câmara fria por 12 meses. Sementes de mamona tratadas quimicamente, com derosal e vitavaxthiram, apresentaram qualidade fisiológica e sanitária superiores àquelas tratadas com produtos alternativos e sem tratamento, aos 12 meses de armazenamento. Sementes de mamona armazenadas em ambiente de laboratório, por período superior a oito meses, devem ser tratadas com fungicidas químicos...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Germinação; Armazenamento; Fungo; Mamona.
Ano: 2019 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1107917
Registros recuperados: 18
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional