Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 12
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Análise do uso de tecnologias em estabelecimentos agropecuários por meio dos índices de Moran global e local. Repositório Alice
MARCONATO, R.; LAROCCA, A. P.; QUINTANILHA, J. A..
Este artigo apresenta uma aplicação de técnica de análise exploratória de dados espaciais sobre dados de uso de tecnologias por parte de estabelecimentos agropecuários do País, com a finalidade de prospectar e justificar possíveis relações espaciais relacionadas ao uso das tecnologias. Os dados foram obtidos no Censo Agropecuário de 2006, e foram analisados por meio dos índices de Moran global e local. O trabalho apresenta uma breve revisão bibliográfica sobre a análise exploratória de dados espaciais e dos principais índices utilizados. Os resultados, visualizados no BoxMap, do diagrama de espalhamento de Moran e do MoranMap mostram que, para a maioria das características analisadas, há alta correlação espacial no uso de tecnologias nos municípios...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Análise espacial explorátoria; Autocorrelação espacial; Índice de uso de tecnologias; LISA; Agricultura; Análise; Censo agropecuário; Agriculture.
Ano: 2012 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/930788
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Análise quantitativa da influência de um novo paradigma ecológico: autocorrelação espacial - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v25i1.2113 Biological Sciences
Pinto, Miriam Plaza; UFG; Bini, Luis Mauricio; UFG; Diniz-Filho, José Alexandre Felizola; UFG.
O objetivo desse trabalho foi o de avaliar a influência da autocorrelação espacial (ausência de independência estatística de observações obtidas ao longo do espaço geográfico) nos estudos ecológicos. Para tanto, uma avaliação dos trabalhos que empregaram os métodos necessários para a quantificação da autocorrelação espacial foi realizada, utilizando os dados fornecidos pelo “Institute for Scientific Information”. Os resultados demonstraram que existe uma tendência crescente da utilização das análises de autocorrelação espacial em estudos ecológicos, e que a presença de autocorrelação espacial significativa foi detectada na maior parte dos estudos. Além disso, esses estudos foram desenvolvidos em vários países, por cientistas de diferentes nacionalidades,...
Palavras-chave: 2.01.00.00-0 Biologia Geral ecologia; Paradigma; Autocorrelação espacial; Bibliometria 2.01.00.00-0 Biologia Geral.
Ano: 2003 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciBiolSci/article/view/2113
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aplicação da análise espacial na avaliação de experimentos de seleção de clones de laranjeira Pêra Ciência Rural
Maia,Emanuel; Siqueira,Dalmo Lopes de; Carvalho,Sérgio Alves de; Peternelli,Luiz Alexandre; Latado,Rodrigo Rocha.
Em experimentos de competição de cultivares de citros, geralmente são utilizados muitos tratamentos, o que requer o emprego de grandes blocos e parcelas com poucas plantas. Tem sido debatido que, nessas condições, pode ocorrer a correlação entre parcelas vizinhas, violando assim a pressuposição de erros independentes da análise de variância. O presente trabalho teve por objetivo avaliar diferentes parametrizações de modelos, considerando ou não a dependência espacial entre parcelas, em dois experimentos de competição de clones de laranjeira Pêra (Citrus sinensis L. Osbeck). Foi utilizada a estrutura auto-regressiva separável de primeira ordem (AR1 x AR1) como modelo de dependência espacial entre os erros. Os resultados encontrados apontam que a modelagem...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Citrus sinensis; Produtividade; Volume de copa; Autocorrelação espacial; Modelos auto-regressivos; Melhoramento de plantas.
Ano: 2013 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782013000100002
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Avaliação e aplicação de testes para a detecção da autocorrelação espacial usando marcadores genéticos Ciência e Agrotecnologia
Louzada,João Marcos; Bearzoti,Eduardo; Carvalho,Dulcinéia de.
O índice I de Moran é a ferramenta usual para se medir a intensidade da autocorrelação espacial em dados de marcadores genéticos. A estatística I é assintoticamente normalmente distribuída, podendo ser avaliada como desvios da normal padrão mediante o suposto-N (aproximação normal). Porém, para pequenos números de populações (m<8), deve-se aplicar o teste de aleatorização de Mantel (suposto-R), desenvolvido por Mantel (1967). Assim, por meio do presente estudo, buscou-se avaliar o desempenho de ambos os testes no que tange às taxas de erro tipo I e o poder dos mesmos. Estes foram avaliados via simulação de Monte Carlo, em que analisaram-se, sob a H0, as situações {p=0,1, p=0,25 e p=0,5} de freqüências alélicas médias, para as quais consideraram-se os...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Autocorrelação espacial; Simulação Monte Carlo; I de Moran; Freqüências alélicas; Teste de Mantel.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542006000200003
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Distribuição espacial da variabilidade genética intrapopulacional de Dipteryx alata. Repositório Alice
SOARES, T.N.; CHAVES, L.J.; TELLES, M.P. de C.; DINIZ-FILHO, J.A.F.; RESENDE, L.V..
O objetivo deste trabalho foi avaliar o padrão espacial da variabilidade genética entre plantas, dentro de três populações naturais de barueiro (Dipteryx alata Vogel), pela genotipagem por RAPD e técnicas de autocorrelação espacial. Os cinco iniciadores RAPD permitiram a codificação de 45 locos, utilizados nas análises de diversidade, estrutura e distribuição espacial da variabilidade genética entre populações. As populações apresentaram diversidade genética (Hs) com valor médio 0,314. Verificou-se que 12% da variação total se encontra entre as populações, o que indica que estas mantêm um considerável nível de variabilidade genética. Foi observada tendência de autocorrelação espacial positiva nas primeiras classes de distâncias, nas três populações, o que...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Autocorrelação espacial; Conservação; Estrutura familiar; Fluxo gênico; RAPD; Spatial autocorrelation; Baru; Conservation; Familiar structure; Genetic flow.
Ano: 2008 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/122170
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Distribuição espacial da variabilidade genética intrapopulacional de Dipteryx alata PAB
Soares,Thannya Nascimento; Chaves,Lázaro José; Telles,Mariana Pires de Campos; Diniz-Filho,José Alexandre Felizola; Resende,Lucileide Vilela.
O objetivo deste trabalho foi avaliar o padrão espacial da variabilidade genética entre plantas, dentro de três populações naturais de barueiro (Dipteryx alata Vogel), pela genotipagem por RAPD e técnicas de autocorrelação espacial. Os cinco iniciadores RAPD permitiram a codificação de 45 locos, utilizados nas análises de diversidade, estrutura e distribuição espacial da variabilidade genética entre populações. As populações apresentaram diversidade genética (Hs) com valor médio 0,314. Verificou-se que 12% da variação total se encontra entre as populações, o que indica que estas mantêm um considerável nível de variabilidade genética. Foi observada tendência de autocorrelação espacial positiva nas primeiras classes de distâncias, nas três populações, o que...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Autocorrelação espacial; Baru; Conservação; Estrutura familiar; Fluxo gênico; RAPD.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-204X2008000900008
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Estrutura genética e fluxo gênico de populações naturais de andiroba (Carapa guianensis Aubl. Meliaceae) visando o manejo e a conservação da espécie. Repositório Alice
RAPOSO, A..
A andiroba (Carapa guianensis) é uma espécie arbórea de importância econômica na região Amazônica pelo grande interesse que vem despertando nas indústrias madeireira e cosmética. É uma planta monóica, com floração assincrônica e auto-incompatível. Ela é bastante plástica e se adapta para ocupar diferentes ambientes, sendo encontrada tanto no baixio como na terra firme. Os objetivos do presente estudo foram avaliar a estrutura genética de duas populações naturais de andiroba e quantificar a diversidade genética intrapopulacional, a autocorrelação espacial e o fluxo gênico analisando uma única população em dois ambientes distintos (terra firme e baixio) e em três classes de tamanho (plântulas, jovens e adultos). Para o estudo interpopulacional, foram...
Tipo: Tese/dissertação (ALICE) Palavras-chave: Estrutura genética; Fluxo gênico; Diversidade genética intrapopulacional; Autocorrelação espacial; Andiroba; Carapa Guianensis.
Ano: 2007 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/506903
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Estrutura genética intrapopulacional em Cryptocarya moschata Nees (Lauraceae) Rev. Bras. Bot.
Moraes,Pedro L.R. de; Monteiro,Reinaldo; Vencovsky,Roland.
Pela análise de seis sistemas enzimáticos (ACP, ALP, CAT, GOT, PPO e PO), com 18 locos polimórficos, foram calculadas as freqüências alélicas de 24 alelos referentes a 141 indivíduos adultos de uma população natural de Cryptocarya moschata (noz-moscada-do-Brasil) do Parque Estadual Carlos Botelho (24º03'21" S, 47º59'36" W), São Miguel Arcanjo, SP, amostrados em uma área de cerca de 647 ha. A estrutura genética espacial foi investigada através do método de autocorrelação espacial, utilizando-se coeficientes I de Moran estimados para 10 classes de distância. Adicionalmente, para as mesmas classes de distância, estimaram-se os coeficientes r através de uma análise multivariada. Ambas as abordagens mostraram-se similares qualitativamente, sendo que 15...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Análise multilocos; Autocorrelação espacial; Coeficiente I de Moran; Cryptocarya moschata; Isoenzimas.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84042004000300008
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Existe convergência espacial da produtividade agrícola no Brasil? Rev. Econ. Sociol. Rural
Almeida,Eduardo Simões de; Perobelli,Fernando Salgueiro; Ferreira,Pedro Guilherme Costa.
Este trabalho analisa a convergência espacial da produtividade agrícola da terra para as microrregiões brasileiras entre o período de 1991 a 2003. Tal análise avalia se há evidências para a existência de convergência beta da produtividade agrícola, controlando-se explicitamente para efeitos espaciais. Para tanto, conduziu-se preliminarmente uma análise exploratória de dados espaciais, que detectou a presença de autocorrelação espacial para a produtividade da terra. Numa etapa posterior, desenvolveram-se modelos econométricos espaciais para a análise da convergência.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Beta convergência; Produtividade da terra; Econometria espacial; Autocorrelação espacial.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20032008000100002
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Gradiente estrutural no componente arbóreo e relação com inundações em uma floresta ribeirinha, rio Uruguai, sul do Brasil Acta Botanica
Giehl,Eduardo Luís Hettwer; Jarenkow,João André.
O objetivo do presente estudo foi realizar uma análise exploratória de padrões estruturais e de diversidade, relacionando-os com variáveis ambientais em uma área de floresta ribeirinha. A amostra 100 unidades amostrais (UAs), foi alocada nas margens do rio Uruguai, Parque Estadual do Turvo, Rio Grande do Sul (27º09' S e 53º53' W). Todos os indivíduos arbóreos com PAP >15 cm foram registrados. Para a descrição da vegetação foram estimados os principais parâmetros fitossociológicos, além do índice de diversidade de Shannon. Foram mensuradas variáveis ambientais edáficas, topográficas e a cobertura do dossel. As relações entre a abundância das espécies nas UAs e as variáveis ambientais foram avaliadas por meio de análises de correspondência canônica - CCA...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Análise de correspondência canônica parcial; Autocorrelação espacial; Floresta Estacional; Parque Estadual do Turvo; Topografia.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33062008000300012
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Modelo de regressão espacial para estimativa da produtividade da soja associada a variáveis agrometeorológicas na região oeste do estado do Paraná REA
Araújo,Everton C. de; Uribe-Opazo,Miguel A.; Johann,Jerry Adriani.
Este trabalho apresenta o Modelo de Regressão Espacial Autorregressivo Misto (SAR) e Modelo do Erro Espacial (CAR) no intuito de investigar a associação entre a produtividade da soja e as variáveis agrometeorológicas relacionadas à precipitação pluvial, temperatura média e radiação solar global. O estudo foi realizado com os dados das safras dos anos agrícolas de 2005/2006 a 2007/2008, da região oeste do estado do Paraná. Como os dados agrometeorológicos estão disponíveis apenas para oito municípios da região em estudo, as estimativas foram obtidas por meio do uso de Polígonos de Thiessen. A estimativa de parâmetros dos modelos ajustados foi obtida utilizando o método de Máxima Verossimilhança. A avaliação do desempenho dos modelos foi realizada com base...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Autocorrelação espacial; Estatística espacial de área; Modelos espaciais SAR e CAR.
Ano: 2014 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-69162014000200010
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Padrões espaciais e ecológicos de espécies arbóreas refletem a estrutura em mosaicos de uma floresta subtropical Acta Botanica
Loregian,Alexandre Copatti; Silva,Bruno Barbosa; Zanin,Elisabete Maria; Decian,Vanderlei Secretti; Henke-Oliveira,Carlos; Budke,Jean Carlos.
A abundância e distribuição espacial das espécies podem ser reflexos das necessidades do seu nicho ecológico, além de reflexos das variações ambientais no tempo e espaço. Os objetivos do presente trabalho foram analisar a distribuição espacial e grupos ecológicos das espécies arbóreas em um remanescente de floresta subtropical e avaliar a interferência destes padrões sobre métricas de riqueza e diversidade. Os padrões espaciais foram avaliados considerando uma área amostral de 1 ha dividida em unidades amostrais contíguas de 10 x 10 m, onde todos os indivíduos com perímetro à altura do peito > 15 cm foram amostrados. A descrição dos padrões foi obtida por meio de correlogramas (índice I de Moran), considerando diversas classes de distância, índices de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Autocorrelação espacial; Correlogramas; Índices de distância; Limitação de dispersão; Riqueza de espécies.
Ano: 2012 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33062012000300009
Registros recuperados: 12
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional