Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 19
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
A informação sobre a flora Bromeliaceae no cerrado: na literatura e nos herbários. Repositório Alice
MIRANDA, Z. de J. G..
A presente dissertacao tem o objetivo de mapear o estado atual da pesquisa sobre a flora de Bromeliaceae que ocorre no Cerrado cuja area considerada segue a delimitacao estabelecida pelo RADAM-Brasil. Partiu-se de dois pressupostos: 1) Na literatura especializada em flora do Cerrado, a familia Bromeliaceae aparece de forma incipiente, supostamente aquem da diversidade registrada na literatura taxonomica sobre bromelias; 2) Na literatura sobre bromelias em geral, as especies do Cerrado aparecem de forma dispersa e inespecifica, dificultando a sua identificacao. Foram analisadas as informacoes existentes em tres fontes distintas: 1) As floras de Cerrado que citam especies da familia com ocorrencia no Bioma; 2) A literatura taxonomica sobre bromelias que cita...
Tipo: Tese/dissertação (ALICE) Palavras-chave: Cerrado; Flora; Bromélia; Bromeliaceae; Planta nativa; Variedade; Herbário; Indigenous organisms; Varieties; Herbaria.
Ano: 2001 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/563236
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aspectos morfofisiológicos na pré-aclimatização in vitro e aclimatização de neoglaziovia variegata (Arruda) Mez. Repositório Alice
SILVEIRA, D. G.; SOUZA, F. V. D.; VIDAL, Á.A M.; PAZ, G. V. S.; SANTANA, J. R. F. de.
Neoglaziovia variegata (Arruda) Mez, uma Bromeliaceae nativa da Caatinga brasileira, foi e continua sendo uma importante fonte de obtenção de fibras na fabricação de produtos artesanais do Semiárido do Nordeste Brasileiro. No entanto, sua coleta ocorre de forma extrativista levando a espécie a vias de extinção.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Arruda; Bromélia.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/910671
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aspectos morfologicos e fenologicos de Tillandsia cyanea (Bromeliaceae). Repositório Alice
SOUZA, G. K. B.; SOUZA, E. H. de; NASCIMENTO, W. S.; COSTA, M. A. P. de C.; SOUZA, F. V. D..
As bromélias desempenham um importante papel ecológico nos ecossistemas naturais, além de apresentarem diferentes potenciais de uso. O conhecimento da morfologia e fenologia é essencial para o entendimento das relações ecológicas, contribuindo para o manejo, conservação e melhoramento genético.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Tillandsioideae; Bromélia; Recurso genético; Banco de germoplasma; Genetic variation; Germplasm conservation; Bromeliaceae.
Ano: 2014 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1011538
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Bromélias do cerrado: populações vulneráveis. Infoteca-e
MIRANDA, Z. de J. G..
0
Tipo: Artigo de divulgação na mídia (INFOTECA-E) Palavras-chave: Diversidade; Cerrado; Flora; Bromélia; Bromeliaceae; Savanna; Brazil; Natural Flora; Bromeliaceae.
URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/568499
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Desenvolvimento de mudas de bromélia-imperial (Alcantarea imperialis) em diferentes substratos Ciência e Agrotecnologia
Rodrigues,Tatiana Michlovská; Paiva,Patrícia Duarte de Oliveira; Rodrigues,Carlos Ribeiro; Carvalho,Janice Guedes de; Ferreira,Clarissa Alves; Paiva,Renato.
A bromélia-imperial (Alcantarea imperialis), por ter grande importância ornamental, vem sendo depredada irracionalmente. A produção de mudas em larga escala é uma opção para conter o extrativismo desmedido, proporcionando, com isso, mudas ao mercado, sem prejuízo para o ambiente. Com o presente trabalho, objetivou-se avaliar o desenvolvimento de mudas de Alcantarea imperialis "Harms" produzidas "in vitro", cultivando-as em diferentes substratos. No experimento, foram testados diferentes proporções de casca de arroz carbonizada, areia, húmus e terra. Como adubação básica, foi utilizada a recomendada por Malavolta (1980) para mudas de abacaxi em vaso. O tratamento que proporcionou melhor resposta foi o substrato constituído de 50% de terra e 50% de casca de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Bromélia; Substrato; Alcantarea imperialis.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-70542004000400005
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito de 2,4-D e glutamina na embriogênese somática e regeneração de plantas de Caroá. Repositório Alice
SILVEIRA, D. G.; SOUZA, F. V. D.; LINO, L. S.; SOUZA, A. da S..
Caroá é uma bromeliaceae endêmica da Caatinga que tem relevada importância econômica e social no Semiárido Brasileiro, porém essa espécie está em condição de ameaçada em algumas regiões nordestinas devido à coleta extrativista. A embriogênese somática é altamente eficiente como processo de regeneração e micropropagação. Assim, este trabalho visou estudar a resposta das combinações de 2,4-D e glutamina na indução de calos embriogênicos e regeneração de plantas de N. variegata. Segmentos do caule foram cultivados em meio MS contendo combinações de 2,4-D (0, 9, 18, 27 µM) e glutamina (0, 50, 100, 150, 200 mg L-1) para indução de calos embriogênicos. A melhor resposta para a freqüência de calos embriogênicos com maior distribuição dos embriões somáticos na sua...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Caroá; Bromélia; Bromeliaceae; Cultura de tecidos; Neoglaziovia variegata; Arruda.
Ano: 2012 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/940348
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Fibra de coco e adubação foliar no crescimento e na nutrição de Cryptanthus sinuosus Horticultura Brasileira
Jasmim,Janie M; Toledo,Regiane R V; Carneiro,Leonardo A; Mansur,Elisabeth.
Plantas de Cryptanthus sinuosus foram cultivadas em três substratos (mesocarpo de coco - MC; mesocarpo de coco lavado - MCL e xaxim-X), visando comparar o efeito da fibra de coco verde, como substrato, àquele da fibra de xaxim sobre o crescimento e teores de nutrientes das plantas, sob três níveis de adubação foliar: 50, 100 e 150% de solução contendo 210 mg L-1 de N, 31 mg L-1 de P e 234 mg L-1 de K. O experimento constou de um fatorial em delineamento de blocos ao acaso, com quatro repetições e três plantas por parcela, uma planta por vaso e conduzido em casa de vegetação. O número de folhas, diâmetro da roseta, massa da matéria seca (MS) de folhas e raízes e teores de nutrientes foram avaliados. As plantas cultivadas em X apresentaram valores de MS de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Bromélia; Casca de coco; Substrato; Xaxim.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-05362006000300008
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Germinação de sementes de caroá (Neoglaziovia variegata Arruda Mez.) oriundas de frutos com diferentes estágios de maturação. Repositório Alice
FARIAS, L. A. A. de; ALENCAR, S. de S.; SILVA, A. C. C. P. da; JESUS, P. R. R. de; ARAGÃO, C. A.; DANTAS, B. F..
Objetivou-se com este trabalho avaliar a resposta germinativa de sementes de caroá oriundas de frutos verdes e roxos.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Bioma Caatinga; Caroá; Neoglaziovia Variegata; Espécie Nativa; Bromélia; Bromeliaceae; Caatinga; Planta Ornamental; Semente; Germinação; Ornamental plants.
Ano: 2019 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1119605
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Germinação de sementes de Dyckia tuberosa (Vell.) Beer (Bromeliaceae) sob diferentes temperaturas em luz e escuro Rev. Bras. Bot.
Vieira,Daniela C. Mascia; Socolowski,Fábio; Takaki,Massanori.
O presente estudo trata da influência da temperatura e da luz na germinação de Dyckia tuberosa (Vell.) Beer, uma bromélia terrestre do cerrado. Para tal, sementes coletadas na Estação Ecológica de Itirapina foram submetidas a temperaturas constantes de 10 a 45 ºC, na luz e no escuro. A faixa de temperatura com maior germinabilidade na luz foi entre 15 e 40 ºC e no escuro, entre 20 e 40 ºC, não havendo germinação nas temperaturas de 10 e 45 ºC. Tanto na luz como no escuro, a temperatura ótima está entre 30 e 35 ºC. A alta germinabilidade de suas sementes em temperaturas elevadas indica que sementes de D. tuberosa são capazes de germinar em ambientes abertos e a insensibilidade à luz indica que o processo de germinação pode ocorrer também em ambientes com...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Bromélia; Cerrado; Dyckia tuberosa.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84042007000200003
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Germinação e armazenamento de sementes de Nidularium innocentii (Lem.) Rev. bras. sementes
Pereira,Carlise; Cuquel,Francine Lorena; Panobianco,Maristela.
Em razão do crescente aumento do uso de bromélias no paisagismo brasileiro, elevada quantidade de plantas vem sendo retirada das matas de maneira não sustentável e, como consequência, algumas espécies já se encontram ameaçadas de extinção. A propagação sexuada pode ser uma alternativa para evitar o extrativismo de Nidularium innocentii, bromélia nativa do litoral do Estado do Paraná, que apresenta elevado potencial ornamental, razão pela qual é bastante procurada por extratores. Entretanto, estudos sobre a qualidade das sementes desta espécie ainda não foram desenvolvidos. O trabalho foi realizado com o objetivo de estabelecer a temperatura adequada para a condução do teste de germinação de sementes de Nidularium innoncetii e determinar condições...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Análise de sementes; Bromélia; Floricultura; Planta ornamental.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-31222010000200004
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Germinação in vitro de grãos de pólen de Vriesea spp. (Bromeliaceae). Repositório Alice
SOUZA, E. H. de; PACKER, R. M.; SOUZA, F. V. D..
Estudos de viabilidade polínica são fundamentais como suporte ao melhoramento genético de bromeliáceas e para tal o ajuste de meios de germinação de pólen é determinante. Este trabalho objetivou avaliar a germinação de grãos de pólen in vitro e o subsequente crescimento do tubo polínico em Vriesea carinata, V. friburgensis, V. michaelii, V. paraibica e V. simplex. Grãos de pólen coletados na antese foram inoculados em quatro meios de cultura: BM, BKM, MBKM e SM, solidificados com agar (0,8%); pH ajustado a 6,5 e mantidos a uma temperatura de 27 ± 1 ºC. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado em esquema fatorial 5 x 4 (genótipo x meios de cultura), com 12 repetições, avaliando-se 300 grãos de pólen quanto à viabilidade e o comprimento de 25...
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Bromélia; Melhoramento genético; Plantas ornamentais.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/910614
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
In vitro culture systems and acclimatization of Aechmea setigera Mart. ex Schult. & Schult. f. (Bromeliaceae) Sci. Agrar.Paran. / SAP
Vasconcelos, Janaína Medeiros; Leão, João Ricardo Avelino; Raposo, Andrea; Fermino Junior, Paulo Cesar Poeta.
Aechmea setigera is an endemic bromeliad from Amazon with ornamental potential. Bromeliads have been propagated by tissue culture. The consistency of the culture medium in vitro multiplication influences the rate of propagation. In this sense, the objective of this study was to evaluate different culture systems with the use of 6-benzylaminopurine (BAP) on in vitro propagation and the effect of different substrates in acclimatization of plantlets Aechmea setigera. In vitro germinated seedlings were inoculated in MS medium in liquid stationary, semisolid, double-phase systems, plus 6-benzylaminopurine (BAP) in different concentrations (0, 2.2, 4.4, 8.8 and 17.7 μM). The ex vitro rooting and acclimatization were performed on substrate Plantmax Forest ®,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Bromélia; Meio de cultura; Micropropagação; Dupla-fase..
Ano: 2015 URL: http://e-revista.unioeste.br/index.php/scientiaagraria/article/view/9968
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Indução floral em bromélias com potencial ornamental. Repositório Alice
SOUZA, E. H. de; SOUZA, F. V. D.; MARTINELLI, A. P..
O cultivo em escala comercial de bromélias ornamentais apresenta como fator limitante o longo período juvenil e o florescimento desuniforme, o que provoca a necessidade de indução ao florescimento, processo que apresenta respostas diferenciadas entre espécies. O objetivo deste trabalho foi avaliar o florescimento de Aechmea bicolor, A. fasciata, A. nudicaulis (Bromelioideae), Vriesea carinata, V. paraibica, V. simplex, V. hieroglyphica e V. unilateralis (Tillandsioideae), submetidas a tratamento com ethephon. O trabalho foi conduzido em condições de casa de vegetação, com sombreamento de 70% e irrigação por microaspersão. Plantas adultas cultivadas em vasos plásticos no 13 com substrato Base® foram utilizadas, 25 plantas para cada espécie, sendo 10 como...
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Bromélia; Planta ornamental.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/910605
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Microhabitat determines uneven distribution of Amblyomma parvum but not of Amblyomma sculptum ticks within forest patches in the Brazilian Pantanal. Repositório Alice
RAMOS, V. do N.; RODRIGUES, V. da S.; PIOVEZAN, U.; SZABO, M. P. J..
Environmental distribution of the two most abundant ticks in forest areas in the Brazilian Pantanal was evaluated by CO2 traps methodology in the wet season (peak of adult ticks) of 2012 and 2013. Adults of Amblyomma parvum were concentrated inside agglomerates of Bromelia balansae, in the border of forest patches. Adults of Amblyomma sculptumoccurred in similar numbers both in bromeliad clumps and in bromeliad-free areas. Dif-ferential distribution of ticks in this habitat could be associated to the frequent use of bro-meliad clumps by wild animals (potential hosts) and to the microclimate conditions inside this vegetation in the Pantanal. It is important to verify whether larvae and nymphs of A. parvum have a similar pattern of distribution in the same...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Bromélia; Carrapato; Fauna Parasitaria; Pantanal.
Ano: 2019 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1117683
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Micropropagação de Aechmea setigera (Bromeliaceae): uma espécie de bromélia nativa da Amazônia Sul-Ocidental. Repositório Alice
LEÃO, J. R. A..
A bromélia Aechmea setigera é uma espécie epífita natina da Amazônia Sul-Ocidental. Em geral, as atividades de desmatamento das florestas causam uma redução na biodiversidade das bromeliáceas da Amazônia. Sendo assim, a produção de mudas por micropropagação consiste numa importante estratégia de propagação e conservação desse recurso genético vegetal. O objetivo deste trabalho foi estabelecer um protocolo para a micropropagação dessa espécie. O estudo iniciou-se com o estabelecimento de sementes in vitro em meio de cultivo MS. Para a multiplicação de brotos foram utilizados meio de cultura MS líquido estacionário e meio de cultura MS semissólido, suplementado com diferentes concentrações de citocinina BAP (6- benzilaminopurina) (0; 0,5; 1,0; 2,0; 4,0...
Tipo: Tese/dissertação (ALICE) Palavras-chave: Aechmea setigera; Amazônia Ocidental; Western Amazon; Amazonia Occidental; Almidón; Cultivo in vitro; Micropropagación; Respuesta de la planta; Sustancias de crecimiento vegetal; Bromélia; Bromeliaceae; Micropropagação; Cultura in vitro; Regulador de crescimento; Resposta da planta; Amido; Micropropagation; In vitro culture; Plant growth substances; Plant response; Starch.
Ano: 2013 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1014765
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Micropropagação de Aechmea setigera Mart. ex Schult. & Schult. f.: uma bromélia endêmica da Amazônia Ocidental. Repositório Alice
LEÃO, J. R. A.; VASCONCELOS, J. de M.; TEIXEIRA, R. B.; RAPOSO, A.; FERMINO JUNIOR, P. C. P..
As bromélias da Amazônia são em geral pouco conhecidas. Aechmea setigera é uma bromélia endêmica da Amazônia com potencial ornamental. O objetivo do trabalho foi avaliar as respostas fisiológicas sob efeito de reguladores de crescimento nas etapas da micropropagação, bem como, estabelecer um protocolo como subsídio para a conservação. Plântulas germinadas e desenvolvidas in vitro foram inoculadas em meio de cultura MS líquidas estacionário acrescidas de 6-benzilaminopurina (BAP) em diferentes concentrações (0; 2,2; 4,4; 8,8 e 17,6 uM). Para o enraizamento, microbrotos foram transferidos para meio de cultura MS com 0; 2,4; 4,9; 9,8 uM de ácido indolacético (AIA) e ácido indolbutírico (AIB). Após cinco subcultivos, o uso de 17,6 uM de BAP apresentou o maior...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Aechmea setigera; Teores de amido; Amazônia Ocidental; Western Amazon; Amazonia Occidental; Bromélia; Bromeliaceae; Micropropagação; Cultura in vitro; Regulador de crescimento; Resposta da planta; Amido; Micropropagation; In vitro culture; Plant growth substances; Plant response; Starch; Micropropagación; Cultivo in vitro; Sustancias de crecimiento vegetal; Respuesta de la planta; Almidón.
Ano: 2014 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/991797
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Quantificação e composição do néctar em bromeliaceae. Repositório Alice
SOUZA, E. H. de; MASSARIOLI, A.; MORENO, I. A. M.; ALENCAR, S. M. de; SOUZA, F. V. D.; MARTINELLI, A. P..
A produção e a composição do néctar são fatores de importância na determinação da visitação e preferências de polinizadores, consequentemente influenciando as hibridações naturais e com implicações na ecologia das espécies. O objetivo deste trabalho foi quantificar a produção de néctar, bem como caracterizar o néctar quanto a sólidos solúveis totais (o Brix), concentração de açúcares, açúcares e calorias totais em diferentes espécies dos gêneros Aechmea, Alcantarea, Ananas e Vriesea. O néctar foi extraído das flores e quantificado com microsseringa e as análises bioquímicas realizadas através de refratômetro digital, observando-se grande variação entre as espécies estudadas. Em média, a produção de néctar variou de 20,43 µl a 237,67 µl, com a maior...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Bromélia; Aechmea; Alcantarea; Ananas; Vriesea; Hibridação.
Ano: 2012 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/940413
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Relações de bromélias epifíticas com características dos forófitos em diferentes estádios sucessionais da floresta ombrófila densa, Santa Catarina, Brasil. Repositório Alice
BONNET, A.; QUEIROZ, M. H. de; LAVORANTI, O. J..
O presente estudo teve o objetivo de caracterizar a ocorrência de bromélias epifíticas em quatro estádios sucessionais (capoeirinha, capoeira, capoeirão e floresta secundária) da Floresta Ombrófila Densa em encostas da Ilha de Santa Catarina, Santa Catarina, Brasil. As bromélias foram classificadas em grupos de ocorrência ampla e restrita de acordo com a amplitude de sua distribuição. Os forófitos foram selecionados através do método de pontos quadrantes, e suas características foram analisadas em associação com o número de espécies de bromélias, através da análise multivariada. Foram registradas cinco espécies de bromélias na capoeira, oito no capoeirão e onze na floresta secundária. A similaridade foi maior entre o capoeirão e a floresta secundária, com...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Floresta Ombrófila Densa; Epífita; Forófito; Sucessão; Bromélia.
Ano: 2007 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/294983
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Sistemas de cultivo in vitro e aclimatização de Aechmea setigera Mart. ex Schult. & Schult. f. (Bromeliaceae). Repositório Alice
VASCONCELOS, J. M.; LEÃO, J. R. A.; RAPOSO, A.; FERMINO JUNIOR, P. C. P..
Aechmea setigera é uma bromélia endêmica da Amazônia com potencial ornamental. As bromélias têm sido propagadas por cultura de tecidos. A consistência do meio de cultura na multiplicação in vitro influencia nas taxas de propagação. Nesse sentido, o objetivo do trabalho foi avaliar diferentes sistemas de cultivo com o uso de 6-benzilaminopurina na propagação in vitro e o efeito de diferentes substratos na aclimatização de mudas de Aechmea setigera. Plântulas germinadas in vitro foram inoculadas em meio de cultura MS nos sistemas semissólido, dupla-fase, e líquido estacionário, acrescidos de 6-benzilaminopurina (BAP) em diferentes concentrações (0; 2,2; 4,4; 8,8 e 17,7 μM). O enraizamento ex vitro e a aclimatização foram realizados em substrato...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Aechmea setigera; 6-benzilaminopurina; Micropropagação; Cultura in vitro; Aclimatação; Bromélia; Estimulante de crescimento vegetal; Micropropagation; In vitro culture; Acclimation; Plant growth substances; Benzyladenine; Micropropagación; Cultivo in vitro; Aclimatación; Sustancias de crecimiento vegetal; Benciladenina.
Ano: 2015 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1032815
Registros recuperados: 19
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional