Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 2
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aspectos biológicos e de comportamento dos principais parasitos de Anthonomus grandis Boh. (Coleoptera: Curculionidae), em Campinas-SP. Repositório Alice
PIEROZZI JR., I.; HABIB, M. E. M..
Aspectos da biologia e do comportamento de quatro espécies de himenópteros ectoparasitos de Anthonomus grandis Boh., o bicudo do algodoeiro, ocorrendo na região de Campinas, SP, foram estudados em condições de laboratório. Bracon oulgaris Ashmead (Hymenoptera, Braconidae) revelou grande adaptabilidade às condições artificiais de criação. As fêmeas deste braconídeo ovipõem em média, 2,08 ovo&,hospedeiro; o período de incubação dos ovos variou de 24 a 36 horas; as larvas passaram por quatro estádios, completando seu desenvolvimento em 4,0 dias, tempo igualmente observado para o estágio pupal. A longevidade de adultos acasalados foiem média, 41,11 dias para fêmeas e 31,72 para machos. Durante a entressafra, na ausência de A. grandis, larvas de último...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Insetos; Biologia; Bicudo do Algodoeiro; Anthonomus grandes; Catolaccus grandis; Eupelmus cushmani; Pragas agrícolas; Campinas; São Paulo.
Ano: 1993 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/17291
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito de quatro tipos de mel na longevidade e reprodução de Catolaccus grandis (Hymenoptera:pteromalidae) Ciência Rural
Wanderley,Paulo Alves; Wanderley,Maria José Araújo; Boiça Júnior,Arlindo Leal; Pavan Júnior,Álvaro.
O trabalho teve como objetivo conhecer o melhor tipo de mel em relação à longevidade e fertilidade do parasitóide do bicudo-do-algodoeiro Catolaccus grandis. Adultos recém-emergidos foram transferidos para recipientes plásticos de 500mL, adaptados com tubo para fornecer água e umidade para os insetos. Um casal do parasitóide foi mantido em cada recipiente em câmara climatizada a 25±1°C, UR = 70±10% e fotoperíodo de 14h. O trabalho constou de 4 tratamentos: mel de flor de laranjeira; mel de flores de plantas silvestres; mel de cana-de-açúcar (todos produzidos por Apis mellifera) e mel de flores silvestres produzido por abelha Jataí (Tetragonistica angustula), com 15 repetições cada. Adultos recém-emergidos do parasitóide receberam cinco larvas de Euscepes...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Catolaccus grandis; Mel; Tabela de vida; Longevidade; Fertilidade.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782004000400002
Registros recuperados: 2
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional