Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 57
Primeira ... 123 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
A crise paradigmática nas ciências de identificação de plantas e a valorização da etnobotânica. Repositório Alice
GOMES, G. C.; MEDEIROS, C. A. B.; GOMES, J. C. C.; BARBIERI, R. L..
2017
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Sistemática vegetal; Conhecimento tradicional; Filogenia.
Ano: 2017 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1068793
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
A rede de emalhe na pesca artesanal do Rio Araguaia, Tocantins, Brasil. Repositório Alice
DIAS, C. R. G.; SILVA, A. P. da..
A pesca com redes de emalhe é a principal modalidade praticada pelos pescadores artesanais no rio Araguaia, estado do Tocantins. Seu uso permite capturar uma alta diversidade e quantidade de peixes por lance, além da versatilidade de operação em qualquer época, local ou hora do dia. Este artigo descreve a pesca com emalhe baseado em visitas técnicas a 15 comunidades pesqueiras distribuídas ao longo do rio Araguaia, entre 2016 e 2017. O levantamento de dados permitiu concluir que o processo de construção e uso das redes de emalhe é homogêneo, com pouca variabilidade, justificada pela semelhança da matéria-prima, mecanismos e formas de entralhe, uso dos locais de pesca e a captura dos recursos pesqueiros. O emalhe possui um alto potencial de intervenção...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Rio Araguaia-TO; Conhecimento tradicional; Matrizes interativas; Comunidade pesqueira; Pesca artesanal; Produção pesqueira; Pescador.
Ano: 2017 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1076537
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Agrobiodiversidade de espécies alimentares cultivadas da Terra Indígena Kaxinawá de Nova Olinda com ênfase aos problemas fitopatológicos. Repositório Alice
FREITAS, S. M. de S.; SIVIERO, A.; NOGUEIRA, S. R.; MACEDO, P. E. F. de.
O presente trabalho teve por objetivo fazer levantamento da agrobiodiversidade de espécies alimentares cultivadas da Terra Indígena Kaxinawá de Nova Olinda (TIKNO), localizada em Alto Rio Envira, Feijó-AC, com ênfase aos problemas fitopatológicos.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Agrobiodiversidade; Conhecimento tradicional; Terra Indígena Kaxinawá de Nova Olinda (TIKNO); Feijó (AC); Acre; Amazônia Ocidental; Western Amazon; Amazonia Occidental; Agricultura de subsistência; Fruta; Doença de planta; Subsistence farming; Indigenous knowledge; Indigenous peoples; Indigenous species; Fruit trees; Plant diseases and disorders; Biodiversity; Conocimiento tradicional; Pueblos indígenas; Especies nativas; Árboles frutales; Enfermedades y desórdenes de las plantas; Biodiversidad.
Ano: 2018 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1090111
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Agrobiodiversidade de fruteiras da terra indígena Kaxinawa de Nova Olinda, Feijó, Acre, Brasil. Repositório Alice
SIVIERO, A.; HAVERROTH, M..
Este trabalho teve como objetivo avaliar a agrobiodiversidade de espécies frutíferas plantadas e manejadas em quintais agroflorestais localizados Terra Indígena Kaxinawá de Nova Olinda, localizada no Alto Rio Envira, Acre a sudoeste da Amazônia Brasileira. A pesquisa de campo foi realizada através de visitas técnicas e entrevistas abertas e observação direta participante, com registro das espécies frutíferas presentes em 32 quintais e roçados nas aldeias Formoso, Nova Olinda, Novo Segredo e Boa Vista. Ao todo, foram observadas 31 espécies frutíferas distribuídas em 14 famílias botânicas, com destaque para a família Arecaceae, que abriga 25% das espécies. Algumas fruteiras, nos quintais, estão em processo de domesticação e geram alimento, sombra, espaços...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Conhecimento tradicional; Espécies frutíferas; Agrobiodiversidade; Quintais agroflorestais; Terra Indígena Kaxinawá de Nova Olinda (TIKNO); Feijó (AC); Acre; Amazônia Ocidental.
Ano: 2016 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1055814
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Agrobiodiversidade indígena: feiras, guardiões e outros movimentos. Repositório Alice
DIAS, T. A. B.; HAVERROTH, M.; PIOVEZAN, U.; FREITAS, F. O.; ANTUNES, I. F.; MACIEL, M. R. A.; MING, L. C.; FEIJÓ, C. T.; SILVA, S. M. O. da.
Os povos indígenas vivem em mais de 12% do território nacional, em um mosaico de terras tradicionais com dimensões diversas. Totalizam cerca de 230 povos que vivem em milhares de aldeias. Praticam o que se pode chamar de agricultura indígena que envolve sistemas aqrícolas muito específicos, nos quais os recursos genéticos cultivados vêm sendo selecionados e adaptados há gerações, A agricultura indígena é extremamente importante para a conservação in situtolun farm de espécies vegetais.
Tipo: Capítulo em livro científico (ALICE) Palavras-chave: Agrobiodiversidade; Agricultura; Povos indígenas; Krahô; Paresi; Parque indígena do Xingu; Kaxinawá; Kaigang; Guarani Mbya; Conhecimento tradicional.
Ano: 2015 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1052599
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aproveitamento de plantas alimentares da TI Kaxinawá de Nova Olinda, Feijó/Acre. Repositório Alice
SOUZA, J. M. L. de; FERREIRA, A. B.; SILVA, M. P. da; FURTADO, C. de M.; HAVERROTH, M.; MING, L. C.; SARAIVA, L. S..
A Terra Indígena Kaxinawá de Nova Olinda (TIKNO) localiza-se às margens do Alto Rio Envira, Feijó/AC, com uma população de 492 habitantes. Objetivando de conhecer a cultura e oferecer diferentes formas de aproveitamento de plantas alimentares na TIKNO, foram realizadas oficinas focadas na diversificação, segurança e qualidade alimentares.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Índio; Terra Indígena Kaxinawá de Nova Olinda (TIKNO); Conhecimento tradicional; Feijó (AC); Acre; Amazônia Ocidental; Western Amazon; Amazonia Occidental; Agricultura familiar; Segurança alimentar; Hábito alimentar; Family farms; Food security; Eating habits; Indigenous knowledge; Indigenous peoples; Explotación agrícola familiar; Seguridad de los alimentos; Hábitos alimentarios; Conocimiento tradicional; Pueblos indígenas.
Ano: 2018 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1089366
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aproveitamento de plantas alimentares na TI Kaxinawá de Nova Olinda, Feijó/Acre parte II. Repositório Alice
FERREIRA, A. B.; SOUZA, J. M. L. de; HAVERROTH, M.; MING, L. C.; ARAÚJO, A. P.; KAXINAWÁ, E. da S. A..
Roçados indígenas na Amazônia brasileira apresentam inúmeras espécies e variedades locais úteis, muitas delas endêmicas.Esta pesquisa objetivou levantar as espécies alimentares consideradas importantes pelos indígenas nos roçados da TI Kaxinawá de Nova Olinda.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Índio; Terra Indígena Kaxinawá de Nova Olinda (TIKNO); Conhecimento tradicional; Feijó (AC); Acre; Amazônia Ocidental; Western Amazon; Amazonia Occidental; Agricultura familiar; Segurança alimentar; Hábito alimentar; Roça; Variedade; Family farms; Food security; Eating habits; Tillage; Indigenous knowledge; Indigenous peoples; Explotación agrícola familiar; Seguridad de los alimentos; Hábitos alimentarios; Conocimiento tradicional; Pueblos indígenas; Cultivo del suelo.
Ano: 2018 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1089367
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Calendário agrícola, agrobiodiversidade e distribuição espacial de roçados Kulina (Madija), Alto Rio Envira, Acre, Brasil. Repositório Alice
HAVERROTH, M.; NEGREIROS, P. R. M..
O presente trabalho objetiva avaliar a composição e distribuição espacial e temporal de roçados entre os Kulina (Madija) do Alto Rio Envira, estado do Acre, sudoeste da Amazônia Brasileira. A população estudada vive em aldeias às margens do rio Envira, distribuídas em três Terras Indígenas, e sua língua pertence à família linguística Arawá. A pesquisa de campo foi realizada com base em entrevistas semiestruturadas e abertas, observação direta e participante, marcação dos roçados com aparelho de GPS e fotografias. Foram observados 64 roçados, com áreas que variam de 50 m2 até 2 ha. São cultivadas entre 3 e 15 espécies em cada roçado. O calendário agrícola segue a sazonalidade regional. O trabalho nos roçados envolve a abertura, ano após ano, de novos...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Agricultural calendar; Agrobiodiversidade; Agricultura de subsistência; Conhecimento tradicional; Índios Kulina; Madija; Roçado; Clearing; Alto Rio Envira (AC); Acre; Amazônia Ocidental; Western Amazon; Amazonia Occidental; Calendário agrícola; Exploração florestal; Regeneração natural; Agroforestry; Indigenous knowledge; Subsistence farming; Natural regeneration; Agroforestería; Conocimiento tradicional; Agricultura de subsistencia; Regeneración natural.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/927179
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Capacitação em agroecologia na comunidade quilombola do Varzeão, Dr. Ulysses, Vale do Ribeira, PR. Repositório Alice
HOELLER, S. C.; FIDELIS, L. DE. M.; BORSATO, A. V.; BIESEK, M.; PEREIRA, J. B..
O projeto "Assistência Técnica e Extensão Rural - ATER - e Capacitação em Agroecologia na Comunidade Quilombola do Varzeão, Dr. Ulysses, Vale do Ribeira" atua desde 2007 e procura, através da Agroecologia e dos seus princípios, contribuir com a organização das comunidades, estimulando o redesenho dos agroecossistemas. Os Quilombolas têm uma produção moldada através de métodos tradicionais e estão próximos dos princípios da Agroecologia. A comunidade remanescente de Quilombo do Varzeão se localiza em Dr. Ulysses e conta hoje com 19 famílias com um total de 56 pessoas com diversos problemas no que tange à sua situação social. O projeto surgiu por meio de contatos com as diversas organizações que atuam no Vale do Ribeira, isso desembocou em uma aproximação...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Organização; Redesenho; Conhecimento tradicional.
Ano: 2010 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/869673
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Características culinárias de etnovariedades de macaxeira da terra indígena Kaxinawa de Nova Olinda, Feijó, Acre. Repositório Alice
SIVIERO, A.; SILVA, A. F. da; SOUZA, C. S. de; HAVERROTH, M..
O objetivo deste trabalho foi avaliar as características culinárias de etnovariedades de mandioca da Terra Indígena kaxinawa de Nova Olinda. O experimento de campo foi conduzido no Campo Experimental da Embrapa Acre com dez genótipos entre abril de 2014 a junho de 2015. Os testes culinários foram realizados no Laboratório de Tecnologia de Alimentos da Embrapa Acre onde foram avaliados os parâmetros: porcentagem de água absorvida/perdida, facilidade de descascamento, cor da polpa, textura, plasticidade, pegajosidade e o tempo de cozimento usando cozedor Mattson modificado no qual toletes de mandioca foram posicionados abaixo de 24 pinos e submersos em água sob fervura. Os resultados das médias obtidas para as variáveis; água absorvida/perdida, textura e...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Conhecimento tradicional; Mandioca; Manihot esculenta; Mandioca de mesa; Etnovariedades; Amarelinha; Juriti; Culinária; Cozimento; Terra Indígena Kaxinawá de Nova Olinda (TIKNO); Nova Olinda; Acre; Amazônia Ocidental.
Ano: 2015 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1028867
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Caracterização física e físico-química de duas variedades de taiobas oriundas da Terra Indígena Kaxinawá de Nova Olinda, Feijó/Acre. Repositório Alice
SARAIVA, L. S.; SOUZA, J. M. L. de; ARAÚJO, A. P.; HAVERROTH, M.; FERREIRA, A. B.; MING, L. C..
Diante da importância da busca por novas matérias-primas com características que atendam às exigências de um mercado em ascensão, este trabalho teve por objetivos caracterizar dois tipos de taioba denominados Kapanawa e Kistuku, oriundas da Terra Indígena Kaxinawa de Nova Olinda (TIKNO), coletadas na safra 2015/2016, Feijó/AC quanto às características físicas (comprimento X largura, cor da casca) e físico-químicas (umidade, cinzas, proteínas, lipídeos, fibras brutas, carboidratos, aw).
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Conhecimento tradicional; Índio; Kapanawa; Kistuku; Terra Indígena Kaxinawá de Nova Olinda (TIKNO); Feijó (AC); Acre; Amazônia Ocidental; Western Amazon; Amazonia Occidental; Agricultura familiar; Taioba; Plantio; Características agronômicas; Consumo alimentar; Segurança alimentar; Family farms; Indigenous knowledge; Indigenous peoples; Variety trials; Agronomic traits; Explotación agrícola familiar; Conocimiento tradicional; Pueblos indígenas; Ensayos de variedades; Características agronómicas.
Ano: 2018 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1089408
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Caracterização físico-química de farinhas de mandioca (Manihot esculenta Crantz) dos povos indígenas Kaxinawá. Repositório Alice
ALVARES, V. de S.; HAVERROTH, M.; FELISBERTO, F. A. V.; MADRUGA, A. L. S..
A produção de farinha na TI Kaxinawá de Nova Olinda é feita pelas famílias, cada qual produzindo o suficiente para seu próprio consumo sempre que considerem necessário e tenham matéria-prima adequada e suficiente para a produção de farinha. Não há produção para comercialização fora da TI. O processo de produção é bastante simples e pode ser de dois tipos: a partir da raiz ralada, prensada e torrada; ou a chamada farinha puba, que consiste em deixar as raízes de molho na água até amolecerem, seguido de prensagem e torração. Dessa forma, o objetivo deste trabalho foi caracterizar as farinhas de mandioca produzidas na TI Kaxinawá de Nova Olinda.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Conhecimento tradicional; Terra Indígena Kaxinawá de Nova Olinda (TIKNO); Feijó (AC); Acre; Amazônia Ocidental; Mandioca; Manihot esculenta; Farinha; Qualidade; Propriedade físico-química; Agricultura de subsistência; Indigenous knowledge; Cassava flour; Physicochemical properties; Food quality; Subsistence farming; Western Amazon; Conocimiento tradicional; Harina de yuca; Propiedades fisicoquímicas; Calidad de los alimentos; Agricultura de subsistencia; Amazonia Occidental.
Ano: 2013 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/970764
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Caracterização físico-química de sete tipos de amendoins oriundos da TIKNO, Feijó/AC. Repositório Alice
ARAÚJO, A. P. de S.; SOUZA, J. M. L. de; SARAIVA, L. S.; HAVERROTH, M.; FERREIRA, A. B.; MING, L. C..
Este trabalho teve como objetivo comparar as características físico-químicas e químicas de sete tipos de amendoins identificados de acordo com o conhecimento tradicional da TI (branco, roxo claro, rajado, preto, roxo, marrom claro, vermelho) coletados na Terra Indígena Kaxinawa de Nova Olinda (TIKNO), Feijáo/Acre, coletados na safra de 2015/2016.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Conhecimento tradicional; Terra Indígena Kaxinawá de Nova Olinda (TIKNO); Feijó (AC); Acre; Amazônia Ocidental; Western Amazon; Amazonia Occidental; Conocimiento tradicional; Maníes; Propiedades fisicoquímicas; Amendoim; Arachis hypogaea; Propriedade físico-química; Indigenous knowledge; Peanuts; Physicochemical properties.
Ano: 2018 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1090491
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Caracterização morfométrica de frutos de açaizeiro na Reserva Indígena Kaxinawá de Nova Olinda na região de Feijó, Acre. Repositório Alice
AZÊVEDO, H. S. F. da S.; AZEVEDO, J. M. A. de; MANIL, R. de L.; SILVA, S. M. M.; OLIVEIRA, J. C. de; SILVA, L. M. da; CAMPOS, T. de.
Estudos de biometria de frutos são importantes para o entendimento da variabilidade entre genótipos. Euterpe precatoria vem se destacando entre as frutíferas amazônicas na agroindústria, devido à produção do "suco do açaí". O objetivo do estudo foi caracterizar morfométricamente frutos de açaizeiro provenientes de áreas de floresta de baixio e terra firme da Reserva Indígena Kaxinawá de Nova Olinda, no município de Feijó, Acre.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Conhecimento tradicional; Caracterização morfométrica; Morphometric characterization; Caracterización morfométrica; Terra Indígena Kaxinawá de Nova Olinda (TIKNO); Feijó (AC); Acre; Amazônia Ocidental; Açaí; Fruto; Euterpe precatoria; Fruiting; Fructificación; Western Amazon; Amazonia Occidental.
Ano: 2016 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1062263
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Classificação e uso do solo no contexto cultural dos Kaxinawá na Terra Indígena Kaxinawá de Nova Olinda, Feijó, Acre. Repositório Alice
AMARAL, E. F. do; HAVERROTH, M.; BARDALES, N. G.; FRANKE, I. L.; OLIVEIRA, T. K. de.
A Terra Indígena Kaxinawá de Nova Olinda (TIKNO) está localizada no Alto Rio Envira, afluente do Rio Tarauacá, na Bacia do Rio Juruá, município de Feijó, Acre. Atualmente, existem quatro aldeias que ocupam uma área de 27 mil hectares. A influência dos Kaxinawá nesse ambiente ocorre de acordo com princípios culturais e há necessidade de reconhecer os recursos disponíveis e a forma como a comunidade age no seu aproveitamento. O objetivo deste trabalho foi analisar os recursos naturais do solo e a dinâmica de uso na Terra Indígena Kaxinawá de Nova Olinda. O levantamento de solos foi realizado em uma escala de 1:100.000 e as principais classes observadas foram Plintossolos e Vertissolos. A topografia, textura e cor são elementos fundamentais na seleção das...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Conhecimento tradicional; Terra Indígena Kaxinawá de Nova Olinda (TIKNO); Rio Juruá; Feijó (AC); Acre; Amazônia Ocidental; Western Amazon; Amazonia Occidental; Uso da terra; Classificação do solo; Indigenous knowledge; Land use; Soil classification; Conocimiento tradicional; Uso de la tierra; Clasificación de suelos.
Ano: 2015 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1036672
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Classificação etnopedológica dos Solos dos Kaxinawas da Terra Indígena Kaxinawa do Nova Olinda, município de Feijó, Estado do Acre. Repositório Alice
AMARAL, E. F. do; BARDALES, N. G.; ARAÚJO, E. A. de; OLIVEIRA, T. K. de; FRANKE, I. L.; OLIVEIRA, C. H. A. de.
2013
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Etnopedologia; Etnoconhecimento; Manejo do solo; Conhecimento tradicional; Terra Indígena Kaxinawá de Nova Olinda (TIKNO); Feijó (AC); Acre; Amazônia Ocidental.
Ano: 2013 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/973655
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Compartilhando saberes: etnoclassificação pedológica dos Kaxinawá de Nova Olinda, Feijó, Estado do Acre, Brasil. Infoteca-e
AMARAL, E. F. do; BARDALES, N. G.; OLIVEIRA, C. H. A. de; ARAÚJO, E. A. de; OLIVEIRA, T. K. de; FRANKE, I. L..
O Estado do Acre abriga 36 Terras Indígenas (TIs) reconhecidas pelo governo federal, distribuídas em 11 dos 22 municípios, com extensão total de 2.436.811 ha, representando 14,6% do território acriano. Neste território habitam 15 povos indígenas falantes de três famílias linguísticas (Pano, Aruak e Arawa), que somam uma população de pouco mais de 18.300 índios, o que representa 2,4% da população do Acre e 9,0% de sua população rural. A Embrapa Acre vem atuando, desde 2008, com projetos de pesquisa e desenvolvimento que envolvem povos indígenas e tradicionais no Acre e sua associação com a prospecção de plantas medicinais e ritualísticas utilizadas por esses povos e comunidades. A partir da aprovação do projeto "Etnoconhecimento e agrobiodiversidade entre...
Tipo: Documentos (INFOTECA-E) Palavras-chave: Etnopedologia; Povos indígenas; Uso da terra; Conhecimento tradicional; Terra Indígena Kaxinawá de Nova Olinda (TIKNO); Feijó (AC); Acre; Amazônia Ocidental.
Ano: 2015 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1032772
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Comunidade Antônio Maria Coelho: territorialidade e resistência pelo uso da bocaiuva no pantanal de mato grosso do sul. Repositório Alice
FEIDEN, A.; CAMPOLIN, ADALGIZA INÊS; CURADO, FERNANDO FLEURY; MONACO, I.; FONSECA, T.; BORSATO, A. V.; GALVANI, F.; FAVARO, S. P..
bitstream/item/165390/1/ARTIGO-Embrapa-Pantanal-COMUNIDADE-ANTONIO-MARIA-COELHO-TERRITORIALIDADE-E-RESISTENCIA-PELO-USO-DA-BOCAIUVA-NO-PANTANAL-DE-MATO-GROSSO-DO-SUL-final.pdf
Tipo: Capítulo em livro científico (ALICE) Palavras-chave: Comunidade Antônio Maria; Resistência; Conhecimento tradicional; Bocaiuva; Diagnóstico rural participativo.
Ano: 2017 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1077872
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Comunidade Antônio Maria Coelho: territorialidade e resistência pelo uso da bocaiuva no pantanal de mato grosso do sul. Infoteca-e
FEIDEN, A.; CAMPOLIN, A. I.; CURADO, F. F.; MONACO, I.; FONSECA, T.; BORSATO, A. V.; GALVANI, F.; FAVARO, S. P..
A Comunidade de Antônio Maria Coelho (AMC) está localizada na borda oeste do Pantanal a 45 km da área urbana de Corumbá, Mato Grosso do Sul. Segundo relatos de moradores, a comunidade teria sido palco de episódios como a retomada de Corumbá onde o Major Antônio Maria Coelho teria se refugiado, razão do nome da comunidade segundo os informantes (REIS et al., 2013). A instalação da rede ferroviária na região de AMC permitiu que a partir de 1970 ocorresse um aumento populacional com a vinda de trabalhadores de diferentes regiões do Brasil, para prestar serviços em fazendas da redondeza e também na antiga Rede Ferroviária (FEIDEN et al., 2007). Este adensamento populacional adquiriu característica parcialmente dispersa devido a dois aspectos da ocupação: um...
Tipo: Capítulo em livro técnico (INFOTECA-E) Palavras-chave: Conhecimento tradicional; Diagnóstico rural participativo; Comunidade rural; Sociologia rural; Bocaiúva; Acrocomia Aculeata; Rural communities; Rural sociology.
Ano: 2016 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1078397
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Conhecendo a Lei n° 13.123, de 2015, e o Decreto n° 8.772, de 2016, que regulam o acesso ao patrimônio genético e ao conhecimento tradicional associado e a exploração econômica de produto ou material reprodutivo desenvolvido a partir do acesso. Infoteca-e
VASCONCELOS, R. M. de; MACEDO, F. S.; DIAS, A. T. G. M.; FREIRE, A. R. M.; MOREIRA, C. T..
O presente capítulo tem por objetivo apresentar o novo marco legal da biodiversidade, consubstanciado pela Lei nº 13.123, de 20 de maio de 2015 (BRASIL, 2015), e o Decreto nº 8.772, de 11 de maio de 2016 (BRASIL, 2016). O referido marco legal estabelece as regras e as condições para o acesso à amostra de patrimônio genético e ao conhecimento tradicional associado, para fins de pesquisa e desenvolvimento tecnológico. A Lei nº 13.123 entrou em vigor no dia 17 de novembro de 2015, e, nessa data, revogou a Medida Provisória nº 2.186-16, de 2001, a qual se encontrava em vigor desde 30 de junho de 2000. Apesar de, aparentemente, ter adotado procedimentos um pouco mais simplificados do que aqueles previstos na medida provisória, como, por exemplo, substituição de...
Tipo: Capítulo em livro técnico (INFOTECA-E) Palavras-chave: Patrimônio genético; Conhecimento tradicional; Biodiversidade; Biodiversity.
Ano: 2016 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1065122
Registros recuperados: 57
Primeira ... 123 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional