Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 9
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aplicação materna de glicocorticoide nos parâmetros vitais de cordeiros nascidos a termo e prematuros Ciência Rural
Avila,Larissa Gabriela; Bovino,Fernanda; Camargo,Diogo Gaubeur de; Souza,Natália Cristina de; Santos,Guilherme Gonçalves Fabretti; Deschk,Maurício; Mendes,Luiz Cláudio Nogueira; Feitosa,Francisco Leydson Formiga.
O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência do glicocorticoide sobre parâmetros vitais de cordeiros nascidos a termo e prematuros, do nascimento às 48 horas de vida. Foram constituídos quatros grupos: PN (cordeiros nascidos de parto normal, n=15, média de 146 dias); PNDEX (cordeiros nascidos de parto normal, cujas mães receberam 16mg de dexametasona aos 141 dias de gestação, n=8, média de 143 dias); PRE (cordeiros prematuros nascidos de cesarianas aos 138 dias de gestação, n=10); e PREDEX (cordeiros prematuros nascidos de cesarianas aos 138 dias de gestação, cujas mães receberam 16mg de dexametasona dois dias antes, n=9). As frequências cardíaca e respiratória variaram ao longo do período, com os maiores valores nos grupos de partos normais. A...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Apgar; Cordeiros; Dexametasona; Prematuros; Vitalidade.
Ano: 2014 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782014000600025
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito da administração pré-natal da dexametasona em ratas sobre os perfis glicídicos e hematológicos materno e da prole Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Vilaça-Junior,P.E.A; Soares,A.F.; Wanderley-Teixeira,V.; Araújo,A.C.C.; Teixeira,A.A.C.
Avaliou-se o efeito da administração de dexametasona no início e no meio da gestação de ratas, sobre os perfis glicídicos e hematológicos materno e da prole. Os animais foram submetidos aos seguintes tratamentos: dexametasona do primeiro ao sétimo dia e placebo do oitavo ao 14º dia; placebo do primeiro ao sétimo dia e dexametasona do oitavo ao 14º dia; dexametasona do primeiro ao 14º dia e placebo do primeiro ao 14º dia de gestação. A dexametasona foi administrada por via intraperitoneal, na dose de 0,8mg/kg. Foram coletadas amostras de sangue no sétimo, 14º e 21º dias de gestação, e de sangue e tecido hepático da prole no quinto, 10º e 15º dias pós-natal. Para a verificação das reservas de glicogênio hepático da prole, cortes histológicos foram corados...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Rato; Dexametasona; Características hematológicas; Carboidratos; Fígado.
Ano: 2012 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352012000300012
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito da dexametasona sobre o leucograma de reprodutores caprinos acometidos pelo CAEV. Repositório Alice
PORCIÚNCULA, J. A. da; PINHEIRO, R. R.; ANDRIOLI, A..
Resumo: Objetivou-se verificar o efeito da dexametasona sobre o leucograma de oito reprodutores caprinos acometidos pelo Vírus da Artrite Encefalite Caprina (CAEV). O experimento, foi realizado através de três aplicações de dexametasona (0,3 mg/animal) a cada 24 horas (0, 24 e 48 horas). Amostras de sangue foram colhidas logo após cada aplicação e às 72 e 96 horas após a primeira aplicação. Os animais tratados apresentaram monocitopenia após 72 horas da aplicação de dexametasona. Não houve danos colaterais aos animais com três aplicações diárias. Ao contrário das evidências em bovinos, linfopenia, monocitose e eosinopenia não ocorreram. Os efeitos da corticoterapia perduraram 72 horas após a aplicação do medicamento. [Effect of dexamethasone on the...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Monocitopenia; Monocytopenia; Dexametasona; Glicocorticóide; Vírus da Artrite-Encefalite Caprina; Caprno; Antiinflamatório; Sangue; Medicamento; Blood; Dexamethasone; Antiinflammatory agents; Monocytosis; Caprine arthritis encephalit virus.
Ano: 2015 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1062462
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Endotoxemia por lipopolissacarídeo de Escherichia coli, em eqüinos: efeitos de antiinflamatórios nas concentrações sérica e peritoneal do fator de necrose tumoral alfa (TNF-alfa) Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Campebell,R.C.; Peiró,J.R.; Rosa,P.C.S.; Valadão,C.A.A.; Bechara,G.H..
Avaliou-se a inibição da produção do fator de necrose tumoral alfa (TNF-alfa) devido ao pré-tratamento com antiinflamatório esteroidal (dexametasona) e não esteroidal (diclofenaco sódico) em eqüinos com endotoxemia induzida experimentalmente. Foram utilizados 15 cavalos machos não castrados, distribuídos em três grupos de cinco animais: controle (C), diclofenaco sódico (DS) e dexametasona (DM). A endotoxemia subletal foi induzida pela infusão intravenosa (IV) de 0,1mg/kg/pv de lipopolissacarídeo (LPS) de Escherichia coli 055:B5, administrado em 250ml de solução estéril de cloreto de sódio a 0,9%, durante 15min. Os cavalos do grupo-controle foram tratados com solução de cloreto de sódio a 9% IV. Nos animais do grupo DS, administraram-se, por via oral,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Eqüino; Citocina; TNF-alfa; Endotoxemia; Dexametasona; Diclofenaco sódico.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352007000400003
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Expressão gênica de caspases 3 e 8 em timo e baço de ratas recém-desmamadas e imunossuprimidas por glicocorticóide Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Batista,J.J.; Martins,A.S.; Moro,L.; Vasconcelos,A.C..
Determinou-se a expressão gênica das caspases 3 e 8 mediante transcrição reversa de mRNA total e reação em cadeia da polimerase (RT-PCR) para avaliar a apoptose em timo e baço de ratas imunossuprimidas por glicocorticóides. Utilizou-se dexametasona para indução da apoptose e atrofia linfóide. Quarenta e cinco fêmeas Wistar recém-desmamadas foram separadas em três grupos: as ratas de A (n=18) e B (n=18) foram tratadas com 250 e 500mg de glicocorticóide, via intramuscular, respectivamente, e as do C (n=9) não foram tratadas. Após 24, 48 e 72 horas, seis animais de cada grupo tratado e três do controle foram anestesiados, pesados e sacrificados. O baço e o timo foram coletados e pesados. Fragmentos dos órgãos foram fixados em formol tamponado a 10% e...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Rato; Apoptose; Dexametasona; Timo; Baço; Caspase 3; Caspase 8; RT-PCR.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352005000400006
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Qualidade do sêmen de touros das raças Aberdeen Angus e Brangus-Ibagé em frente à degeneração testicular experimental induzida por dexametasona Ciência Rural
Horn,Marilise Mesquita; Moraes,José Carlos Ferrugem; Galina,Carlos Salvador.
Foi administrada dexametasona para indução de degeneração testicular experimental em touros de uma raça taurina pura (Aberdeen Angus) e de sua sintética derivada (Brangus-Ibagé). O objetivo deste estudo foi o de averiguar a diferença de sensibilidade na função gametogênica em frente à degeneração experimental. Para tal, foram avaliados os aspectos físicos e morfológicos do sêmen. Os dados obtidos foram analisados considerando o dia de coleta e genótipo. Os resultados revelaram que os dois grupos raciais comportaram-se semelhantemente ao longo das coletas. A despeito do número de animais empregados, o uso da degeneração testicular experimental possibilitou evidenciar que não há diferença entre as duas raças quanto à intensidade da degeneração e tempo...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Qualidade de sêmen; Degeneração testicular; Dexametasona; Touros; Raças.
Ano: 1999 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84781999000300024
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Redução da expressão astrocitária de proteína glial fibrilar ácida em cães tratados com dexametasona Ciência Rural
Bondan,Eduardo Fernandes; Zacariotti,Rogério Loesch; Martins,Maria de Fátima Monteiro; Viani,Flávio Cesar.
A proteína glial fibrilar ácida (GFAP) constitui o principal marcador dos astrócitos, as células gliais mais numerosas do tecido nervoso e que exibem receptores a diversos hormônios esteroidais, os quais exercem aparente influência sobre a expressão gênica das mesmas. O objetivo do presente estudo foi o de avaliar se a administração de dexametasona (DX) em protocolos terapêuticos para cães seria capaz de afetar a expressão astrocitária dessa proteína. Para tal, amostras da ponte e da medula espinhal torácica de cães, tratados (n=6) ou não (n=6) com DX, foram submetidas à marcação imuno-histoquímica para a GFAP e a reatividade astrocitária foi determinada por colorimetria em um sistema computacional de análise de imagens. Diferença estatisticamente...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/report Palavras-chave: Astrócitos; Cães; Corticoide; Dexametasona; GFAP; Imuno-histoquímica.
Ano: 2013 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782013000300018
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Replicação e excreção viral durante a infecção aguda e após a reativação da latência induzida por dexametasona em bezerros inoculados com os herpesvírus bovinos tipo 1 (BHV-1) e 5 (BHV-5) Ciência Rural
Vogel,Fernanda Silveira Flores; Lima,Marcelo de; Flores,Eduardo Furtado; Weiblen,Rudi; Winkelmann,Evandro Reinoldo; Mayer,Sandra Vanderli; Mazzutti,Ketty Cristina; Arenhart,Sandra.
Nesse estudo, comparou-se a eficiência de estabelecimento e reativação da infecção latente pelos herpesvírus bovinos tipos 1 e 5 (BHV-1 e 5) em bezerros. Bezerros inoculados pela via intranasal com uma amostra de BHV-1 (SV-265, n=6) ou BHV-5 (SV-507, n=6) apresentaram corrimento nasal discreto a moderado e excretaram vírus em secreções nasais em títulos de até 10(7,81)DICC50/ml (dose infectante para 50% dos cultivos celulares) durante um período médio de 10,5 dias (6-15 [BHV-1]) ou títulos de até 10(6,7) DICC50/ml durante 15,3 dias (13-18 [BHV-5]). A administração de dexametasona (Dx; 0,5mg/kg, via endovenosa) aos 60 dias pós-inoculação (pi) resultou em reativação da infecção em todos os animais inoculados. O vírus foi detectado em secreções nasais dos...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Herpesvírus bovino tipo 1; BHV-1; BHV-5; Dexametasona; Infecção latente.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782004000500047
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Uso da flunixina meglumina tópica no tratamento de uveítes em cães Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Andrade,A.L.; Costa,T.A.C.; Ciarlini,P.C.; Eugênio,F.R.; Perri,S.H.V..
Este trabalho teve por objetivo comparar o efeito (uso tópico) da flunixina meglumina e da dexametasona no controle da uveíte anterior em cães, por meio de avaliação clínica e pela dosagem de proteínas no humor aquoso. Foram utilizados 17 cães portadores de uveíte anterior de diversas etiologias. Os animais, divididos em dois grupos, foram tratados durante 15 dias. Observou-se maior eficácia da flunixina meglumina na cura clínica das uveítes e na redução significativa da concentração de proteínas no humor aquoso em relação à dexametasona. Concluiu-se que a preparação comercial de uso parenteral pode ser utilizada como colírio no tratamento de doenças inflamatórias da úvea.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Flunixina meglumina; Dexametasona; Humor aquoso; Proteína; Uveítes; Cães.
Ano: 2003 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352003000200006
Registros recuperados: 9
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional