Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 8
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Desenvolvimento inicial e distribuição temporal de larvas e juvenis de Bryconamericus stramineus Eigenmann, 1908 (Osteichthyes, Characidae) na planície alagável do alto rio Paraná, Brasil - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v25i2.2021 Biological Sciences
Galuch, André Vieira; UEM; Suiberto, Mirian Rodrigues; UNESP; Nakatani, Keshiyu; UEM; Bialetzki, Andréa; UEM - Maringá; Baumgartner, Gilmar; UNIOESTE.
Este trabalho teve como objetivo caracterizar o desenvolvimento inicial e verificar a distribuição temporal de larvas e juvenis de Bryconamericus stramineus e a sua relação com algumas variáveis ambientais. O material foi obtido ao longo de ciclos nictemerais no Ressaco do Leopoldo, planície alagável do alto rio Paraná, entre fevereiro de 1991 e fevereiro de 1992. As larvas e juvenis foram identificados e descritos quanto às suas características morfológicas e merísticas, sendo que as larvas apresentaram pigmentação escassa, boca subterminal, abertura anal mediana e número de miômeros variando de 35 a 40 (16 a 21 pré e 17 a 22 pós-anal). As larvas e juvenis foram capturados em praticamente todo o período amostrado, com maiores abundâncias em dezembro e...
Palavras-chave: 2.01.00.00-0 Biologia Geral desenvolvimento inicial; Distribuição temporal; Larvas; Juvenis; Bryconamericus stramineus; Planície de inundação 2.01.00.00-0 Biologia Geral.
Ano: 2003 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciBiolSci/article/view/2021
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Distribuição espaço-temporal da raiva bovina em Minas Gerais, 1998 a 2006 Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Menezes,F.L.; Silva,J.A.; Moreira,E.C.; Meneses,J.N.C.; Magalhães,D.F.; Barbosa,A.D.; Oliveira,C.S.F..
Estudou-se a situação epidemiológica da raiva bovina em Minas Gerais de 1998 a 2006. Foram avaliadas 6873 fichas de diagnóstico de raiva por imunofluorescência direta. Para análise da distribuição temporal da raiva, foram construídas tabelas e gráficos no software Excel 2003 e o mapeamento dos diagnósticos foi feito no aplicativo Tabwin 1.4. Verificou-se tendência anual decrescente do número de exames e dos diagnósticos positivos (Y= -41,133x+544,89). Os meses de maio, junho e julho apresentaram o maior percentual de diagnósticos positivos. O número de municípios com raiva bovina variou ao longo do período estudado e manteve tendência decrescente (Y= -7,0833x+166,64), com expansão da doença para os municípios da região do Triângulo Mineiro.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Bovino; Raiva; Epidemiologia; Distribuição temporal; Distribuição espacial.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352008000300007
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Distribuição temporal e espacial da raiva bovina em Minas Gerais, 1976 a 1997 Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Silva,J.A.; Moreira,E.C.; Haddad,J.P.A.; Modena,C.M.; Tubaldini,M.A.S..
Realizou-se um estudo observacional retrospectivo com o objetivo de avaliar a distribuição espaço-temporal da raiva bovina em Minas Gerais. Foram analisadas 7.526 fichas de diagnóstico de raiva por imunofluorescência direta, de 1976 a 1997. Para distribuição espacial da raiva bovina foi utilizado o aplicativo de mapeamento MAP-INFO Professional 4.5. Foi observada tendência crescente anual não só de diagnósticos positivos de raiva (Y=23,588X), com predominância nos meses de abril a agosto, como também de municípios positivos (Y=0,0461X), caracterizando intensa expansão da raiva bovina em Minas Gerais.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Raiva bovina; Epidemiologia; Distribuição temporal; Distribuição espacial.
Ano: 2001 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352001000300001
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Levantamento da fauna e plantas apícolas na Embrapa Meio-Norte, em Teresina, PI. Infoteca-e
LOPES, M. T. do R.; REIS, A. S. dos; SOUZA, B. de A.; PEREIRA, F. de M.; OLIVEIRA, F. F. de; NEVES, L. S. M. L.; PEREIRA, L. A.; ROCHA, F. S. B.; VIEIRA NETO, J. M..
Este trabalho teve como objetivo estudar a composição da fauna de abelhas e das espécies vegetais visitadas em duas áreas com diferentes níveis de intervenção humana na Embrapa Meio-Norte, em Teresina, PI. As amostragens foram feitas quinzenalmente, entre os meses de março e agosto de 2008, em duas trilhas pré-estabelecidas. Cada trilha foi percorrida por dois coletores duas vezes ao dia, no período entre 6h30 e 17h30. As abelhas foram coletadas em flores ou em voo, utilizando-se redes entomológicas. As abelhas capturadas foram mortas em câmaras mortíferas, montadas e identificadas. As plantas em floração foram coletadas, herborizadas, identificadas e depositadas em herbário da Embrapa Meio-Norte. A área com vegetação menos adensada e menor área cultivada...
Tipo: Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E) Palavras-chave: Análise faunística; Distribuição temporal; Abelha.
Ano: 2010 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/957930
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Modelos da distribuição temporal de chuvas intensas em Piracicaba, SP AGRIAMBI
Cruciani,Décio E.; Machado,Ronalton E.; Sentelhas,Paulo C..
O estudo da variação temporal de chuvas intensas é de grande importância na hidrologia, para a análise e previsão de eventos extremos, necessárias em projetos de controle de engenharia. Com esse objetivo, foram analisados dados de pluviogramas da cidade de Piracicaba, SP, do período de 1966 a 2000, para se determinar a distribuição temporal de chuvas intensas de 60 e de 120 min de duração. As chuvas de 60 min foram subdivididas em três intervalos iguais e sucessivos de 20 min cada um, enquanto as chuvas de 120 min foram subdivididas em quatro intervalos iguais e sucessivos de 30 min cada um. O modelo de distribuição da precipitação que predominou para as chuvas de 60 e 120 min, foi do tipo exponencial negativo, com 85,7 e 50,7% dos casos, respectivamente....
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Chuvas intensas; Distribuição temporal; Modelos; Probabilidade.
Ano: 2002 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-43662002000100014
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Monitoramento da composição específica da comunidade de macrófitas aquáticas no reservatório Luis Eduardo Magalhães Planta Daninha
Lolis,S.F.; Thomaz,S.M..
O objetivo deste trabalho foi avaliar a composição e distribuição espacial e temporal da comunidade de macrófitas aquáticas diante de algumas variáveis abióticas no reservatório Luis Eduardo Magalhães, localizado no rio Tocantins. As coletas foram bimestrais, no período de março de 2005 a janeiro de 2006, em cinco regiões. Em cada região foram demarcados 15 pontos de coleta. Foram mensuradas a transparência da água e a condutividade elétrica em cada ponto de amostragem. Para avaliar a composição da comunidade e a distribuição das espécies, foi percorrida uma distância de cerca de 100 m de margem com embarcação em baixa velocidade, por aproximadamente 10 minutos. As espécies submersas foram inventariadas com um rastelo até 4 m de profundidade. Foi calculada...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Diversidade beta; Distribuição temporal; Riqueza de espécies.
Ano: 2011 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-83582011000200002
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Riqueza e densidade de vocalizações de anuros (Amphibia) em uma área urbana de Corumbá, Mato Grosso do Sul, Brasil Zoologia
Ávila,Robson Waldemar; Ferreira,Vanda Lúcia.
A riqueza e intensidade de vocalizações de anuros em uma área urbana de Corumbá, Mato Grosso do Sul, Brasil, foram estudadas de fevereiro de 2002 a Janeiro de 2003 em uma poça temporária. Foi utilizado um transecto com quatro pontos de escuta onde foram consideradas as espécies visualizadas e a intensidade das respectivas vocalizações. Foram registradas 16 espécies de quatro famílias: Bufonidae (2), Hylidae (7), Microhylidae (1) e Leptodactylidae (6). O período reprodutivo dessas espécies esteve correlacionado com a estação chuvosa, de dezembro a março (r² = 0,806, F(1,10) = 41,530 p = 0,002, n = 12). As espécies que apresentaram maior intensidade de vocalização foram Scinax nasicus (Cope, 1862) e Physalaemus albonotatus (Steindachner, 1864), com picos em...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Anfíbios; Distribuição temporal; Pantanal; Poça temporária.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-81752004000400024
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Temporada e turno de vocalização de Leptodactylus natalensis Lutz, 1930 (Amphibia, Anura) na mata atlântica de Pernambuco, Brasil Pap. Avulsos de Zool. (São Paulo)
Amorim,Fabiana Oliveira de; Schmaltz-Peixoto,Karin E. von; Araújo,Luciana C. da Silva Santos; Santos,Ednilza Maranhão dos.
A atividade de vocalização de uma população de Leptodactylus natalensis foi monitorada em uma poça temporária entre novembro/2002 e outubro/2004. A poça está situada em um fragmento de Mata Atlântica conhecido como Refúgio Ecológico Charles Darwin, município de Igarassu, Estado de Pernambuco. Os animais apresentaram-se ativos na maioria dos meses, apresentando picos na estação seca. A atividade de vocalização foi registrada durante o dia e a noite. Houve influência negativa e significativa entre a atividade vocal e a temperatura. O número de indivíduos vocalizando não foi significantemente afetado pela precipitação pluviométrica, mas o foi pelo número de fêmeas no ambiente. Verificou-se uma grande plasticidade na atividade de vocalização de L. natalensis...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Distribuição temporal; Leptodactylus natalensis; Nordeste do Brasil; Leptodactylidae.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0031-10492009000100001
Registros recuperados: 8
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional