Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 11
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
A cultura do urucu no Norte do Brasil. Infoteca-e
FALESI, I. C.; KATO, O. R..
1992
Tipo: Documentos (INFOTECA-E) Palavras-chave: Urucu; Cultivo; Muda; Sememte; Armazenagem; Propagação; Produção; Comercialização; Espaçamento; Biologia floral; Estaca; Enraizamento; Poda; Adubação; Bixina; Seleção; Bixa orellana; Amazônia; Brasil; Annato; Cultivation; Floral biology; Seed; Storage; Propagation; Production; Commercialization; Spacing; Culting; Pole; Rooting; Pruning; Fertilizer.
Ano: 1992 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/379411
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Agonistic interactions and damages in flowers of brazilian nut (Bertholletia excelsa Humb., Lecythydaceae) caused by Trigona sp. Repositório Alice
OLIVEIRA, F. P. M.; NASCIMENTO, I. M. do; MENEZES JUNIOR, E. A.; MAUES, M. M.; SANTOS, A. A. F. dos..
2012
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Pollination; Bee; Trigona; Tranzamazônica; Floral biology.
Ano: 2012 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/951555
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Biologia da polinização em Lecythidaceae Acta Botanica
Mori,Scott Alan.
A família Lecythidaceae apresenta grande diversidade em matas higrófilas localizadas abaixo de 1000 m de altitude. Poucas espécies ocorrem em cerrados, várzeas, e em matas acima de 1000 m. O Brasil, onde ocorrem 54% das espécies de Lecythidaceae do Novo Mundo, tem mais espécies desta família que qualquer outro país no mundo, sendo especialmente rico ém espécies com flores zigomorfas. A evolução floral ocorreu principalmente no androceu que pode ser do tipo actinomorfo ou do tipo zigomorfo. Os polinizadores principais são abelhas sendo a única exceção a polinização por morcegos em Lecythis poiteaui. As abelhas da tribo Euglossini parecem ser muito importantes na evolução de Lecythidaceae com flores zigomorfas. As flores de Lecythidaceae oferecem três...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Lecythidaceae; Floral biology.
Ano: 1987 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33061987000300012
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Biologia floral de cinco espécies de Passiflora L. (Passifloraceae) em mata semidecídua Rev. Bras. Bot.
Koschnitzke,Cristiana; Sazima,Marlies.
(Biologia floral de cinco espécies de Passiflora L. (Passifloraceae) em mata semidecídua). O estudo da biologia floral de cinco espécies de Passiflora foi feito em uma mata de planalto em Campinas, São Paulo. Passiflora alata, P. amethystina e P. miersii apresentam flores de cor púrpura a violeta e corona variegada. As flores são diurnas, perfumadas, autoincompatíveis e polinizadas por abelhas de grande porte. Passiflora amethystina e P. miersii diferem de P. alata por apresentarem filamentos livres no opérculo, que em P. alata é horizontal e denticulado. Estas diferenças no opérculo promovem comportamentos característicos das abelhas durante as visitas. Passiflora suberosa possui flores verde-amareladas e opérculo plicado. As flores são diurnas, inodoras,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Passiflora; Floral biology; Bee; Wasp and moth pollination.
Ano: 1997 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84041997000200002
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Biologia floral de Unonopsis guatterioides (A. D.C.) R.E. Fr., uma Annonaceae polinizada por Euglossini Rev. Bras. Bot.
CARVALHO,RAQUEL; WEBBER,ANTONIO C..
A biologia floral e a polinização por abelhas Euglossini de uma Annonaceae é descrita pela primeira vez e as adaptações a esse modo de polinização são comparadas às de outras espécies da família, que é predominantemente polinizada por coleópteros. A espécie Unonopsis guatterioides foi estudada em dois fragmentos de mata de terra firme no município de Manaus (AM). As flores são protogínicas e permanecem abertas expondo os estigmas e estames durante a antese que ocorre entre dois dias. São visitadas por machos de Eulaema bombiformis (Euglossini) que coletam o odor o qual se assemelha ao de "capim cidreira" (Andropogum nardus L.). Visitas de abelhas Meliponidae e coleópteros Chrysomelidae também foram registradas. Unonopsis guatterioides apresenta dicogamia...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Annonaceae; Floral biology; Pollination; Euglossini; Amazon.
Ano: 2000 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84042000000400008
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Biologia floral e sistema de reprodução de Jacquemontia multiflora (Choisy) Hallier f. (Convolvulaceae) Rev. Bras. Bot.
PIEDADE-KIILL,LÚCIA HELENA; RANGA,NEUSA TARODA.
Aspectos da fenologia, biologia da polinização e reprodução de Jacquemontia multiflora foram estudados na Fazenda Catalunha, Santa Maria da Boa Vista-PE. J. multiflora é uma liana anual, que apresenta floração do tipo cornucópia, com pico desta fenofase no bimestre março/abril, que corresponde ao final da estação chuvosa. As flores estão reunidas em cimeiras que apresentam eixo principal desenvolvido, expondo as flores acima da folhagem. As flores são raso-campanuladas, azuis, inodoras e secretam pequenas quantidades de néctar. A antese é diurna, ocorrendo por volta da 5:30h., e a duração das flores é de aproximadamente nove horas, podendo ser consideradas como efêmeras. Abelhas Apidae e Halictidae são os visitantes mais frequentes. Apis mellifera e...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Floral biology; Reproductive system; Jacquemontia multiflora.
Ano: 2000 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84042000000100004
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Biologia reprodutiva de duas espécies de Anacardiaceae da caatinga ameaçadas de extinção. Repositório Alice
KIILL, L. H. P.; MARTINS, C. T. de V. D.; SILVA, P. P. da.
O objetivo do presente trabalho foi estudar a biologia floral e reprodutiva de Myracrodruon urundeuva Allemão e Schinopsis brasiliensis Engl. (Anacardiaceae) na Reserva Legal do Projeto Salitre, Juazeiro - BA, contribuindo assim com informações que servirão de subsídios para o entendimento da ecologia da polinização dessas espécies em área de Caatinga.
Tipo: Capítulo em livro científico (ALICE) Palavras-chave: Biologia floral; Myracrodruon urundeuva; Schinopsis brasiliensis; Fenologia; Biologia da polinização; Caatinga; Vegetação nativa; Polinização; Abelha; Pollination; Floral biology.
Ano: 2010 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/748981
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Biologia reprodutiva e polinização de Jacquemontia nodiflora (Desr.) G. Don (Convolvulaceae) em Caatinga na região de Petrolina, PE, Brasil. Repositório Alice
KIILL, L. H. P.; BIANCHINI, R. S..
O principal objetivo deste trabalho foi estudar aspectos da biologia da polinização, comportamento e frequência de visitantes florais, reprodução e fenologia de Jacquemontia nodiflora em área de Caatinga hiperxerófila, em Petrolina-PE, no período de março de 2004 a março de 2005. Os dados fenológicos mostraram que a brotação, floração e frutificação concentram-se na estação chuvosa, enquanto a senescência foliar ocorre na estação seca, indicando a influência de precipitação no processo de reprodução. As flores estão reunidas em cimeiras, são pequenas (10 mm de diâmetro), curto-campanuladas, brancas, inodoras e secretam pequena quantidade de néctar (< 1 &#956;l). A antese é diurna, ocorrendo por volta das 5 h 30 min., sendo o tempo de vida da flor...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Biologia floral; Polinização; Polinizadores; Abelha; Sistema de reprodução; Jacquemontia nodiflora; Caatinga; Floral biology; Pollinatiors; Reproductive system.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/931363
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
The Cannaceae of the world Naturalis
Maas-van de Kamer, H.; Maas, P.J.M..
This taxonomic treatment includes all Cannaceae of the world. Emphasis is on the 10 species growing in the wild in the Neotropics. Included are chapters on the history of the taxonomy of the family and genera, and on relationships of higher level taxa. Data are provided on vegetative morphology as well as on floral morphology and floral biology. Structure of the inflorescence, the ovary and ovules, fruit and seeds, germination and seedlings are treated in detail. Finally a chapter on uses and vernacular names, a bibliography, and a list of over 200 names ever used in Canna are added.
Tipo: Article / Letter to the editor Palavras-chave: Cannaceae; Anatomy; Floral biology; History; Uses; Taxonomy worldwide; Vernacular names.
Ano: 2008 URL: http://www.repository.naturalis.nl/record/524477
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
การศึกษา Floral biology และจำนวนโคโมโซมของท้อเก้าพันธุ์ Thai Agricultural
Umpika Poonnachit.
Thesis (M.Sc. in Agriculture)
Tipo: PhysicalObject Palavras-chave: Peach; Clitivars; Floral biology; ท้อ; พันธุ์; จำนวนโครโมโซม; ดอก; จำนวนอับละอองเกสรตัวผู้; การเก็บละอองเกสร; ความมีชีวิต.
Ano: 1923 URL: http://anchan.lib.ku.ac.th/agnet/handle/001/5523
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
การศึกษาลักษณะทางชีววิทยาของดอกและจำนวนโครโมโซมของกีวีฟรุต Thai Agricultural
Aussanee Paksasorn.
Thesis (M.Sc. in Agriculture)
Tipo: PhysicalObject Palavras-chave: Actinidia chinensis; Kiwifruit; Varieties; Floral biology; Chromosome number; กีวีฟรุต; พันธุ์; ดอก; ชีววิทยาของดอก; การเจริญเติบโต; จำนวนโครโมโซม; การผสมเกสร; ละอองเกสร; อัตราความมีชีวิต; อัตราความงอก; ผลผลิต; คุณภาพ.
Ano: 1988 URL: http://anchan.lib.ku.ac.th/agnet/handle/001/5483
Registros recuperados: 11
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional