Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 93
Primeira ... 12345 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
A dieta das larvas de Mylossoma aureum e Μ. duriventre na Amazônia central Acta Amazonica
LEITE,Rosseval Galdino; ARAUJO-LIMA,Carlos A. R. M..
Mylossoma aureum e M. duriventre são duas espécies abundantes na várzea do rio Solimões/Amazonas, entretanto, pouco se conhece sobre a ecologia de suas larvas. Aqui, são descritas as dietas de larvas de 4,5 a 16 mm de comprimento padrão, no rio e em cinco lagos de várzea. As capturas foram feitas com rede de ictioplâncton e rede de mão nos principais mesohabitats do rio e da sua planície de inundação. A contribuição relativa dos alimentos foi analisada pelos seus pesos secos no conteúdo estomacal. Os mesohabitats e o comprimento das larvas foram considerados na avaliação da dieta. Verificou-se que as duas espécies alimentaram-se com maior intensidade nas áreas inundadas, principalmente nos capins aquáticos, e raramente no canal do rio. Os alimentos que...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Peixe; Alimentação; Larva; Amazônia; Zooplâncton.
Ano: 2000 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59672000000100129
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Ação dos extratos de quatro plantas sobre larvas infectantes de nematódeos gastrintestinais de ovinos Plantas Medicinales
Cabral Hassum,Izabella; Venturi,Caroline Rita; Gosmann,Grace; Girardi Deiro,Ana M.
Introdução: a ação de extratos hidroalcoólicos de Eugenia uniflora L. (pitangueira), Mentha x piperita L. (hortelã), Myrcianthes pungens (O. Berg) D. Legrand (guabiju) e Peltophorum dubium (Spreng.) Taub. (canafístula) foi avaliada sobre o desenvolvimento de nematódeos gastrintestinais nas coproculturas de ovinos. Objetivo: avaliar a ação in vitro dos extratos vegetais sobre os nematódeos gastrintestinais de ovinos. Métodos: cada extrato foi testado em culturas triplicadas de fezes nas seguintes concentrações: 200, 100, 20 e 2 mg.mL-1. Como controle positivo foi utilizado moxidectina (0,001 mg.mL-1) e água destilada como controle negativo. Após incubação, as larvas recuperadas foram fixadas, coradas e conservadas para posterior leitura. Resultados: a...
Tipo: Journal article Palavras-chave: Helmintos; Pequeno ruminante; Extrato vegetal; Larva; Eugenia uniflora; Mentha x piperita; Myrcianthes pungens; Peltophorum dubium.
Ano: 2013 URL: http://scielo.sld.cu/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1028-47962013000200011
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Ação larvicida de derivados arilsulfonílicos da (+)- cânfora e da (+)- isopinocanfona sobre o carrapato Boophilus microplus Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.
Chagas,A.C.S.; Prates,H.T.; Leite,R.C.; Furlong,J..
Testou-se a atividade larvicida de 33 derivados arilsulfonílicos da (+)-cânfora e da (+)-isopinocanfona no carrapato B. microplus, na busca de princípios ativos menos tóxicos para o seu controle. Os produtos foram obtidos por clorossulfonação da (+)-cânfora e da (+)-isopinocanfona. Eles foram submetidos à solubilização e testados separadamente e em conjunto contra larvas de carrapato encerradas em envelopes contendo papéis impregnados e acondicionadas em estufa climatizada. A mortalidade média não atingiu 5% em todos os testes realizados, indicando que a clorossulfonação não é a rota de síntese mais adequada para a obtenção de derivados sintéticos com efeito larvicida sobre B. microplus. Os 33 produtos testados sob a forma de triagem biológica não podem...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Carrapato; Boophilus microplus; Ixodidae; Larva; Derivados arilsulfonílicos; Cânfora; Isopinocanfona.
Ano: 2002 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-09352002000500002
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Application of a bioenergetic growth model to larvae of the pearl oyster Pinctada margaritifera L. ArchiMer
Thomas, Yoann; Garen, Pierre; Pouvreau, Stephane.
We applied, for the first time, a dynamic energy budget (DEB) growth model to the larval phase in the pearl oyster Pinctada margaritifera var. cumingii (Linnaeus, 1758) to evaluate the impact of spatio-temporal variation in the atoll lagoon environment on its capacity for development. The specific parameters of the model, which represent ingestion, temperature effect and the relationship between length and biovolume of the larvae, were determined from experiments or taken from the literature. The interpretation of the values of these parameters allowed us to identify the underlying adaptive character trait: P. margaritifera larvae have a good capacity to exploit low food concentrations and a narrow range of thermal tolerance restricted to hydrobiological...
Tipo: Text Palavras-chave: Growth Model; Dynamic Energy Budget; Larva; Pinctada Margaritifera; Atoll Lagoon.
Ano: 2011 URL: http://archimer.ifremer.fr/doc/00048/15919/13346.pdf
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Caracterização morfológica dos imaturos de Hyponeuma taltula (Schaus) (Lepidoptera, Noctuidae, Herminiinae) Zoologia
Zenker,Maurício M.; Lima,Ivanildo S.; Specht,Alexandre; Duarte,Adriana G..
Hyponeuma taltula (Schaus, 1904) ocorre no Brasil, cuja lagarta é broca da cana-de-açúcar. Na década de 1970 foram relatados danos desta praga em canaviais de Santa Catarina, São Paulo e Pernambuco. Mais recentemente, em 2005, foram observados prejuízos a essa cultura em Alagoas. Este trabalho objetivou descrever morfologicamente os imaturos de H. taltula dando ênfase, entre outros aspectos, ao da micrópila do ovo, da quetotaxia da larva e da posição das podotecas, ceratotecas e demais estruturas da pupa.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cana-de-açúcar; Fiandeira; Larva; Pupa; Ovo; Quetotaxia.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-81752007000400029
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Caracterización de los estados preimaginales de Protoptila dubitans y Protoptila misionensis (Trichoptera: Glossosomatidae) Rev. Soc. Entomol. Argent.
Valverde,Alejandra del C.; Abelando,Mariana I..
Se describen por primera vez las larvas del último estadio y las pupas de Protoptila dubitans Mosely, 1939 y de P. misionensis Flint, 1972; y se las compara con otras especies descriptas. Los caracteres diagnósticos de las larvas de estas especies son: la coloración de los escleritos, áreas de pelos del pro-, meso- y metanoto; forma y tamaño de los escleritos del meso- y metanoto, y distribución de pelos en los uritos. Los caracteres estudiados en las pupas son: quetotaxia del labro, mandíbulas, y ganchitos de los uroterguitos.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Trichoptera; Protoptila; Larva; Pupa; Argentina; Neotropical.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.org.ar/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0373-56802006000200003
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Chave ilustrada para identificação das zoés de Brachyura do estuário da Lagoa dos Patos (RS) e região costeira adjacente Biota Neotropica
Vieira,Rony Roberto Ramos; Calazans,Danilo Kloetz de.
O objetivo do presente estudo é a elaboração de uma chave de identificação ilustrada das espécies de Brachyura que ocorrem no estuário da Lagoa dos Patos e sua região costeira adjacente. A chave abrange espécies as quais foram coletadas mensalmente, usando uma rede de plâncton (165 cm de comprimento, 60 cm de boca e 330 µm de malha). As amostragens foram realizadas na superfície e fundo. Os especimens foram identifcados mediante comparação com larvas cultivadas em laboratório e com descrições já existentes. A chave utiliza caracteres que não sofrem grandes transformações ao longo do desenvolvimento, e a utilização de figuras para ilustrar a chave permite a não especialistas facilmente identificar as espécies.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Brachyura; Fase zoé; Larva; Chave de identificação.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-06032010000300036
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Comportamento de larvas infestantes de Boophilus microplus em pastagem de Brachiaria decumbens Ciência Rural
Gauss,Ceres Lourenço Barreto; Furlong,John.
O comportamento de larvas de Boophilus microplus em pastagem de Brachiaria decumbens com diferentes dias de descanso para pastoreio bovino foi observado em experimento conduzido na Embrapa Gado de Leite, Coronel Pacheco, MG, Brasil. Foram utilizados grupos com cinco bezerras 7/8 Holandês x Zebu, os quais foram expostos em áreas de 100 x 20m, submetidas a descanso de pastoreio por 0, 15, 30, 45 e 60 dias, durante 72 horas. Após esse período, os bovinos foram estabulados em baias coletivas e, a partir do 15º dia, mantidos em baias individuais com piso ripado, apropriado para a coleta de carrapatos adultos. Os resultados indicaram que são necessários, pelo menos, 60 dias de descanso para reduzir a população de larvas infestantes e permitir que essa prática...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Boophilus microplus; Larva; Comportamento; Brachiaria decumbens.
Ano: 2002 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782002000300016
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Comportamento e ecologia de larvas do carrapato Boophilus microplus em pastagem de Brachiaria decumbens Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci.
Furlong,John; Chagas,Ana Carolina de Souza; Nascimento,Cristiane Barbuda.
Existem relativamente poucos trabalhos sobre ecologia e comportamento das larvas de Boophilus microplus na pastagem, tendo sido este o principal objetivo do presente trabalho. Foram monitoradas seis repetições no inverno de 1998 e seis no verão de 1998/1999. As larvas foram acondicionadas em 20 seringas plásticas adaptadas e disponibilizadas em pasto constituído pela gramínea Brachiaria decumbens, na Embrapa Gado de Leite, em Juiz de Fora, estado de Minas Gerais, permitindo sua dispersão. Foram realizadas três observações diárias, três vezes por semana. Verificou-se que o tempo que as larvas levam para alcançar as extremidades da gramínea é condicionado principalmente pela temperatura. No verão, as larvas formam agrupamentos menores e menos ativos do que...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Boophilus microplus; Larva; Comportamento; Ecologia; Carrapato.
Ano: 2002 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-95962002000400009
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Consumption vs. deposition of essential fatty acids in gilthead sea bream (Sparus aurata) larvae fed semi-purified diets ArchiMer
Robin, Jean; Peron, Alexandre.
Semi-purified diets were used to feed gilthead sea bream larvae as first food from mouth opening until day 17. Four diets were formulated on the basis of a previous one used as control (D1). Three experimental diets differed only by the lipids added. One diet contained n-3 highly unsaturated fatty acids (n-3 HUFA) plus arachidonic acid (D2), one diet n-3 HUFA without arachidonic acid (D3) and one diet without n-3 and n-6 HUFA (D4). The three experimental diets contained 18:3n-6 in order to follow the influence of dietary HUFAs on elongation-desaturation capacities. Larval growth and survival were similar with diet D1 and D2. Lowest growth and survival were observed for larvae fed the HUFA free diet D4. Larval survival but not growth was significantly...
Tipo: Text Palavras-chave: Fatty acids; Inert diet; Larva; Sparus aurata.
Ano: 2004 URL: http://archimer.ifremer.fr/doc/2004/publication-500.pdf
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Contribuição à biologia larval de Hylesia sp. (Lepidoptera: Hemileucidae) em Bracatinga (Mimosa scabrella Benth.). Infoteca-e
IEDE, E. T.; MATTANA, A. L.; CHIARELLO, S. do R..
bitstream/item/101249/1/PA-1983-Iede-ContribuicaoBiologia.pdf
Tipo: Séries anteriores (INFOTECA-E) Palavras-chave: Bracatinga; Larva; Mimosa Scabrella.; Hylesia..
Ano: 1983 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/315875
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
CONTROLE de moscas na propriedade rural: importância e estratégias: programa 46: Centro-Oeste/Sudeste. Infoteca-e
Para controlar o excesso de moscas o produtor só precisa adotar algumas medidas simples. Como não é possível e nem mesmo desejável eliminar totalmente esses insetos, o método mais adequado para controlar a população de moscas na propriedade rural é o mecânico. É o que explica o veterinário Vítor Hugo Grings, da Embrapa Suínos e Aves. As moscas se alimentam de matéria orgânica como fezes de animais e de pessoas, restos de comida e sobras da produção agrícola. O método mecânico consiste em eliminar esses focos de atração, onde as moscas realizam a postura de larvas. "Qualquer matéria orgânica, onde o dejeto é fresco, oferece condições apropriadas para a proliferação de moscas. Essa matéria orgânica possui nutrientes e produz a condição ideal de temperatura e...
Tipo: Prosa Rural (INFOTECA-E) Palavras-chave: Mosca; Propriedade rural; Matéria orgânica; Larva; Doença; Bactéria; Controle químico; Veneno.
Ano: 2008 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1015791
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
CONTROLE de moscas na propriedade rural: importância e estratégias: programa 46: Sul. Infoteca-e
Importância e estratégias para o controle de moscas na propriedade rural é o tema do Prosa Rural desta semana. Para controlar o excesso de moscas o produtor só preciso adotar algumas medidas simples. Como não é possível e nem mesmo desejável eliminar totalmente esses insetos, o método mais adequado para controlar a população de moscas na propriedade rural é o mecânico. Explica o veterinário Vítor Hugo Grings, da Embrapa Suínos e Aves. As moscas se alimentam de matéria orgânica como fezes de animais e de pessoas, restos de comida e sobras da produção agrícola. O método mecânico consiste em eliminar esses focos de atração, onde as moscas realizam a postura de larvas. "Qualquer matéria orgânica, onde o dejeto é fresco, oferece condições apropriadas para a...
Tipo: Prosa Rural (INFOTECA-E) Palavras-chave: Bactéria; Controle químico; Doença; Larva; Matéria orgânica; Mosca; Propriedade rural; Veneno.
Ano: 2008 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1016506
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Criação de imaturos de mutuca (Tabanidae: Diptera) utilizando briófitas e areia como substrato Neotropical Entomology
Ferreira,Ruth L.M.; Rafael,José A..
É descrito um novo método de criação para imaturos de mutucas e discutem-se as vantagens do uso do substrato para manutenção de espécies que necessitam de longos períodos para o desenvolvimento.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/report Palavras-chave: Inseto; Desenvolvimento; Larva; Pupa.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-566X2006000100020
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Descrição da larva de Idiataphe longipes (Odonata, Libellulidae, Trameini) Iheringia, Sér. Zool.
Oldrini,Barbara B.; Mascarenhas,Bernardo J. de A..
A larva de Idiataphe longipes (Hagen, 1861) é descrita com base em cinco exúvias associadas aos respectivos adultos emergidos, coletadas no Açude da Concórdia, Valença, Rio de Janeiro, Brasil.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Idiataphe; Larva; Odonata; Libellulidae.
Ano: 2005 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0073-47212005000400014
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Descrição do Último Ínstar Larval e do Pupário de Ptecticus testaceus (Fabr.) (Diptera: Stratiomyidae) Neotropical Entomology
PUJOL-LUZ,JOSÉ R.; LEITE,FREDERICO M..
A larva e o pupário de Ptecticus testaceus (Fabr.) são descritos com base em seis larvas e 45 pupários de adultos emergidos em laboratório. As larvas foram criadas na polpa do fruto do abricó-de-macaco, Couroupita guianensis (Lecythidaceae). São apresentadas algumas notas sobre a biologia da larva.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/other Palavras-chave: Insecta; Sarginae; Larva; Couroupita guianensis.
Ano: 2001 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-566X2001000400012
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Descrição dos imaturos e primeiro registro de planta hospedeira de Charidotis gemellata Boheman (Coleoptera, Chrysomelidae, Cassidinae) Rev. Bras. entomol.
Fernandes,Flávia Rodrigues; Buzzi,Zundir José.
O ovo, a larva de quinto instar e pupa de Charidotis gemellata são descritos e ilustrados. O material examinado foi coletado no Campus do Centro Politécnico (UFPR), Curitiba/PR, Brasil; onde foram encontrados adultos de Charidotis gemellata Boheman sobre folhas de Pithecoctenium crucigerum Gentry L. (Bignoniaceae). Este é o primeiro registro de planta hospedeira para C. gemellata e também o primeiro registro para o estado do Paraná.
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Cassidini; Larva; Morfologia; Pithecoctenium crucigerum; Pupa.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0085-56262007000200015
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
DESCRIPCION DE LAS ESTRUCTURAS GENITALES Y ESTADOS INMADUROS DE PSEUDOCERURA THORACICA BUTLER, 1882 (LEPIDOPTERA: NOCTUIDAE: CUCULLIINAE) Gayana
Olivares,Tania S.; Rodríguez,Marcela A.; Navarro,María E.; Angulo,Andrés O..
RESUMEN Se describe el huevo, larva de último estadio y pupa de Pseudocerura thoracica <A HREF="#butler">Butler, 1882</A>. Cada uno de estos estados de desarrollo se incluyen en las claves de inmaduros de <A HREF="#olivares">Olivares et al</A>. (en prensa), <A HREF="#angulo75">Angulo &amp; Weigert (1975)</A> y<A HREF="#angulo01"> Angulo &amp; Olivares (2001)</A>. Se describen las estructuras de la armadura genital del macho y de la hembra para complementar la información morfológica de la especie. Se entregan fotos y dibujos de los distintos estadios de desarrollo
Tipo: Journal article Palavras-chave: Cuculliinae; Pseudocerura thoracica Butler; Chile; Genitalia; Huevo; Larva; Pupa.
Ano: 2002 URL: http://www.scielo.cl/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0717-65382002000100004
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Descripción de los estados preimaginales de cuatro génerosde Hydrobiosidae (Trichoptera) Neotropicales Rev. Soc. Entomol. Argent.
Bravo,Walter R.; Angrisano,Elisa B..
Se describen las larvas y las pupas de Microchorema extensum Schmid y Neochorema sinuatum Schmid y larvas no identificadas, denominadas provisoriamente Genus X y Genus Y. La larva de M. extensum se caracteriza por: fémur I alargado con proyección ventro-distal delgada, tibia y tarso I parcialmente fusionados entre sí; prosterno con una placa cuadrangular central y dos alargadas laterales. La pupa tiene mandíbulas relativamente cortas y placas dorsales III hendidas posteriormente. La larva de N. sinuatum tiene prosterno con tres placas, una central grande y dos laterales anteriores y el fémur I ensanchado en el extremo, sin proyección ventro-distal; la pupa no posee placas dorsales en el segmento II. La larva denominada Genus X posee el prosterno con una...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Larva; Pupa; Morfología; Neotropical; Hydrobiosidae; Trichoptera.
Ano: 2004 URL: http://www.scielo.org.ar/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0373-56802004000200015
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
DESCRIPCION DE LOS ESTADOS PREIMAGINALES DE HEMIEUXOA CONCHIDIA (BUTLER) Gayana
Louis-Maldonado,Miguel; Badilla,Rubén.
Se describen los estados preimaginales (huevo, larva y pupa) de Hemieuxoa conchidia (Butler). Se ubican en las claves de <A HREF="#Angulo1975">Angulo y Weigert 1975</A> para larva y pupa y en Angulo y Weigert 1977 para huevo. Se incluyen figuras
Tipo: Journal article Palavras-chave: Chile; Clave; Hemieuxoa conchidia; Inmaduros; Huevo; Larva; Pupa; Lepidoptera.
Ano: 2000 URL: http://www.scielo.cl/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0717-65382000000200004
Registros recuperados: 93
Primeira ... 12345 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional