Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 5
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Miniestaquia de Grevillea robusta A. Cunn. a partir de propágulos juvenis. Repositório Alice
SOUZA JÚNIOR, L. de; QUOIRIN, M.; WENDLING, I..
O presente estudo teve como objetivo avaliar a sobrevivência e a produtividade de minicepas no sistema de tubetes e o efeito do ácido indolbutírico (AIB) no enraizamento de miniestacas de Grevillea robusta. O experimento foi conduzido em Colombo, PR, com minicepas formadas partindo de mudas obtidas de sementes, as quais foram cultivadas no sistema de tubetes, durante o período de um ano. A sobrevivência das minicepas, após 15 coletas, foi de 100% com produtividade média de 1,7 miniestacas por minicepa e 4030 miniestacas por metro quadrado ao ano. As taxas médias de enraizamento foram 83, 79, 75 e 72% para os tratamentos com 0, 1000, 2000 e 4000 mg L-1 de AIB respectivamente, sendo os melhores níveis obtidos sem aplicação exógena de AIB. Com base nesses...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Grevílea; Propagação vegetativa; Miniestaca; Ácido indolbutírico.
Ano: 2008 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/315484
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Miniestaquia seriada na propagação da goiabeira 'Paluma' Rev. Bras. Frutic.
Altoé,Jalille Amim; Marinho,Cláudia Sales.
A miniestaquia seriada é uma técnica empregada na propagação comercial do Eucalyptus, e sua utilização tem mostrado efeito positivo sobre o enraizamento em clones de baixo potencial de enraizamento. O objetivo deste trabalho foi avaliar a técnica da miniestaquia seriada na sobrevivência e no enraizamento de miniestacas, e no vigor das mudas de goiabeira 'Paluma'. Foram conduzidos dois experimentos sob delineamento de blocos casualizados, com quatro repetições e cinco plantas por parcela. Aos sessenta e dois dias após o estaqueamento, verificou-se que as miniestacas tiveram sobrevivência acima de 90% e 90% de enraizamento. As mudas produzidas por miniestaquia de subcultivo (mudas obtidas a partir de minicepas formadas de miniestacas enraizadas), aos 138...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Psidium guajava; Propagação clonal; Miniestaca; Enraizamento.
Ano: 2012 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-29452012000200032
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Uso de fertilizante e tempo de permanência de mudas de batata-doce produzidas em bandejas Repositório Alice
RÓS, A.B; ARAÚJO, H.S de; NARITA, N; FILHO, J.T.
O objetivo deste trabalho foi avaliar a produção de mudas de batata-doce em bandejas de poliestireno, com utilização de fertilizante de liberação lenta, e estabelecer o tempo adequado de permanência dessas mudas nas bandejas. Utilizou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado, em arranjo fatorial 5x5, com cinco doses do fertilizante de liberação lenta osmocote NPK 15-09-12 (0, 50, 100, 150 e 200 g por 25 kg de substrato) e cinco tempos de permanência nas bandejas (14, 28, 42, 56 e 70 dias após o plantio, DAP). Foram avaliados o número de raízes e de folhas e suas respectivas massas de matéria seca. Além disso, avaliou-se a integridade dos torrões em função do tempo de permanência das mudas nas bandejas, em experimento sem adição de...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Ipomoea batatas; Enraizamento; Estaca herbácea; Miniestaca; Multiplicação; Substrato. rooting; Herbaceous cutting; Mini.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/908393
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Uso de fertilizante e tempo de permanência de mudas de batata-doce produzidas em bandejas PAB
Rós,Amarílis Beraldo; Araújo,Humberto Sampaio de; Narita,Nobuyoshi; Tavares Filho,João.
O objetivo deste trabalho foi avaliar a produção de mudas de batata-doce em bandejas de poliestireno, com utilização de fertilizante de liberação lenta, e estabelecer o tempo adequado de permanência dessas mudas nas bandejas. Utilizou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado, em arranjo fatorial 5x5, com cinco doses do fertilizante de liberação lenta osmocote NPK 15-09-12 (0, 50, 100, 150 e 200 g por 25 kg de substrato) e cinco tempos de permanência nas bandejas (14, 28, 42, 56 e 70 dias após o plantio, DAP). Foram avaliados o número de raízes e de folhas e suas respectivas massas de matéria seca. Além disso, avaliou-se a integridade dos torrões em função do tempo de permanência das mudas nas bandejas, em experimento sem adição de...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Ipomoea batatas; Enraizamento; Estaca herbácea; Miniestaca; Multiplicação; Substrato.
Ano: 2011 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-204X2011000800009
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Viabilidade de miniestacas de capim elefante (Pennisetum Purpureum Schum.) sob diferentes tempos de armazenamento. Repositório Alice
SILVA, V. Q. R. da; VOINAROSKI, D. G.; FUMAGALLI, D.; TARDIN, F. D..
O capim elefante (Pennisetum purpureum Schum.) é uma gramínea forrageira tropical de elevada eficiência fotossintética, ou seja, maior eficiência no aproveitamento da luz (metabolismo C4) e elevado potencial de produção de biomassa (Quesada, 2004). O uso da biomassa vegetal, seja fresca ou sob a forma de carvão, vem se tornando uma excelente alternativa para geração de energia limpa, substituindo fontes tradicionais de energia fóssil, o que, dentre outros benefícios, reduz a dependência do petróleo, reduz custos e reduz emissões de gases de efeito estufa, permitindo a geração de créditos de Carbono pela implementação de atividades de projetos de Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL). No entanto, para ampla difusão da cultura pelo território nacional,...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Miniestaca; Cultivar; Camerron; Piracicaba; Guaçu; Vrukwona; Cuba; Teste de Scott-Knott; Sinop; Mato Grosso; Estaca; Material de propagação; Capim elefante; Gramínia forrageira; Pennisetum purpureum.
Ano: 2018 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1088702
Registros recuperados: 5
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional