Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 6
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Crescimento e rendimento de quatro cultivares de mangueira enxertadas em porta-enxertos, no Distrito Federal. Infoteca-e
VARGAS RAMOS, V. H.; PINTO, A. C. de Q.; JUNQUEIRA, N. T. V.; GOMES, A. C.; ANDRADE, S. M. R. de; CORDEIRO, M. C. R..
RESUMO: A seleção de porta-enxertos para nanismo tem sido um aspecto importante no programa de melhoramento de manga na região do Brasil Central. As cultivares de manga para exportação Tommy Atkins e Haden, embora produtivas, com frutas de coloração excelente e polpa sem fibras são vigorosas e de porte elevado, o que dificulta os tratos culturais e colheita. O objetivo deste trabalho foi estudar o efeito de copas e porta-enxertos no crescimento da planta, no rendimento e na qualidade dos frutos da manga. O experimento foi implantado em novembro de 1990 numa área de 4,0 ha. O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso, em parcelas subdivididas, com três repetições, sendo avaliados oito porta-enxertos nas parcelas e quatro nas copas nas subparcelas....
Tipo: Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E) Palavras-chave: Manga; Mangifera indica; Variedade; Propagação vegetativa; Reprodução assexuada; Enxerto; Melhoramento; Porta enxerto; Nanismo; Mango; Varieties; Plant propagation; Asexual reproduction; Grafting; Breeding; Rootstocks; Dwarfism.
Ano: 2003 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/568053
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito do Gene Braquitico-2 em Populacoes Melhoradas de Milho de Porte Baixo. Repositório Alice
ZANETTE, V.A.; PATERNIANI, E..
Experimentos foram conduzidos para avaliar os dados de dez caracteristicas de plantas de porte baixo, homozigotas para o gene braquitico-2, de 18 populacoes de milho (Zea mays L.) competindo em quatro locais diferentes, nos anos de 1982/1983 e 1983/1984. As analises revelaram: quanto a produtividade media de graos, os milhos do grupo Piranao VD-2 dentados produziram 6,7% mais do que os do grupo Piranao VF1, de germoplasma duro, e 96% da produtividade de graos dos hibridos comerciais, enquanto os de milho duro, 89,1%. A heterose media dos hibridos interpopulacionais de Piranao foi superior em 11,40% em relacao a media dos genitores, e a dos pais mais produtivos, 9,49%. A altura media de planta foi de 163 cm, e o indice altura de espiga/altura de planta foi...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Milho braquitico; Zea mays; Altura de planta; Nanismo.
Ano: 1992 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/105676
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Gibberellic acid and dwarfism effects on growth and apoplastic peroxidase activity in maize (Zea mays L.) leaf blades. Repositório Alice
SOUZA, I. R. P. de; MacADAM, J.W..
1999
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Milho; Folha; Peroxidase; Isoenzimas; Nanismo; Acido gibberelicco; Zea mays; Maize; Leaf; Isoenzymes; Dwarfism; Gibberellic acid.
Ano: 1999 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/483551
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Híbridos de trifoliata como porta-enxertos para a laranjeira 'Valência'. Repositório Alice
POMPEU JUNIOR, J.; BLUMER, S..
O objetivo deste trabalho foi avaliar a produtividade e as características agronômicas de laranjeira 'Valência', enxertadas em porta-enxertos de híbridos de trifoliata (Poncirus trifoliata). A produção de frutos, a de sólidos solúveis totais por planta, as dimensões e a eficiência produtiva de copas de laranjeira 'Valência', enxertadas em 13 híbridos de trifoliata, cultivados sem irrigação, foram avaliados por períodos que variaram de três a oito anos. As plantas também foram avaliadas, visualmente, quanto à manifestação dos sintomas de tristeza (Citrus tristeza virus) e de declínio-dos-citros, e foi utilizado o teste diagnóstico "dot immunobinding assay" (DIBA), para detecção da ocorrência do declínio antes do aparecimento dos sintomas. As plantas tinham...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Citrandarin; Declínio dos citros; Trangpur; Tristeza dos citros; Poncirus trifoliata; Nanismo; Citranges.
Ano: 2009 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/631594
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Sintomas de viroses em plantas. Infoteca-e
FAJARDO, T. V. M.; EIRAS, M.; NICKEL, O..
Os vírus se multiplicam apenas dentro da célula hospedeira viva e não possuem metabolismo próprio. Após um processo de reconhecimento e interação em nível molecular, se a célula inoculada for suscetível ao vírus, ele se estabelecerá na célula hospedeira, se replicará, irá disseminar-se dentro da hospedeira e induzirá alterações bioquímicas e fisiológicas na hospedeira ao longo do processo infeccioso. Assim, os sintomas induzidos pelos vírus são, na essência, resultado do metabolismo celular alterado da hospedeira. O período transcorrido entre a entrada do vírus na hospedeira e a manifestação dos primeiros sintomas é denominado período de incubação.
Tipo: Comunicado Técnico (INFOTECA-E) Palavras-chave: Sintomas morfológicos; Amarelecimento; Bronzeamento; Branqueamento; Albinismo; Desvios de cor; Clorose; Clareamento de nervuras; Mosqueado; Mottling; Variegação nas pétalas; Estriado; Lesões locais cloróticas; MAncha anelar; Mancha anular; Line pattern; Padrão de linha; Mancha-café; Mosaico; Redução de crescimento; Subdesenvolvimento; Subcrescimento; Sintomas de deformações; Nanismo; Epinastia; Bolhas; Bolhosidades; Espessamento; Tumor; Canelura; Stem pitting; Tumor; Sintomas de necrose; Lesões locais necróticas; Cordão-de-sapato; Enação; Lamento; Enrugamento; Encrespamento; Necrose; Riscar; Viroses com infecções latentes; Sintomas citológicos; Infecção por vírus; Deficiências nutricionais; Toxinas produzidas por insetos; Toxinas produzidas por ácaros; Distúrbios de origem genética; Toxidez por herbicidas; Toxidez por inseticidas; Alta temperatura; Inoculação mecânica; Testes biológicos; Enxertia; União de tecidos; Vírus; Doença de planta.
Ano: 2017 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1084312
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Vigor de clones de umezeiro e pessegueiro 'Okinawa' propagados por estacas herbáceas. Repositório Alice
MAYER, N.A.; PEREIRA, F.M..
O objetivo deste trabalho foi avaliar o vigor de três clones de umezeiro (Prunus mume Sieb. et Zucc.) e do pessegueiro 'Okinawa' [Prunus persica (L.) Batsch], propagados por estacas herbáceas, em condições de campo. O experimento foi conduzido em blocos ao acaso, com quatro tratamentos (genótipos) e cinco repetições. As plantas foram espaçadas 0,5 m entre si. O pessegueiro 'Okinawa' apresentou maior diâmetro do tronco, em relação aos clones de umezeiro. Na análise conjunta das variáveis, o Clone 10 revela-se o menos vigoroso, indicando a possibilidade de sucesso como porta-enxerto ananizante para pessegueiro.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Prunus mume; Prunus persica; Alta densidade; Frutas de caroço; Nanismo; Porta-enxerto; High density; Stone fruits; Dwarf; Rootstock.
Ano: 2006 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/108444
Registros recuperados: 6
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional