Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 55
Primeira ... 123 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Abelhas sociais (Bombini, Apini, Meliponini). Infoteca-e
KLEINERT, A. M. P.; RAMALHO, M.; CORTOPASSI-LAURINO, M.; RIBEIRO, M. de F.; IMPERATRIZ-FONSECA, V. L..
Neste capítulo foi abordado o papel do alimento na organização das colônias de abelhas sociais, desde a atividade de forrageio até a sua utilização na alimentação da prole, ressaltando, também, características dos dois principais recursos coletados e processados por elas - o pólen e o mel.
Tipo: Capítulo em livro técnico (INFOTECA-E) Palavras-chave: Meliponini; Recursos florais; Abelha; Alimentação; Mel; Pólen; Melipona.
Ano: 2009 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/577595
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Análise do pólen em dezoito cultivares de macieira Bragantia
Dall'Orto,Fernando Antonio Campo; Barbosa,Wilson; Ojima,Mario; Campos,Sonia Aparecida Ferraz de.
Como subsídio essencial ao projeto de melhoramento genético da macieira (Malus spp.) por hibridação e ao conhecimento da polinização natural nas condições do Estado de São Paulo, efetuaram-se estudos sobre a quantidade e a viabilidade do pólen existente em dezoito cultivares de maior interesse no momento. Constatou-se que, entre os cultivares mais utilizados nos cruzamentos, Anna, Brasil, Dulcina, Ein Shemer, Gala, Rainha e Valinhense, juntamente com as novas seleções - IAC 170-1 e IAC 570-38 - foram os que se apresentaram mais ricos de pólen, com número superior a 50.000 grãos por flor. Quanto à viabilidade polínica desse material estudado, a germinação situou-se em níveis bastante satisfatórios - quase sempre maior que 50% - mesmo quando se armazenou o...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Pólen; Macieira; Viabilidade; Polinização; Melhoramento.
Ano: 1985 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-87051985000100038
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Análise do pólen encontrado em amostras de mel de Apis mellifera L. (Hymenoptera, Apidae) em uma área de savana de Roraima, Brasil Acta Amazonica
SILVA,Sílvio José Reis da; ABSY,Maria Lúcia.
Foram analisadas amostras de mel de um apiário localizado na Aldeia do Contão, Roraima, Brasil. As amostras foram obtidas das colheitas nos meses de outubro e dezembro de 1996 e janeiro, fevereiro e março de 1997. Foram identificados um total de 20 tipos polínicos distribuídos em 18 gêneros e 13 famílias. As famílias: Mimosaceae (4 espécies), Anacardiaceae (3 espécies), Sterculiaceae (2 espécies), Caesalpiniaceae (2 espécies) e Amaranthaceae (2 espécies) foram as mais representadas, as demais por uma única espécie. Os tipos polínicos mais frequentes foram: Mimosa polydactyla H.B.K (outubro e dezembro de 1996), Curatella americana L. (janeiro, fevereiro e março de 1997). Encontrou-se três correlações significativas entre as frequências dos tipos polínicos...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Apis mellifera; Pólen; Mel; Palinologia.
Ano: 2000 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59672000000400579
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Análise polínica de algumas amostras de própolis do Brasil meridional Ciência Rural
Barth,Ortrud Monika; Dutra,Vânia Maria Limeira; Justo,Ronaldo Lauria.
Foi analisado o espectro polínico de treze amostras de própolis, oito provenientes do estado do Rio de Janeiro, duas de Minas Gerais, uma do Rio Grande do Sul e uma de São Paulo. A metodologia empregada para a extração de pólen de própolis, bem como a concentração em pólen visando a estudos morfológicos para a identificação de grupos taxonômicos, é proposta como padrão para análise polínica de própolis. Foram identificados, através da morfologia polínica, famílias e gêneros botânicos que caracterizam as regiões geográficas de coleta da própolis, e também o habitat de mata, capoeira, campo e culturas. Os táxons vegetais encontrados com maior freqüência foram: Eucalyptus, Compositae (principalmente o tipo polínico Eupatorium) e Cecropia. Este último gênero,...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Própolis; Pólen; Melissopalinologia.
Ano: 1999 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84781999000400016
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Análise polínica do resíduo pós-emergência de ninhos de Centris tarsata Smith (Hymenoptera: Apidae, Centridini) Neotropical Entomology
Dórea,Marcos da C; Santos,Francisco de A R dos; Lima,Luciene C de L E; Figueroa,Luís E R.
Foi estabelecido um protocolo de tratamento para análise do resíduo polínico de ninhos de Centris tarsata Smith, obtidos através do uso de ninhos-armadilha. A área estudada localiza-se na Estação Biológica de Canudos, município de Canudos (09º56'34"S; 38º59'17"W), microrregião Nordeste da Bahia. A vegetação local é de caatinga hiperxerófila arbustiva, o clima é semi-árido, com temperatura média anual de 24,1ºC e precipitação anual de 454 mm. Foram utilizados dez ninhos de C. tarsata coletados dos ninhos-armadilha no primeiro semestre de 2004. Para a análise palinológica do conteúdo dos ninhos, foi necessário o estabelecimento de um método adequado, elaborado a partir da análise de sedimentos em paleopalinologia e de procedimentos de acetólise usuais em...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Entomopalinologia; Pólen; Ninho-armadilha; Abelha solitária.
Ano: 2009 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-566X2009000200005
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
APICULTURA como fonte de renda no Semiárido: programa 30: Nordeste/Vale do Jequitinhonha. Infoteca-e
A apicultura como fonte de renda no Semiárido, tem se mostrado uma alternativa econômica promissora para centenas de produtores familiares em Sergipe. A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba, a Codevasf, tem apostado nesta atividade e estruturado comunidades rurais no interior do Estado. Com o apoio da Codevasf a apicultura tem agregado valor à produção local, facilitando a comercialização da safra de mel e pólen.
Tipo: Prosa Rural (INFOTECA-E) Palavras-chave: Produtor familiar; Apicultura; Renda; Comunidade rural; Mel; Pólen.
Ano: 2017 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1074635
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Aplicação de uma língua electrónica na classificação de méis monoflorais IPB - Escola Superior Agrária
Morais, L.; Dias, L.G.; Peres, António M.; Rocha, A.C.; Estevinho, Leticia M.; Machado, A.A.S.C..
Analisou-se o perfil polínico de 51 amostras de mel nacional. Os pólens mais frequentes no mel são originários das plantas dos géneros Lavandula, Cistus, Echium, Erica, Castanea, Thymus, Prunus, Cytisus, Carduus, Trifolium e Citrus. Considerando a classificação de mel monofloral de Lavandula (pólen predominante superior a 15%), de Erica e de Echium (pólen predominante superior a 45%) seleccionaram-se 38 méis monoflorais: 18, 9 e 11 destes méis foram classificados como méis monoflorais de Lavandula, Erica e Echium, respectivamente. Contudo há méis que podem ser classificados como mel monofloral de dois géneros de pólen (Lavandula-Echium, Erica-Lavandula, Echium-Lavandula). Os méis monoflorais foram analisados com um sistema de multi-sensores...
Tipo: Article Palavras-chave: Mel; Pólen; Língua electrónica; Análise multivariada.
Ano: 2007 URL: http://hdl.handle.net/10198/3031
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Atividade de vôo de abelhas da tribo Trigonini em Teresina, PI. Infoteca-e
PEREIRA, F. de M.; ARAÚJO, R. S. de; CAMARGO, R. C. R. de; LOPES, M. T. do R.; RIBEIRO, V. Q.; ROCHA, R. S.; ROCHA, A. M. P. L. da; SILVA, R. V. da.
Este trabalho objetivou estudar a atividade de vôo das abelhas sem ferrão Frieseomelitta francoi; Frieseomelitta deoderleini e Scaptotrigona sp nas condições ambientais deTeresina, Piauí. O experimento foi conduzido na Embrapa Meio-Norte no período de 4 de abril a 4 de agosto de 2005. O fluxo de abelhas entrando e saindo das colônias foi observado duas vezes por semana, 5 minutos a cada hora entre 8 h e 17 h 15, identificando-se o tipo de material transportado pelas operárias. A umidade relativa do ar e a temperatura foram medidas no momento das observações com o auxílio do Termo-higrômetro. Os resultados mostraram haver diferença no comportamento das espécies estudadas. A colônia de Scaptotrigona sp. mais ativa e concentrou sua atividade entre 11 h e 13...
Tipo: Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E) Palavras-chave: Comportamento Animal; Néctar; Pólen; Resina..
Ano: 2007 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/68100
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Atividade de vôo de espécies de melipona (Hymenoptera, Apidae) nas condições de Teresina, PI. Infoteca-e
PEREIRA, F. de M.; ARAÚJO, R. S. de; RIBEIRO, V. Q.; CAMARGO, R. C. R. de; LOPES, M. T. do R.; ROCHA, A. M. P. L. da; ROCHA, R. S.; SILVA, R. V. da.
Avaliaram-se a atividade de coleta e limpeza, a influência da temperatura ambiental e a umidade relativa do ar na capacidade forrageira das espécies de abelhas Melipona compressipes, Melipona rufiventris, Melipona subnitida e Melipona asilvai. O experimento foi conduzido entre abril e agosto de 2005 em Teresina, Piauí. O fluxo de abelhas entrando e saindo das colônias foi observado duas vezes por semana, cinco minutos a cada hora entre 8h e 17h35, identificando-se o tipo de material transportado pelas operárias. A umidade relativa do ar e temperatura foram medidas no momento das observações com o auxílio do Termohigrômetro. Os resultados revelaram diferença no comportamento das espécies estudadas. A M. asilvai foi a mais eficiente na coleta de néctar e...
Tipo: Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E) Palavras-chave: Meliponíneo.; Néctar; Pólen; Resina..
Ano: 2006 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/69390
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Biologia floral e heterostilia em Vismia guianensis (Aubl.) Choisy (Clusiaceae) Acta Botanica
Santos,Mary Janice Lima dos; Machado,Isabel Cristina.
Os estudos da biologia floral e reprodutiva e a caracterização da heterostilia em Vismia guianensis realizaram-se na Reserva Ecológica de Dois Irmãos, Recife, PE, entre novembro/1997 e fevereiro/ 1998. V. guianensis é arbustiva, apresenta flores heterostílicas, distílicas, dispostas em panículas terminais. A antese é diurna e as flores têm duração de um dia. O volume de néctar das flores foi ca. 2,0ul e a concentração de açúcares variou entre 46% e 68% nas duas formas florais. A viabilidade polínica foi aproximadamente de 93% nos dois tipos de flores. Com relação ao sistema reprodutivo, os testes de polinização controlada demonstraram que V. guianensis é autoincompatível, só produzindo frutos (55-65%) a partir da polinização interformas. Foram observadas...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Vistnia; Clusiaceae; Heterostilia; Melitofília; Pólen; Biologia floral.
Ano: 1998 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33061998000400014
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Biologia floral em moranga (Cucurbita maxima Duch. var. “Exposição”) - DOI: 10.4025/actasciagron.v29i5.735 Agronomy
Nicodemo, Daniel; UNESP-Dracema; Couto, Regina Helena Nogueira; UNESP; Malheiros, Euclides Braga; UNESP; Jong, David De; USP.
Com o objetivo de se estudar a biologia floral em moranga (Cucurbita maxima), variedade Exposição, realizaram-se dois ensaios, utilizando-se 128 plantas, numa área de 2.000 m2. A abertura e o murchamento das flores ocorreu, em média, às 6h35 e 13h52, respectivamente. Havia, em média, 2,26 flores masculinas para cada flor feminina. As flores femininas produziram, em média, 138,9% mais néctar que as masculinas. A produção de néctar foi menor no segundo ensaio devido à menor precipitação e menor umidade relativa do ar. A concentração total de açúcares do néctar foi 0,3 e 3,8% maior nas flores femininas em relação às masculinas, respectivamente, para o primeiro e segundo ensaios. As flores masculinas produziram, em média, 129.021 grãos de pólen por flor, com...
Palavras-chave: 5.01.03.00-8 Fitotecnia biologia floral; Moranga; Néctar; Pólen; Atratividade floral 5.01.03.00-8 Fitotecnia.
Ano: 2007 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciAgron/article/view/735
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Biologia floral em quatro espécies de Ipomoea (Tubiflorae: Convolvulaceae) - DOI: 10.4025/actascianimsci.v27i1.1259 Animal Sciences
Terada, Yoko; UEM; Taniguchi, Ana Paula; UEM; Takasusuki, Maria Claudia Colla Ruvolo; UEM; Toledo, Vagner de Alencar Arnaut de; UEM.
O objetivo deste trabalho foi estudar a biologia floral de Ipomoea acuminata, I. batata, I. cairica e I. quamoclit na região de Maringá, Estado do Paraná. Durante o período de floração de Ipomoea foram avaliados: período de antese, receptividade do estigma, viabilidade dos grãos de pólen e altura média do estilete e dos filetes. Tanto I. quamoclit quanto I. batata apresentaram abertura das flores às 6h e fechamento completo às 14h. O teste de receptividade do estigma demonstrou que em I. quamoclit estava receptivo entre 6h e 9h e I. batata entre 6h35min e 13h. O período de maior viabilidade dos grãos de pólen em I. quamoclit coincide com o de receptividade do estigma. Nessa espécie, próximo ao horário de fechamento das flores ocorreu diminuição na...
Palavras-chave: 5.04.05.00-4 Produção Animal biologia floral; Ipomoea; Pólen; Período de antese 5.04.05.00-4 Produção Animal.
Ano: 2005 URL: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciAnimSci/article/view/1259
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Boas práticas na produção e beneficiamento de pólen apícola desidratado. Infoteca-e
CAMARGO, R. C. R. de; RÊGO, J. G. de S.; LOPES, M. T. do R.; PEREIRA, F. de M..
Producão no campo; Instalação do apiário; Instalação das colmeias; Preparo das colmeias; Alimentação dos enxames; Equipamentos e materiais; Preparação dos coletores; Instalação dos coletores de pólen; Prática da coleta; Utilização da fumaça; Transporte do pólen; Processo de beneficiamento; Instalações; Equipamentos/utensflios; Higiene das instalações e equipamentos/utensílios; Higiene e conduta pessoal; Fluxograma; PrB-limpeza; Congelamento; Descongelamento; Desidratação; Aeração; Limpeza final; Envase; Armazenamento.
Tipo: Documentos (INFOTECA-E) Palavras-chave: Beneficiamento; Apicultura; Pólen; Produção..
Ano: 2003 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/65130
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Caixa para a criação de uruçu-amarela Melipona flavolineata Friese, 1900. Infoteca-e
VENTURIERI, G. C..
bitstream/item/27814/1/Com.tec-212.pdf
Tipo: Comunicado Técnico (INFOTECA-E) Palavras-chave: Meliponicultura.; Abelha Indígena; Mel; Pólen; Polinização..
Ano: 2008 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/409428
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Calendário de plantas abelhas-sem-ferrão: Submédio do Vale do São Francisco. Infoteca-e
RIBEIRO, M. de F..
Pólen e néctar são os principais alimentos das abelhas, com ou sem ferrão. A instalação de apiários ou meliponários produtivos exige que as colônias sejam mantidas em locais próximos a plantas que floresçam em diferentes épocas do ano, de tal forma que possam dispor de recursos alimentares de forma ininterrupta. Assim, um produtor interessado na criação de abelhas sem ferrão precisa se inteirar acerca de quais plantas e os períodos que emitem flores. Este Calendário contém indicações de variadas espécies de plantas que são fundamentais como forrageiras para as abelhas. Suas informações são fruto de estudos realizados com algumas espécies nativas da região: a mandaçaia (Melipona mandacaia), abelha-branca (Frieseomelitta doedrleini) e mosquito (Plebeia aff....
Tipo: Fôlder / Folheto / Cartilha (INFOTECA-E) Palavras-chave: Abelha-sem-ferrão; Calendário; Vale do São Francisco; Abelha; Biodiversidade; Caatinga; Pólen; Mel; Bee pollen.
Ano: 2019 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1118165
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Calendário de plantas para abelhas-sem-ferrão: Submédio do Vale do São Francisco. Infoteca-e
RIBEIRO, M. de F..
Pólen e néctar são os principais alimentos das abelhas, com ou sem ferrão. A instalação de apiários ou meliponários produtivos exige que as colônias sejam mantidas em locais próximos a plantas que floresçam em diferentes épocas do ano, de tal forma que possam dispor de recursos alimentares de forma ininterrupta. Assim, um produtor interessado na criação de abelhas sem ferrão precisa se inteirar acerca de quais plantas e os períodos que emitem flores. Este Calendário contém indicações de variadas espécies de plantas que são fundamentais como forrageiras para as abelhas. Suas informações são fruto de estudos realizados com algumas espécies nativas da região: a mandaçaia (Melipona mandacaia), abelha-branca (Frieseomelitta doedrleini) e mosquito (Plebeia aff....
Tipo: Fôlder / Folheto / Cartilha (INFOTECA-E) Palavras-chave: Abelha sem ferrão; Calendário; Vale do São Francisco; Inseto; Abelha; Biodiversidade; Caatinga; Pólen; Mel; Bee pollen.
Ano: 2019 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1117446
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Características Morfológicas e Bioquímicas do pólen coletado por cinco espécies de Meliponíneos da Amazônia Central Acta Amazonica
MARQUES-SOUZA,Antonio Carlos; MIRANDA,Ires Paula de Andrade; MOURA,Cleonice de Oliveira; RABELO,Afonso; BARBOSA,Edelcílio Marques.
Durante um ano, o pólen transportado por Melipona compressipes manaosensis, Melipona seminigra merrillae, Melipona seminigra seminigra, Frieseomelitta sp. e Scaptotrigona sp. foi coletado diretamente das corbículas das operárias. Feita a identificação dos grãos de pólen constatou-se que a abelha mais generalista foi Scaptotrigona sp., seguida de Frieseomelitta sp., as quais juntas coletaram mais tipos polínicos que as três espécies de meliponas. Duas espécies de plantas: Miconia myrianthera e Myrcia amazonica, tiveram seu pólen coletado pelas cinco espécies de meliponíneos durante o ano todo. Quanto à morfologia do pólen, não houve correlação significativa que comprovasse que as abelhas coletassem o pólen de acordo com a forma, ornamentação e o tamanho dos...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Amazônia; Meliponíneos; Abelhas sem ferrão; Pólen; Morfologia polínica.
Ano: 2002 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0044-59672002000200217
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Caracterização polínica do mel de Trás-os-Montes e Alto Douro IPB - Escola Superior Agrária
Pires, Sância; Rodrigues, Teresa; Rocha, Amélia; Pajuelo, António; Pereira, Óscar.
The aim of this study was to characterise the pollinic spectra of honeys from the "Trás-os-Montes e Alto Douro" (Portugal). A botanical study of the area was carried out and a reference collection of pollen grains was made. More than 800 pollen grains were counted per sample. Qualitative microscopical pollen analyses were carried out on the 40 samples of honey gathered from bee hives kept in the region of study. Este estudo teve como objectivo caracterizar o espectro polínico dos méis da região de Trás-os-Montes e Alto Douro. Para o efeito, realizámos um estudo prévio da flora desta região e elaboramos uma palinoteca de referência. Foram seleccionadas 40 amostras de mel, provenientes de apiários desta região, as quais foram analisadas por microscopia óptica.
Tipo: Article Palavras-chave: Mel; Melissopalinologia; Pólen.
Ano: 2005 URL: http://hdl.handle.net/10198/5901
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Cargas polínicas de abelhas polinizadoras de Byrsonima chrysophylla Kunth. (Malpighiaceae): fidelidade e fontes alternativas de recursos florais Acta Botanica
Ribeiro,Éville Karina Maciel Delgado; Rêgo,Márcia Maria Corrêa; Machado,Isabel Cristina Sobreira.
Byrsonima chrysophylla, conhecida popularmente como murici pitanga, é uma espécie arbustiva que ocorre em restinga. Dentre seus visitantes, além de abelhas da tribo Centridini, também se encontram com freqüência abelhas Xylocopini. Para verificação das espécies vegetais utilizadas pelas abelhas visitantes mais freqüentes, cargas polínicas de suas pernas posteriores (n = 5), bem como de ninhos naturais de Centris caxiensis (n = 7) foram analisados através de acetólise. Durante toda a floração, Byrsonima chrysophylla foi a principal fonte de pólen utilizada por suas abelhas visitantes. Comolia lythrarioides e Myrcia obtusa foram fontes secundárias de pólen, Mouriri guianensis foi fonte secundária de óleo e pólen, enquanto Anacardium microcarpum, Cuphea...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Byrsonima; Pólen; Centris; Xylocopa; Fidelidade polínica; Restinga.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-33062008000100017
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Composição físico-química de amostras de pólen coletado por abelhas Africanizadas Apis mellifera (Hymenoptera:Apidae) em Piracicaba, Estado de São Paulo Ciência Rural
Marchini,Luís Carlos; Reis,Vanderlei Doniseti Acassio dos; Moreti,Augusta Carolina de Camargo Carmello.
Com o objetivo de se verificar a composição físico-química de amostras do pólen coletado por abelhas Africanizadas, foram realizadas coletas em 5 colméias de abelhas Apis mellifera Africanizadas utilizando coletores de pólen de alvado (frontais) com orifícios de 4,00mm de diâmetro, em Piracicaba, São Paulo, durante um ano (março de 1999 a março de 2000). A composição química das amostras foi determinada no Laboratório de Apicultura do Departamento de Entomologia, Fitopatologia e Zoologia Agrícola, ESALQ/USP. Foram obtidas as seguintes médias: 21,5% de proteínas; 2,8% de cinzas; 23,6% de umidade; 76,3% de resíduo seco; 3,5% de lipídios; 28,4% de açúcares totais; 20,7mEq kg-1 de pólen de acidez titulável e pH igual a 5,1. Para análise estatística, foram...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Apis mellifera; Composição físico-química; Pólen.
Ano: 2006 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782006000300034
Registros recuperados: 55
Primeira ... 123 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional