Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 4
Primeira ... 1 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Concentração e retenção do selênio em peixes marinhos Ciênc. Tecnol. Aliment.
Tenuta Filho,Alfredo; Macedo,Luciene Fagundes Lauer; Favaro,Déborah Inês Teixeira.
O pescado contém substancialmente maiores concentrações de selênio (Se) do que outras carnes e é, por isso, considerado a maior fonte dietária desse nutriente. Ao mesmo tempo, o pescado também é a maior fonte de ingestão de mercúrio (Hg) na dieta humana, cuja toxidez pode ser reduzida pelo Se, por interação entre ambos. Em consequência, a biodisponibilidade do Se é reduzida. No presente estudo, a ocorrência do Se foi avaliada em espécies marinhas de peixes brasileiros, comercialmente disponíveis, e determinada sua retenção em cação-mangona. Os níveis médios de Se encontrados nos peixes ósseos, corvina (Micropogonias furnieri), peixe-porco (Balistes capricus), pescada-branca e sardinha (Sardinella brasiliensis), 0,48 ± 0,18 μg.g-1, e nos peixes...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Selênio; Peixe marinho; Mercúrio.
Ano: 2010 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-20612010000500032
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Influência da densidade de estocagem no cultivo de juvenis de robalo-flecha mantidos em laboratório PAB
Souza-Filho,José Jerônimo de; Cerqueira,Vinicius Ronzani.
O objetivo deste trabalho foi analisar a influência da densidade de estocagem no crescimento, conversão alimentar e sobrevivência de juvenis de robalo-flecha (Centropomus undecimalis). Os peixes foram coletados em ambiente natural e treinados a aceitar dietas artificiais. Os indivíduos, com comprimento total de 13±0,4 cm e peso de 23±0,3 g foram estocados em tanques circulares de fibra de vidro de 5 m³, com água do mar e aeração contínua, nas densidades de 3, 6 e 9 peixes/m³, por 180 dias. Os valores de amônia total (0 a 0,5 mg/L), temperatura da água (23,3 a 30,6ºC), salinidade (17 a 34 g/L), pH (7,8 a 8,4) e oxigênio dissolvido (4,8 a 6,9 mg/L) apresentaram padrão similar entre os tratamentos. A conversão alimentar (1,88, 2,06 e 2,31) e a sobrevivência...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Centropomus undecimalis; Peixe marinho; Conversão alimentar; Taxa de crescimento; Sobrevivência; Técnica de criação.
Ano: 2003 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-204X2003001100010
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Qualidade da corvina (Micropogonias furnieri) eviscerada em diferentes períodos de estocagem a 0°C Ciência Rural
Borges,Alexandre; Teixeira,Marcelo Sardenberg; Freitas,Mônica Queiroz de; Franco,Róbson Maia; Mársico,Eliane Teixeira; São Clemente,Sérgio Carmona de.
O trabalho objetivou, a partir de análises físico-químicas e sensoriais, determinar a vida útil da corvina (Micropogonias furnieri) eviscerada e estocada à temperatura de 0°C. No 14° dia de estocagem, o pH da musculatura atingiu o valor limite aceitável para o consumo, estipulado em 6,4. Os teores de Bases Voláteis Totais se mantiveram dentro dos valores estipulados em 30mgN 100g-1 como próprios para o consumo até o 21° dia de estocagem. A histamina não ultrapassou, nos 28 dias de estocagem a 0°C, o valor-limite aceitável de 10mg 100g-1 de carne. A análise descritiva quantitativa empregou nove atributos para a descrição sensorial das corvinas, sendo que o aroma e o sabor característicos de peixe marinho, o aroma e o sabor de maresia, o gosto amargo e a cor...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Peixe marinho; Micropogonias furnieri; Corvina; Vida útil.
Ano: 2007 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782007000100042
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Teor de colesterol e composição centesimal de algumas espécies de peixes do estado do Ceará Ciênc. Tecnol. Aliment.
Caula,Francisco Charles Barros; Oliveira,Maria Petronília de; Maia,Everardo Lima.
O presente estudo tem como objetivo determinar o teor de colesterol total em amostras de pescado de água marinha e doce. As amostras analisadas foram o pargo marinho, Lutjanus purpureus, e os seguintes peixes de água doce: tilápia do Nilo, Oreochromis niloticus, curimatã, Prochilodus cearensis e a sardinha, Triportheus angulatus, adquiridas em pontos comerciais (frigoríficos, feira de pescado da praia de Mucuripe e feira-livre suburbana) de Fortaleza - Ceará. Além da determinação do teor de colesterol, também foram avaliados a composição química centesimal e o valor calórico das amostras. O teor médio de colesterol (mg.100 g-1) apresentado foi 33,5 para o pargo, 28,4 para a tilápia, 93,8 para o curimatã e 61,2 para a sardinha. Em relação à composição...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Peixe marinho; Peixe de água doce; Colesterol; Valor nutritivo; Valor energético.
Ano: 2008 URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-20612008000400031
Registros recuperados: 4
Primeira ... 1 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional