Sabiia Seb
PortuguêsEspañolEnglish
Embrapa
        Busca avançada

Botão Atualizar


Botão Atualizar

Ordenar por: RelevânciaAutorTítuloAnoImprime registros no formato resumido
Registros recuperados: 35
Primeira ... 12 ... Última
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Análise faunística de cochonilhas (hemiptera: sternorrhyncha) na cultura da videira no município de Pinto Bandeira, Rio Grande do Sul, Brasil. Repositório Alice
PARIS, P.; PERUZZO, L.; ZADRA, W. C.; POLLETO, G.; WOLFF, V. R. dos S.; BOTTON, M.; AZEVEDO FILHO, W. S. de.
O Rio Grande do Sul é o principal estado produtor de uvas e vinhos do país, com destaque para a região da Serra Gaúcha. Um dos principais problemas enfrentados pelos viticultores é a presença de cochonilhas que ocorrem na parte aérea da cultura e que, dependendo da severidade dos danos causam a morte da planta. Nesse trabalho foi realizada uma análise faunística das cochonilhas presentes na parte aérea de videiras, no município de Pinto Bandeira, RS. As amostragens foram realizadas quinzenalmente em vinhedo comercial de 1 ha de Vitis vinifera L. cultivar Merlot. Foram coletadas amostras de cochonilhas presentes no ritidoma e brotações, de janeiro de 2011 a janeiro de 2013. A triagem e identificação dos espécimes foram realizadas em laboratório com o...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Cochonilhas; Vitis vinífera; Análise faunística; Uva; Vinho; Vitis vinifera; Viticultura.
Ano: 2014 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1007663
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Cadastro Vitícola do Rio Grande do Sul: 2013 a 2015. Repositório Alice
MELLO, L. M. R. de; MACHADO, C. A. E..
Como ocorre na maioria dos países vitícolas, a organização setorial requer a coleta, a gestão e o uso de dados cadastrais sobre a produção de uvas, vinhos e demais derivados. A partir desses dados, são obtidas informações relevantes para ordenamento da cadeia produtiva, fiscalização e controle da atividade, assegurando aos produtores, consumidores e governos a obtenção de conhecimento estratégico para caracterizar, ano a ano, a dinâmica territorial, a evolução quantitativa e qualitativa e, portanto, parte importante da identidade da vitivinicultura nacional.
Tipo: Livro científico (ALICE) Palavras-chave: Cadastro vitícola; Vinhedos; Vinhedos georreferenciados; Georreferenciamento; Bento Gonçalves; Farroupilha; Monte Belo do Sul; Pinto Bandeira; Indicação de procedência (IP); Área vitícola; Rio Grande do Sul; Sistemas de condução; Porta enxertos; Uva; Viticultura; Vitis vinífera.
Ano: 2017 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1084011
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Cadastro Vitícola do Rio Grande do Sul: 2013 a 2015. Infoteca-e
MELLO, L. M. R. de; MACHADO, C. A. E..
Como ocorre na maioria dos países vitícolas, a organização setorial requer a coleta, a gestão e o uso de dados cadastrais sobre a produção de uvas, vinhos e demais derivados. A partir desses dados, são obtidas informações relevantes para ordenamento da cadeia produtiva, fiscalização e controle da atividade, assegurando aos produtores, consumidores e governos a obtenção de conhecimento estratégico para caracterizar, ano a ano, a dinâmica territorial, a evolução quantitativa e qualitativa e, portanto, parte importante da identidade da vitivinicultura nacional.
Tipo: Livro técnico (INFOTECA-E) Palavras-chave: Cadastro vitícola; Vinhedos; Vinhedos georreferenciados; Georreferenciamento; Bento Gonçalves; Farroupilha; Monte Belo do Sul; Pinto Bandeira; Indicação de procedência (IP); Área vitícola; Rio Grande do Sul; Sistemas de condução; Uva; Viticultura; Vitis vinífera; Porta enxertos.
Ano: 2017 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1084011
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Captura massal da mosca-das-frutas sul-americana Anastrepha fraterculus (Diptera: Tephritidae) como estratégia para a supressão populacional em cultivo protegido de uva fina de mesa. Infoteca-e
BOTTON, M.; MACHOTA JUNIOR, R.; BORTOLO, L. C.; FRIGHETTO, J. M..
O Sul do Brasil é a principal região produtora de frutas de clima temperado (FACHINELLO et al., 2011; IBGE, 2017). No Rio Grande do Sul, merece destaque o cultivo de uvas para processamento, principalmente na região da Serra Gaúcha, RS (MELLO, 2016; IBGE, 2017).
Tipo: Circular Técnica (INFOTECA-E) Palavras-chave: Rio Grande do Sul; Uva para processamento; Região da Serra Gaúcha; Uvas finas de mesa; Cv Itália; Cultivar Itália; Cultivar; Uvas de mesa; Moscas-das-frutas; Anastrepha fraterculus; Ovipositor; Fruta de clima temperado; Uva; Videira; Vitis vinífera; Cultivo protegido; Moscas das frutas; Mosca-sul-americana; Inseto; Doença de planta; Podridão.
Ano: 2017 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1075838
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Caracterização da composição físico-química de vinhos Chenin Blanc do Submédio do Vale do São Francisco obtidos de diferentes sistemas de condução e porta-enxertos na primeira safra do ano de 2015. Repositório Alice
NOGUEIRA, F. dos S.; CARVALHO, F. A. de; SILVA, T. M. da; NUNES, G. da S.; CARVALHO, E. S. S. de; LEAO, P. C. de S.; BIASOTO, A. C. T..
Este trabalho teve como objetivo avaliar a influência dos sistemas de condução lira e espaldeira e dos porta-enxertos IAC-766, IAC-313, Paulsen 1103, SO4 e IAC-572 sobre a composição físico-química de vinhos brancos da cultivar Chenin Blanc.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Porta enxerto; Cultivar Chenin Blanc; Vale do São Francisco; Vinho branco; Composição físico química; Vitis vinífera; Uva; Viticultura tropical; Vinho tropical; Grapes.
Ano: 2017 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1073469
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Caracterização de subprodutos da vinificação de diferentes cultivares tintas em duas safras. Repositório Alice
SANTOS, L. T. da S.; LIMA, M. A. C. de.
Este estudo teve como objetivo caracterizar suprodutos da vinificação de cultivares de uva, correspondentes a cascas, em duas safras, na região do submédio do Vale do São Francisco. Os subprodutos foram coletados em duas safras, sendo a primeira de maio a junho e a segunda de outubro a dezembro de 2015, e de quatro cultivares: Tempranillo, Syrah, Alicante Bouschet e Egiodolla. O estudo foi conduzido em delineamento experimental inteiramente casualisado, em fatorial 2 x 4, com quatro repetições. Os subprodutos, que corresponderam às cascas geradas após a prensagem, reservaram altos teores de antocianinas e polifenois extraíveis totais, demonstrando potencial de aproveitamento. Esses teores foram diferenciados entre safras do mesmo ano, indicando a...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Vitis vinífera; Aproveitamento de subprodutos; Composição química; Vale do São Francisco; Uva; Subproduto; Grapes; By-products reuse; Chemical composition.
Ano: 2017 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1071189
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Colheita e pós-colheita. Repositório Alice
LIMA, M. A. C. de; GUERRA, C. C..
A diversidade de cultivares das especies Vitis vinifera e V. labrusca e as formas de aproveitamento da uva requerem estratégias diferenciadas, que começam na implantação da área de produção, passando pelo manejo do parreiral, até as práticas de colheita e póscolheita, incluindo o processamento. Porém, qualquer que seja o tipo de produto disponibilizado e a destinação comercial, a qualidade da uva determina o potencial de agregação de valor.
Tipo: Capítulo em livro científico (ALICE) Palavras-chave: Produção; Vitis vinífera; Vitis labrusca; Parreira; Fruta de clima temperado; Uva; Viticultura.
Ano: 2017 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1081967
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Compostos fenólicos em uva Syrah em diferentes sistemas de condução e porta-enxertos: 5º ciclo produtivo. Repositório Alice
LIMA, M. A. C. de; CIPRIANO, R. L..
O objetivo deste estudo foi caracterizar os teores de compostos de grupos fenólicos na uva Syrah cultivada sob diferentes sistemas de condução e porta-enxertos, em quinto ciclo produtivo, no Submédio do Vale do São Francisco. Os tratamentos corresponderam a sistemas de condução (espaldeira e lira) e porta-enxertos (IAC 313, IAC 572, IAC 766, SO4, Paulsen 1103 e Harmony), em delineamento experimental em blocos ao acaso, com quatro repetições. Os tratamentos estavam dispostos em parcelas subdivididas, sendo os sistemas de condução distribuídos nas parcelas e os porta-enxertos nas subparcelas. No ciclo avaliado, os teores dos compostos de diferentes grupos fenólicos foram dependentes da associação sistema de condução e porta-enxerto. Apenas para os taninos...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Variedade Syrah; Propagação; Vitis vinífera; Qualidade; Vale do São Francisco; Uva; Porta-enxerto; Vitivinicultura tropical; Composto fenólico; Grapes.
Ano: 2017 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1071192
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Construção e calibração de lisímetros de pesagem para determinação da evapotranspiração e coeficiente de cultivo em videira de vinho cv. Syrah. Repositório Alice
NASCIMENTO, E. F. do; CAMPECHE, L. F. de S.; BASSOI, L. H.; SILVA, J. A.; LIMA, A. C. M.; PEREIRA, F. A. de C..
O método direto mais comum utilizado na estimativa da evapotranspiração de uma cultura é o método lisimétrico. Assim, o objetivo deste trabalho foi construir, instalar e analisar o desempenho de três lisímetros de pesagem para estudo da demanda hídrica da cultura da videira Syrah (Vitis vinífera L.). Os lisímetros, com dimensões 1,2m x 2,0m de base e 1,0m de altura, foram instalados no Campo Experimental de Bebedouro da Embrapa Semiárido, em Petrolina-PE (09° 09? latitude sul, 40° 29? longitude oeste), e foram construídos com chapas de aço galvanizado e instalados sobre uma estrutura metálica montada sobre barras transversais, a fim de concentrar a massa do conjunto sobre uma célula de carga localizada no centro do sistema. Após a escavação de trincheiras...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Variedade; Syrah; Vitis vinífera; Cultivo; Evapotranspiração; Uva.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/916849
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Danos de míldio na nova cultivar de uva de mesa BRS Vitória no norte do Paraná. Repositório Alice
PEREIRA, C. B.; NAVES, R. de L.; SOUZA, R. T. de; SILVA, C. N.; SANTANA, R. G.; TESSMANN, D. J..
2015
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Controle; Epidemiologia; Plasmopara viticola; Vitis vinífera; Míldio; Doença fúngica; Uva; Videira.
Ano: 2015 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1036088
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Desenvolvimento de metodologia para detecção e quantificação de compostos fenólicos em vinhos. Infoteca-e
CORREA, L. C.; RYBKA, A. C. P.; BIASOTO, A. C. T.; SILVA, P. T. de S. e; PEREIRA, G. E..
Com este trabalho, objetivou-se desenvolver um método cromatográfico para a quantificação de compostos fenólicos em vinhos brancos e tintos por cromatografia líquida de alta eficiência. Para a validação em amostras, foram selecionados dez vinhos. Foram utilizados 25 padrões de compostos fenólicos. A separação dos compostos foi realizada utilizando-se simultaneamente os detectores de arranjos de fotodiodos e fluorescência. As fases móveis utilizadas foram: solução de dihidrogenofosfato fosfato de potássio em água ultrapura com pH ajustado para 2,05; metanol e acetonitrila e como fase estacionária foi utilizada coluna C18 (150x4,60 mm, 3μm). A seletividade foi confirmada através dos tempos de retenção e dos espectros de absorção dos padrões...
Tipo: Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E) Palavras-chave: Cromatografia; Química analítica; Vitis vinífera; Compostos fenólicos; Uva; Enologia; Vinho branco; Vinho tinto; Grapes.
Ano: 2014 URL: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1013300
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Dinâmica de inóculos e doenças em videira sob sistema convencional e protegido. Repositório Alice
BATISTA, D. da C.; BARBOSA, M. A. G.; MOURA, M. S. B. de; ANJOS, J. B. dos.
A dispersão aérea de inóculos de patógenos e dinâmica de doenças foram avaliadas em videiras (cv. Superior Seedless) conduzidas sob cultivo convencional e cobertas por plásticos durante dois anos (2009 e 2010) e em período similar do ano. A condução do experimento ocorreu na estação experimental pertencente a Embrapa Semiárido. As armadilhas coletoras de esporos foram mantidas a 0,5 metros acima do dossel da videira e a amostragem durante 24 horas, com troca de lâminas às 9 horas. Maior dispersão de patógenos (Plasmopara viticola, Phakopsora euvitis, Alternaria alternata) e intensidade de doenças (míldio, ferrugem e cancro bacteriano) foram detectadas em videiras conduzidas no sistema convencional ou descobertas. Entretanto, a dispersão aérea de conídios...
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE) Palavras-chave: Vitis vinífera; Dispersão aérea; Uva sem semente; Plasmopara viticola; Phakopsora euvitis; Alternaria alternata; Uva; Doença; Míldio; Ferrugem; Cancro bacteriano; Fungo; Grapes; Disease; Seedless.
Ano: 2015 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1016237
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
EFECTO DEL MESOCLIMA EN LA MADURACIÓN DE UVA NEBBIOLO (Vitis vinifera) EN EL VALLE DE GUADALUPE, BAJA CALIFORNIA, MÉXICO Agrociencia
Cabello-Pasini,Alejandro; Macias-Carranza,Víctor; Mejía-Trejo,Adán.
Resumen La fisiología de la vid (Vitis vinífera) está regulada por las condiciones climáticas de mesoescala y gran escala. El valle de Guadalupe es una cuenca vitivinícola que produce la mayoría del vino de México y presenta variaciones climáticas en mesoescala que podrían influenciar la maduración de las uvas. El objetivo de este estudio fue evaluar el efecto de las diferencias climáticas en dos zonas vitivinícolas del Valle de Guadalupe, sobre la maduración de la uva variedad Nebbiolo. Debido a la distancia con respecto a la costa, se esperaban encontrar diferencias climáticas en el valle y en la maduración de las uvas en las zonas de estudio. Durante cuatro temporadas, se evaluó concentración de sólidos solubles, acidez titulable y pH de uvas de la zona...
Tipo: Info:eu-repo/semantics/article Palavras-chave: Mesoclima; Temperatura; Nebbiolo; Valle de Guadalupe; Viticultura; Vitis vinífera.
Ano: 2017 URL: http://www.scielo.org.mx/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1405-31952017000600617
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeito de bioestimulantes sobre a concentração de nutrientes nas raízes em mudas de videira Thompson Seedless. Repositório Alice
SILVA, D. J.; LEAO, P. C. de S.; SOUZA, D. R. M. de; MARTINS, C. N..
A cultura da videira reveste-se de especial importância econômica e social no Submédio do Vale do São Francisco. A cultivar Thompson Seedless pode ser considerada uma das mais importantes uvas sem sementes cultivadas na região. Suas bagas são pequenas, exigindo a aplicação de doses elevadas de ácido giberélico isolado ou associado a outros bioestimulantes para crescimento da baga e alongamento do cacho. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de bioestimulantes na concentração de nutrientes nas raízes em mudas de videira ?Thompson Seedless?. Foi realizado um experimento em casa de vegetação em Petrolina-PE. Foram avaliados quatro porta-enxertos ('SO4', 'Paulsen 1103', 'IAC 572' e 'Harmony'), sete produtos comerciais (Soilplex Root®, Fert Actyl GZ®,...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Vitis vinífera; Nutrição mineral; Análise química de raiz; Thompson Seedless; Bioestimulantes; Variedade; Ácido giberélico; Uva; Grape.
Ano: 2013 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/969386
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeitos de diferentes estratégias de irrigação sobre as características físico-químicas de vinhos tropicais Syrah. Repositório Alice
NASCIMENTO, R. L.; ARAÚJO, A. J. de B.; SILVA, G. G.; OLIVEIRA, J. B.; OLIVEIRA, V. S.; BASSOI, L. H.; BIASOTO, A. C. T.; PEREIRA, G. E..
O Submédio do Vale do São Francisco apresenta um grande potencial para a produção de vinhos finos, sendo considerada a segunda maior região produtora do Brasil, com 15% da produção brasileira. A irrigação é indispensável para a fruticultura da região, podendo influenciar fortemente o rendimento da videira e a qualidade das uvas e dos vinhos. Neste sentido, este trabalho teve como objetivo avaliar a composição físico-química de vinhos tintos tropicais elaborados a partir de uvas Syrah, colhidas em agosto de 2010 (primeiro ciclo de produção) de experimentos com diferentes estratégias de irrigação, DI (deficit de irrigação, onde a aplicação de água é interrompida desde o pegamento dos frutos até a colheita), RDI (irrigação com deficit controlado) e FI...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Vitis vinífera; Vinho tropical; Composição analítica; Polifenol; Uva; Viticultura; Composição química.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/917524
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Efeitos de diferentes estratégias de irrigação sobre as características físico-químicas de vinhos tropicais Syrah. Repositório Alice
NASCIMENTO, R. L.; ARAÚJO, A. J. de B.; SILVA, G. G.; OLIVEIRA, J. B.; OLIVEIRA, V. S.; BASSOI, L. H.; BIASOTO, A. C. T.; PEREIRA, G. E..
O Submédio do Vale do São Francisco apresenta um grande potencial para a produção de vinhos finos, sendo considerada a segunda maior região produtora do Brasil, com 15% da produção brasileira. A irrigação é indispensável para a fruticultura da região, podendo influenciar fortemente o rendimento da videira e a qualidade das uvas e dos vinhos. Neste sentido, este trabalho teve como objetivo avaliar a composição físico-química de vinhos tintos tropicais elaborados a partir de uvas Syrah, colhidas em agosto de 2010 (primeiro ciclo de produção) de experimentos com diferentes estratégias de irrigação, DI (deficit de irrigação, onde a aplicação de água é interrompida desde o pegamento dos frutos até a colheita), RDI (irrigação com deficit controlado) e FI...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Vitis vinífera; Vitivinicultura tropical; Composição analítica; Polifenóis; Vinho tropical; Uva.
Ano: 2011 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/906807
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Impacto do aumento da concentração de dióxido de carbono sobre o oídio da videira. Repositório Alice
RODRIGUES, D. R.; ANGELOTTI, F.; PINHEIRO, G. S.; GHINI, R.; FERNANDES, H. A..
Segundo o Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC), a concentração do dióxido de carbono (CO2) até o final do século chegará aos 550 ppm. Este aumento poderá causar impactos positivos ou negativos sobre a interação planta-patógeno. Na região Nordeste, o oídio da videira causa danos consideráveis à produção por apresentar condições climáticas favoráveis ao desenvolvimento do patógeno durante todo o ano. O trabalho teve como objetivo avaliar o impacto do aumento da concentração de CO2 sobre o oídio da videira. O experimento foi realizado em câmaras de crescimento com controle da concentração de CO2 e temperatura. No experimento mudas de videira da cultivar Crimson foram inoculadas com uma suspensão de 105 esporos/ml por meio de pulverização...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Oidium tuckeri; Vitis vinífera; Mudanças climáticas; Oídio; Doença; Dióxido de carbono; Uva; Grapes.
Ano: 2012 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/926889
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Impacto do aumento da concentração de dióxido de carbono sobre o oídio da videira. Repositório Alice
RODRIGUES, D. R.; ANGELOTTI, F.; PINHEIRO, G. S.; GHINI, R.; FERNANDES, H. A..
Segundo o Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC), a concentração do dióxido de carbono (CO2) até o final do século chegará aos 550 ppm. Este aumento poderá causar impactos positivos ou negativos sobre a interação planta-patógeno. Na região Nordeste, o oídio da videira causa danos consideráveis à produção por apresentar condições climáticas favoráveis ao desenvolvimento do patógeno durante todo o ano. O trabalho teve como objetivo avaliar o impacto do aumento da concentração de CO2 sobre o oídio da videira. O experimento foi realizado em câmaras de crescimento com controle da concentração de CO2 e temperatura. No experimento mudas de videira da cultivar Crimson foram inoculadas com uma suspensão de 105 esporos/ml por meio de pulverização...
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Oidium tuckeri; Mudanças climáticas; Uva; Vitis vinífera; Oídio; Doença de planta; Dióxido de carbono; Clima; Impacto ambiental; Grapes; Oidim; Climate change; Carbon dioxide; Environmental impact.
Ano: 2012 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/945744
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Influência do estádio de maturação da uva sobre a composição físico-química e atividade antioxidante do vinho Syrah elaborado no Vale do São Francisco no segundo ciclo produtivo do ano. Repositório Alice
OLIVEIRA, W. P. de; MENEZES, T. R. de; OLIVEIRA, J. B. de; RIBEIRO, T. P.; PEREIRA, G. E.; LIMA, M. dos S.; ARAÚJO, A. J. de B.; BIASOTO, A. C. T..
Este trabalho foi desenvolvido com o objetivo de avaliar a influência do estádio de maturação da uva sobre a composição físico-química e a atividade antioxidante do vinho Syrah elaborado no Submédio do Vale do São Francisco em safra do segundo ciclo produtivo do ano. Os vinhos foram elaborados experimentalmente com uvas (Vitis vinífera L.) colhidas em dezembro de 2012, com 112 dias após a poda (DAP) (21,6 ºBrix), 120 DAP (23,0 ºBrix) e 128 DAP (27,0 ºBrix). O estádio de maturação da uva no momento da colheita influenciou significativamente a qualidade e a atividade antioxidante de vinhos Syrah. Uvas colhidas na sobre maturação originaram vinhos com maior teor de extrato seco, intensidade de cor, compostos fenólicos e potencial antioxidante.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Vitis vinífera; Maturação; Uva; Vinho tinto; Compostos bioativos; Grapes.
Ano: 2014 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1013684
Imagem não selecionada

Imprime registro no formato completo
Influência do porta enxerto sobre a produção e características de uvas de mesa BRS Clara e Arizul no Submédio do Vale do São Francisco durante a safra do segundo semestre de 2016. Repositório Alice
LIRA, M. M. C. de; MOARES, D. S. de; SOUZA, E. R. de; SALES, W. da S.; LEAO, P. C. de S..
Este trabalho teve como objetivo avaliar a influência do porta-enxerto sobre o desempenho produtivo e características físico-químicas de uvas de mesa brancas sem sementes, no Submédio do Vale do São Francisco, durante a safra do segundo semestre de 2016.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Palavras-chave: Uva de mesa; Variedade; BRS Clara; Arizul; Porta enxerto; Uva sem semente; Vitis vinífera; Uva; Grapes; Seedless.
Ano: 2017 URL: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/handle/doc/1073416
Registros recuperados: 35
Primeira ... 12 ... Última
 

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610
Política de Privacidade
Área restrita

Embrapa
Parque Estação Biológica - PqEB s/n°
Brasília, DF - Brasil - CEP 70770-901
Fone: (61) 3448-4433 - Fax: (61) 3448-4890 / 3448-4891 SAC: https://www.embrapa.br/fale-conosco

Valid HTML 4.01 Transitional